A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Criciúma vence e avança na Copa do Brasil

Na noite desta quinta feira (23) o Criciúma esteve em Bragança, onde enfrentou o time do Bragantino pela segunda fase da copa do Brasil. 

O time do Criciúma estreou na Copa do Brasil diante do time do Real Noroeste. O time carvoeiro venceu o primeiro jogo fora de casa por 4x0 e eliminou o jogo de volta. Já o time do Braga estreou contra o Lajeadense, onde perdeu o primeiro jogo fora de casa e ganhou o jogo de volta.

Bruno Lopes comemora o primeiro gol da noite. (Fonte: Fernando Ribeiro).

O dia que o Paysandu surpreendeu a América

O time que entrou para história.
O dia 24 de abril para muitas pessoas é só mais um dia comum, mas para os torcedores do Paysandu, esse é um dia histórico. Se o mundo viu como uma zebra, o torcedor bicolor viu como uma conquista adquirida com muita raça. Hoje, depois de 12 anos, ainda se fala muito do dia que o Paysandu calou a La Bombonera, afinal, não é qualquer clube brasileiro que consegue este feito, e até aquele dia 24 de abril de 2003, apenas dois clubes brasileiros haviam conseguido isso, o Santos de Pelé e o Cruzeiro de Ronaldo.

Como o Paysandu foi para a Libertadores naquele ano?

Conquistando a extinta Copa dos Campeões, em cima do Cruzeiro. Este campeonato dava vaga a Libertadores e fez com que o clube alviazul se tornasse o primeiro e único clube nortista a participar de uma Libertadores.



Não é tarefa fácil enfrentar o Boca Juniors, ainda mais dentro da La Bombonera, que é um verdadeiro caldeirão, onde o adversário tem que lidar com a enorme pressão da torcida. E o Paysandu teve de ter muita frieza para conseguir administrar isso e também para parar o timaço do Boca. O que todo mundo esperava era uma goleada histórica em cima do iniciante. Mas quem fez história neste dia, foi o Paysandu.

Como foi o jogo?
Momento da expulsão.
No primeiro tempo, o clube que trajava azul celeste, perdeu um dos jogadores mais importantes da equipe, o artilheiro Robson, conhecido pela torcida como Robgol, expulso junto com o lateral do Boca, Clemente Rodríguez. O Paysandu vivia dos contra-ataques e tentava de todo jeito, anular as investidas do Boca. O primeiro tempo se encerrou e o placar de 0x0 já era considerado uma vitória para os torcedores do clube nortista.
Iarley, o jogador que calou a La Bombonera.
No segundo tempo a dificuldade, que já era grande, aumentou. Com 10 minutos, Vanderson foi expulso após dar uma cotovelada em Schelotto. Ali muitos imaginaram o fim da valentia do Paysandu, que jamais conseguiria segurar o 0x0 com apenas 9 jogadores em campo. Porém o time bicolor não só conseguiu impedir com que o Boca abrisse o placar, como conseguiu marcar o primeiro e único gol da partida. Aos 23 minutos, o que parecia impossível aconteceu, Sandro tocou para Iarley, que se livrou de dois marcadores e chutou a bola no canto, o goleiro Abbondanzieri não teve nem chance e o camisa 7 fez o gol que calou a torcida auriazul.


O Paysandu foi o terceiro time a entrar para a seleta lista de brasileiros que venceram o Boca na La Bombonera. Um dia histórico não só para os torcedores do Paysandu, mas para todos os amantes do futebol.

O gol:



Quem jogou a partida?

Boca Juniors: Abbondanzieri; Ibarra (Calvo), Burdisso, Crosa e Clemente Rodríguez; Battaglia (Moreno), Cascini, Cagna (Tévez) e Donnet; Guillermo Schelotto e Delgado. Técnico: Carlos Bianchi.

Paysandu: Ronaldo; Rodrigo (Gino), Jorginho, Tinho e Luís Fernando; Sandro, Lecheva (Bruno), Vanderson e Iarley; Vélber (Rogerinho) e Róbson. Técnico: Dario Pereyra.


(@_cassiagouvea)
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana