A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

domingo, 19 de julho de 2015

90% + 10 = 100% Freguês

  Fala, Turma da Fuzarca!

       Não adianta. Quando Vasco enfrenta o Fluminense, todos já sabem que o Cruzmaltino é favorito, mesmo na atual circunstância. Talvez seja coisa do destino.


Figueirense x Coritiba: Parabéns à todos que sobreviveram após esse jogo

Na tarde deste domingo (19), Figueirense e Coritiba fizeram, sem dúvidas, o pior jogo da 14ª rodada do Brasileirão. Acho que chamar esse jogo de ruim seria uma ofensa aos outros jogos ruins do Brasileirão. Não há palavras para descrever o quão horrível foi essa partida.


Metrô joga mal e começa com pé esquerdo na série D

90 dias. Esse foi o tempo de espera desde o último jogo do Metrô, naquele empate xoxo com o Joinville pela última rodada do hexagonal do campeonato catarinense. Mas, nesse meio tempo, muita coisa mudou. O Presidente mudou, a Sede do clube saiu do Centro para se instalar no NOSSO CT, o elenco foi modificado, mas, uma coisa não mudou. E talvez a principal e mais preocupante. O Futebol apresentado pelo Metrô, sem criatividade, sem efetividade, e com muitas falhas defensivas. e ofensivas também.

O nosso primeiro desafio, foi contra o Lajeadense, lá na cidade de Lajeado. O adversário, que vinha de uma derrota por 5x0 para o São Caetano na 1ª rodada, vinha pressionado por causa da derrota. Nós, que estreamos hoje, tínhamos na cabeça o último jogo entre as 2 equipes. Há 2 anos, também pela Série D, fomos a Lajeado e conseguimos uma grande vitória por 4x0, oque era a maior goleada do Metrô atuando longe de casa até então. E também, a expectativa de começar bem o campeonato, impulsionado pela boa pré-temporada da equipe, onde tinha conquistado bons resultados, e principalmente, mostrado um bom futebol.

Foto: Luana Trentin/ Assessoria Lajeadense

Nacional vence a primeira e alcança liderança

No primeiro jogo em casa, o Nacional alcançou sua primeira vitória na Série D. Ganhando de 2x0 do Vilhena, o time concentra suas atenções para enfrentar o Rio Branco fora de casa.

O Nacional começou bem: postado no 4-3-3, a equipe triangulava no meio campo e utilizava bastante as laterais, com intensidade e volume de jogo. O Vilhena sentiu o forte ritmo de jogo e fazia cera para tirar a velocidade da partida, tanto é que seu goleiro foi expulso no final do primeiro tempo. O Leão da Vila Municipal procurava jogar, diferente do adversário, rodava a bola com paciência até achar o espaço. O time criava situações de finalização, e o gol podia ter saído ainda no primeiro tempo.

4-3-3 ofensivo. Lusmar fazia a saída de bola.

Furacão espanta a bruxa e bate Chapecoense em casa

Hernani comemora junto aos companheiros o gol que deu a vitória ao Atlético-PR (Fonte: ESPN)

"Vou te expulsei!" Em jogo marcado por "maré vermelha", São Paulo perde em Recife.

O São Paulo foi até Recife enfrentar Sport, adversário direto na luta pelo G4. Entretanto, com 3 expulsões, o Tricolor perdeu o jogo por 2 a 0.

A imagem mais comum da partida. (saopaulofc.net)
O São Paulo estava na luta pelo G4 e poderia entrar nele se ganhasse do Sport, porém, com uma má atuação, gol contra e expulsões, quem entrou ficou entre os quatro primeiros foi o adversário.

No decorrer da semana, os bastidores do São Paulo foram movimentados. Havia interesse em Ganso e Luis Fabiano de Orlando City (EUA) e Cruz Azul (MEX) respectivamente. A diretoria não liberou nenhum dos dois, entretanto o caso de Luis Fabiano foi terminado nesta manhã. Nesse sábado (18/07) a página oficial do time mexicano Deportivo Toluca FC deu a notícia da saída de Wilder Guisao, colombiano que trabalhou com Osório em suas conquistas pelo Atlético Nacional, e seu destino seria o Tricolor Paulista. Antes de iniciar o jogo desse domingo (19/07), Milton Cruz confirmou que Guisao vem para o São Paulo por empréstimo a pedido de Osório. 

O São Paulo entrou em campo com 3-4-1-2, visando a vantagem numérica na última linha, deixando Centúrion e Pato na movimentação e Ganso entre eles. O Tricolor iniciou o jogo bem e, como em todas partidas, começou pressionando e estudando o adversário. Todavia, errava no último passe e, principalmente, na finalização. Pato e Centúrion apostavam em jogadas individuais, tentando driblar o adversário até o gol, sem passar a bola e o resultado era um contra-ataque perigoso para o Sport.

O primeiro gol do Leão saiu aos 33', porém, na verdade, foi gol do são-paulino Michel Bastos, que não vem fazendo boas partidas. Marlone e André tabelaram pelo lado esquerdo, Marlone cruzou para Élber, Michel veio por trás e deu um carrinho no meio das pernas de Élber. A bola desviou para o gol, mas o juiz não viu e deu o gol para Élber. E aos 40' Pato jogou o gol de empate no lixo. Após uma saída de bola errada do Sport, o São Paulo recuperou a bola e Ganso deixou Pato cara-a-cara com o goleiro Danilo, porém o jogador decidiu driblar ao invés de chutar e o goleiro conseguiu desviar a bola. O Sport fez o segundo gol com André, entretanto estava impedido.

No 2ºT, o São Paulo continuou com a mesma pegada do início do 1ºT. O Sport jogava nos erros do Tricolor e o time paulista estava errando muito. Aos 14' um susto para a torcida são-paulina, já que, por centímetros, Michel não faz seu segundo gol contra no jogo. Renê cruzou, Rogério não conseguiu cortar e Michel Bastos desviou por cima do gol. Osório tirou Centúrion e colocou Reinaldo, assim, com o lateral e Luis Fabiano, o São Paulo jogou no 4-2-3-1, com Michel ocupando a ponte direita. Ganso, que já tinha cartão amarelo por falta, reclamou com o juiz e levou o segundo, sendo expulso de campo. Alguns segundos depois, o juiz expulsou também Luis Fabiano, que já tinha cartão amarelo por falta e cometeu outra enquanto brigava pela bola. Não satisfeito, o juiz também colocou o técnico Osório para fora, alegando que esse estava aplaudindo ironicamente. A comissão técnica disse que Osório estava passando informação para os jogadores, nada de aplausos. Com o emocional abalado, São Paulo levou o 2º gol aos 47', quando Ferrugem apareceu nas costas de Lucão e só emendou para o gol a bola que veio de André.


Após o término de jogo, Reinaldo deu entrevista "Às vezes, todo mundo perde a cabeça com o juiz, mas não temos que reclamar. O Luis fez uma falta que não era para amarelo, tivemos outras que ele não marcou. Não deu para ganhar, agora é trabalhar e levantar a cabeça".

Com falha nas finalizações e nos passes, a culpa da derrota não é das expulsões, mesmo que, obviamente, estas prejudicaram o Tricolor. Entretanto, o time vinha apenas com pressão e sem definição. O São Paulo ficava com a bola, mas chegava poucas vezes com perigo. Mais uma vez, o São Paulo fez uma péssima atuação jogando fora de casa.

O Tricolor caiu para 7º lugar na tabela e permanece com 24 pontos. O São Paulo terá a semana toda para treinar e chance de reagir no jogo contra o Cruzeiro domingo (26/07) no Morumbi às 16h. A promessa é de casa cheia para essa partida. 

FICHA TÉCNICA
Local: Arena Pernambuco - Recife
Cartões Amarelos: Renê (Sport); Ganso (São Paulo)
Cartões Vermelhos: Ganso e Luis Fabiano (São Paulo)
Gols: Élber e Ferrugem (Sport) 
Arbitragem: Andre Luiz de Freitas Castro (GO), auxiliado por Alessandro A Rocha de Matos (BA) e Eduardo Goncalves da Cruz (MS)

SPORT
Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval, Renê; Rithely, Wendel (Rodrigo Mancha), Diego Souza (Régis) , Élber (Ferrugem), Marlone; André. Técnico: Eduardo Baptista

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Rafael Tolói, Lucão, Edson Silva (Luis Fabiano), Thiago Mendes (Boschilia); Rodrigo Caio, Hudson, Ganso, Michel Bastos; Alexandre Pato e Centúrion (Reinaldo). Técnico: Juan Carlos Osório

Especial Futebol pela Europa – Roma


Para continuar esse especial, não poderia faltar a encantadora Itália. Com sua seleção poderosa, sempre em evidência e cheia de ídolos, seria quase impossível dizer que não é um povo completamente apaixonado por futebol. Roma, terra dos grandes, respira o esporte.

Santa Cruz domina e abate a frágil equipe do Atlético Goianiense


O Santa Cruz recebeu o Atlético Goianiense pela décima sétima rodada da Série B. O time, que vinha de um tropeço no clássico contra o Náutico, chegou para a partida com uma certa dúvida da torcida se as 3 vitórias antes do clássico foram um arranque do time ou meros resultados isolados ao correr da competição. Mas o Santa mostrou aos torcedores que compareceram nesse sábado no Arruda que a equipe vem melhorando a cada rodada e não só os resultados, mas a atuação do time também mostra isso. O Santa teve um de seus melhores desempenhos na Série B, já que dominou, abateu e goleou a equipe de Goiás. O tricolor subiu três posições na tabela e emplacou a quarta vitória nos cinco últimos jogos.

Líder Botafogo sofre, mas volta a vencer na Série B

Após três jogos sem vitória, o Botafogo enfim voltou a vencer. O 1 a 0 magro sobre o Náutico no Nilton Santos foi suficiente para que o clube da estrela solitária retomasse a liderança da Série B com 27 pontos. O próximo adversário é o Bahia, sábado, às 16h30, na Fonte Nova. 

Criciúma vence em casa e continua sua invencibilidade de seis jogos

Na tarde deste sábado (18) o Criciúma enfrentou o Bahia pela 13º rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O jogo aconteceu no Majestoso e a torcida se mostrou presente.

Portuguesa 3x0 Caxias - Em segundo tempo arrasador, Lusa vence o Caxias

Guilherme Queiroz comemora o primeiro tento lusitano, na vitória de 3 a 0 sobre o Caxias
(Fotos: Dorival Rosa/ Divulgação)
Sábado, 11 horas da manhã, Portuguesa e Caxias fariam o duelo pela 8ª rodada da Série C no Canindé. Poucos iriam imaginar o bom público lusitano que veria a Portuguesa golear o Caxias por 3 a 0, ingressar no G4 e enconstar nos líderes do grupo. A vitória, que foi a 4ª da Lusa no torneio, foi construída no 2º tempo com gols de Guilherme Queiroz, Jonathan e Anderson Luiz. Com o resultado, a Lusa está na quarta colocação com dois pontos a menos que os três primeiros colocados.

O JOGO


No ínicio de jogo, a Lusa já chegou pressionando, quase chegou a feitura de seu gol no primeiro ataque criado e seguiu pressionando. Os gaúchos levaram perigo apenas numa cabeçada de Lacerda, onde Tom apareceu bem e fez firme defesa.

A Lusa quase inaugurou o placar antes de ir pro descanso do intervalo. Dieguinho e Jonathan tramaram boa jogada pela direita, houve o cruzamento e a bola ia sobrando pra Bolívar conferir depois do goleiro gaúcho impedir o gol no cabeceio de Hugo, mas a zaga gaúcha apareceu e evitou o primeiro gol.


Depois de um primeiro tempo morno, na segunda etapa o time da casa continuou pressionando os gaúchos. Aos 15 minutos, depois de fazer falta feia em Victor Bolt, o lateral Bebeto recebeu o segundo amarelo e foi expulso. A Portuguesa aproveitou a vantagem de jogadores em campo e se lançou ao ataque.

Guilherme Queiroz, artilheiro da Lusa no campeonato, faria o primeiro gol da Rubro-verde. Após boa jogada pelo lado direito de ataque, recebeu assistência de Dieguinho e teve só o trabalho de estar lá para marcar. Foi o sexto gol dele no campeonato, que é vice-artilheiro da competição. O segundo tento foi marcado por Jonathan aos 24 minutos em outro passe de Dieguinho.

E Dieguinho, que estava inspirado, ainda teve tempo de achar Anderson Luis na entrada da área para dar sua terceira assistência para mais um gol da Lusa aos 33 do segundo tempo.

A Portuguesa agora enfrentará a Tombense fora de casa no dia 27 às 20h15.

"SOMOS TODOS LUSA" E VISITA ILUSTRE

A venda de camisas foi um sucesso
A partida frente aos gaúchos contou com o início das vendas no Canindé das camisas promovidas pelo Marketing com os dizeres "Somos Todos Lusa". Vendidas ao valor de cinquenta reais, a venda foi um sucesso, vários torcedores adquiriram e vibraram com a vitória da Lusa trajado com a vestimenta.

Ivair, ídolo lusitano esteve presente no Canindé

Além disso, a vitória da Portuguesa foi observada também por um olhar especial. Ivair, ídolo lusitano na década de 60, esteve presente no Canindé e acompanhou a vitória rubro-verde. Com certeza o Príncipe, como é chamado por apelido que ganhou de Pelé, gostou do que viu.

#SOMOSTODOSLUSA

Por Rodrigo Ferreira
Twitter: @eurodriferreira
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana