A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Entrevista com Leandro, jóia da base do Botafogo

Fala galera alvinegra!  

Então, com um time recheado de garotos e alguns jogadores bastante experientes, o Botafogo vai se preparando para jogar a série B. Após fechar com Daniel Carvalho, o clube renovou com uma das promessas da divisão de base, Leandro. Com contrato até o final de 2017, o garoto tem uma multa de R$ 30 milhões para times do exterior. Em um momento de dificuldades financeiras, o glorioso vai apostando em sua categoria de base para ter sucesso e retornar à elite do futebol brasileiro. Confiamos que ele vá ter o mesmo sucesso de outros talentos que subiram recentemente. O jogador vem em um ótimo momento e teve grande atuação diante ao Flamengo, no primeiro jogo da final do Carioca de juniores.

Primeiramente, agradecemos a oportunidade por temos tido essa resenha com o jogador, que se disponibilizou, humildemente, em responder as perguntas de forma carismática e atenciosa. Só quem ganha com isso são os torcedores.

BRAVO ASTON VILLA É DERROTADO NO FINAL


CITY 3 X 2 ASTON VILLA

SISTEMA TÁTICO DAS EQUIPES:

CITY – Entrou trabalhando dentro de um 4-2-3-1, sistema de jogo que acabou sobrecarregando o Silva. Na segunda etapa com a saída de Yaya Toure por lesão, o City voltou ao seu tradicional 4-4-1-1 com linhas e variação para um 4-4-2 com Silva voltando a flutuar pela parte central do gramado.

ASTON VILLA – O treinador do Aston Villa sabendo que o City viria empolgado com a goleada na rodada passada, se precaveu e modificou o sistema para um 4-4-1-1 igualando o sistema que o adversário costuma jogar, mas com a utilização de quatro volantes de oficio. Na segunda etapa na entrada de Nzgobia e a saída de um volante o time voltou ao 4-3-2-1 e cresceu mais ainda no jogo.

A um passo do paraíso

Fala, Turma da Fuzarca!


Nesse Domingo (26), o Vasco reverteu à vantagem do Botafogo por jogar pelo empate no segundo jogo da final. A vitória de 1a0 deixou o Cruzmaltino mais próximo do título.

Resumo do jogo, em fotos. (Fonte: Vasco Oficial)

Em péssima atuação, Paysandu perde a decisão do segundo turno para o Remo

Souza perdendo mais uma bola como sempre.
Crédito: Cezar Magalhães
Poderia estar aqui fazendo um texto sobre um título, oportunidade essa, que nunca tive ainda nos meus tempos de blogueiro do Paysandu, tanto no jovem blog linha de fundo quanto em outros, mas vida que segue, e infelizmente é minha missão falar sobre mais uma derrota dolorosa...

Santos "comemora" derrota e mantém a confiança para o jogo na Vila Belmiro

Lucas Lima, Chiquinho e Vladimir
(Foto: ESPN BR)
Em jogo cheio de polêmicas, Santos sente a ausência de Robinho, não joga bem, mas pode comemorar por levar apenas um gol de desvantagem para a Vila Belmiro na partida de volta, das finais do Paulistão 2015.

No jogo de ida da final, JEC fica no 0x0 com o Figueirense

Os primeiros 90 minutos se foram, e o Joinville se saiu bem, trazendo um bom resultado para a maior cidade de SC. Ainda faltam 90 minutos, tempo que pode dar fim a um jejum de 14 anos. O JEC conseguiu um bom resultado no jogo de ida, e está muito perto do seu 13° título estadual.

Com a bola, Naldo, o melhor em campo!
Foto: JEC Oficial

Eduardo substitui mal e Carcará pegou, matou e comeu o Leão da Ilha

Eduardo Batista tira Diego Souza e coloca Samuel
(Foto: Twitter/ SuperesportesPE) 
O Sport precisava do resultado, 2 a 0 levava o jogo aos pênaltis, uma diferença de três gols ou mais liquidava o jogo e o time avançaria para a final do Pernambucano. Tudo começou bonito, Magrão recebeu homenagem pelos 10 anos de Sport. Eduardo Batista pela primeira vez no ano escalou o time ofensivamente do modo como à torcida queria, Diego Souza no meio na distribuição da jogada, Régis e Neto Moura um pouco mais atrás e abertos pelo lado, à Rithely coube a função de volante e ligação entre a defesa e o meio.

Time escalado, do jeito que a torcia pedia. Tudo como tinha que ser... Até o treinador resolver aparecer. O resultado do jogo? Vergonhoso. O Salgueiro não tem muito que falar, fez o correto heroicamente e está na final do Pernambucano.

Bode atropela Bahia no interior

Equipe do sudoeste tem grande atuação e reverte vantagem tricolor na final

A dúvida antes da escalação era grande. Qual Bahia entraria em campo? Com uma sequência de decisões pela frente e jogadores visivelmente desgastados, a expectativa é que Sérgio Soares pudesse poupar algum atleta para a semana mais decisiva do semestre. Não foi isso que aconteceu. Comissão técnica optou pela força máxima, respeitando o adversário que o derrotara na estreia do campeonato no mesmo estádio Lomanto Júnior. Única novidade era a escalação de bruno Paulista – uma decisão mais técnica do que médica – a julgar pela inconstância das atuações de Patrick com a camisa seis, a despeito do tornozelo baleado.

O Esporte Clube Primeiro Passo – doravante chamado pela sigla ECPP – foi quem, de certa forma surpreendeu. A equipe interiorana imprimiu um ritmo forte desde o início do jogo, acelerando a partida e usando os atalhos do gramado ruim a seu favor – ainda que o relvado tenha apresentado uma melhora em relação a jogos anteriores naquela praça. Com uma semana de descanso e conhecimento sobre as fragilidades do adversário, o Bode dominou o meio-campo com a dupla Fausto e Maicon na volância e o trio André Beleza, Diego Aragão e Carlinhos municiando Tatu no ataque, e chegando com liberdade para concluir. Por ali, desde o início, se apresentavam generosos espaços que por onde desfilavam as camisas verdes reluzentes como Kriptonita.

←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana