A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

domingo, 2 de agosto de 2015

Recorde de público e da falta de paciência

(Foto: Fim de Jogo)
Depois de uma semana animada pela vitória contra o Goiás, o Flamengo iniciou uma campanha para a torcida lotar o Maracanã. As mais de 61 mil pessoas presentes fizeram uma bela festa, bateram o recorde de público do campeonato e tiveram que aguentar um time apático no segundo tempo.

Ponte perde pro Figueirense no "duelo da má fase"

Ponte entra em campo dormindo, se recupera na segunda etapa, mas não segura o Figueirense.

Ponte e Figueirense entravam em campo no "duelo da má fase", a Macaca vinha de 6 jogos sem vitória, e durante 4 partidas seguidas o Figueirense não ganhou e não balançou as redes adversárias.
O JOGO:
A torcida do Figueirense compareceu e gostou do início de jogo, início esse que foi totalmente dominado pelo time catarinense. Logo aos 3 minutos de jogo o placar foi inaugurado. Rodinei cortou mal e a bola foi ajeitada para João Victor que pegou de primeira e mandou no cantinho de Lomba. As boas chances da equipe do Figueirense não pararam. Clayton e Marcão deram trabalho à defesa da Ponte durante todo o primeiro tempo. Por sua vez a Macaca criou muito pouco, em uma das raras chances Felipe Azevedo fez boa jogada e bateu para boa defesa de Alex, na sobra Cesinha acertou a trave.
O segundo tempo veio e trouxe junto o ânimo da equipe da Ponte. O time começou bem melhor e atacando a todo instante, um desses ataques resultou no escanteio que por sua vez resultou no gol de empate da Ponte. Felipe cobrou na cabeça de Renato Chaves que fez um belo gol. A Ponte chegou a dominar o jogo, criava boas chances, porém não transformava os bons momentos em gol. O Figueirense que não tem nada com isso aproveitou para ampliar. Após bela cobrança de escanteio Marquinhos fez um bonito gol de cabeça. Em desvantagem a Macaca voltou a jogar mal e foi novamente engolida pelo Figueirense, que depois de bela trama matou o jogo com Dudu.
E aí diretoria? Sete jogos sem vencer com 2 gols marcados ao todo. Está na hora de trocar de treinador? Esses diretores só sabem discutir com torcedor na internet ou ambém sabem contratar, demitir e principalmente chegar duro nos jogadores ao invés de passar a mão na cabeça? A paz acabou!!!
A Ponte volta a campo no próximo Domingo (09), diante do Flamengo, ás 16h, no Moisés Lucarelli. Lembrando que nesse jogo quem é TC10+ tem direito de levar um acompanhante gratuitamente.
FICHA TÉCNICA: Figueirense 3x1 Ponte Preta
Local: Orlando Scarpelli
Público e Renda: 4.245 pagantes // R$ 105.530,00
Cartões Amarelos: Juninho, Josimar e Fernando Bob (AAPP) // Marquinhos e Clayton (FFC)
Texto de Luan Macedo // Twitter : @Luan_AAPP

Figueira passa por cima da Ponte

Na bela tarde de sol deste domingo (02), Figueirense e Ponte Preta se enfrentaram pela 16ª rodada do Brasileirão. Os catarinenses venceram a partida pelo placar de 3x1, com gols de João Vitor, Marquinhos e Dudu para o Figueira; Renato Chaves marcou o gol de honra da Macaca.

João Vitor comemora seu primeiro gol com a camisa do Figueirense
FOTO: Renan Koerich

No reencontro, Chapecoense e Internacional não saem do 0x0.

Foto: Gazeta Press.
Chapecoense e Internacional voltaram a se reencontrar depois da goleada de 5x0 que o Verdão aplicou no Colorado no dia 09 de Outubro, quando se enfrentaram na Arena Condá em Chapecó. E com o empate em 0x0, o destaque ficou por conta dos dois goleiros, que foram os principais responsáveis pelo resultado igual.

Em tarde de golaços, Santos cala Maracanã

Lucas Lima cala Maracanã
Com recorde de público presente nessa temporada no Brasileirão, Santos e Flamengo protagonizaram um duelo digno de Maracanã. Após ir para o intervalo perdendo por dois gols, o Peixe voltou melhor na segunda etapa e com grande atuação de Lucas Lima, empatou a partida e colocou água no chopp da torcida flamenguista.

O Santos entrou em campo sem surpresas, com Paulo Ricardo de primeiro volante protegendo os zagueiros, Gustavo Henrique como companheiro de zaga de Werley e com as voltas do artilheiro Ricardo Oliveira e de Lucas Lima.

A primeira etapa começou com muita movimentação, principalmente do lado rubo-negro que empurrado por sua torcida, partia pra cima do Peixe e assustava muito. Quando conseguia equilibrar o jogo e controlar a posse de bola, o time santista viu Alan Patrick (cria da Vila Belmiro) acertar um petardo de fora da área e abrir o placar em grande estilo. E logo após a saída de bola, o Santos errou e viu Emerson Sheik carregar a bola em velocidade e bater na sem chances para Vladimir.

No intervalo, o técnico Dorival Jr tirou o zagueiro/volante Paulo Ricardo e colocou Marquinhos Gabriel como meia de ligação, recuando Lucas Lima para segundo volante e deu certo!

O time da Vila Belmiro passou a ter a posse de bola no meio campo e logo aos 7 minutos, após cobrança de escanteio, Ricardo Oliveira subiu sozinho no meio da defesa e diminuiu o placar. A reação não parou por aí, acuado o time flamenguista não conseguia mais ter o ímpeto da primeira etapa e viu Lucas Lima acertar um chute lindo, de chapa e acertar o ângulo do goleiro Paulo Victor, fazendo questão de mandar a torcida se calar.

Nos 15 minutos finais, Dorival sacou Geuvânio e colocou Tiago Maia para fechar o setor do meio campo, mas o torcedor santista passou por grandes sustos nos acréscimos e contou com grandes saídas e defesas do goleiro Vladimir, que assegurou o empate.

Ricardo Oliveira e Guerrero, disputando espaço
No duelo dos artilheiros, melhor para Ricardo Oliveira que mais uma vez deixou o dele e se isolou na artilharia da competição, com 9 gols. Guerrero teve tarde de poucas oportunidades, bem cercado pela defesa santista e não conseguiu deixar sua marca.

Agora, o Peixe espera o sorteio da Copa do Brasil, que acontece na próxima terça (04/08) para conhecer seu adversário nas oitavas de finais. E estacionado na 15ª colocação com 17 pontos no Brasileirão, tem dois jogos vitais dentro de casa, para fugir de vez das últimas colocações, o próximo acontece no próximo sábado, contra o Coxa, com horário previsto para as 21h.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 2 SANTOS

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 2 de agosto de 2015, domingo
Hora: 16h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Rodrigo Henrique Correa (RJ)
Público: 51.749 pagantes (61.421 presentes)
Renda: R$ 2.450.700,00
Cartões amarelos: Márcio Araújo, Emerson, Wallace e Guerrero (Flamengo); Zeca e Werley (Santos)

Gols:
FLAMENGO: Alan Patrick, aos 39 minutos do primeiro tempo, e Emerson, aos 41 minutos do primeiro tempo
SANTOS: Ricardo Oliveira, aos sete minutos do segundo tempo, e Lucas Lima, aos 26 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Paulo Victor; Pará , Wallace, César Martins e Jorge; Márcio Araújo, Canteros, Éverton (Almir) e Alan Patrick (Gabriel); Emerson e Guerrero. Técnico: Cristóvão Borges

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Werley, Gustavo Henrique e Zeca; Paulo Ricardo (Marquinhos Gabriel), Renato e Lucas Lima; Geuvânio (Thiago Maia), Gabriel (Neto Berola) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior

Pedro Henrique  |  @peeedrito17

Defesa decepciona e Goiás cede empate no fim do jogo

Goiás sai na frente, mas sofre gol no final mais uma vez.
Foto: Twitter @CentralCartola
E quando você acha que a vitória vai vir, o Goiás consegue te decepcionar. Continuamos dando passos largos para o rebaixamento, e nada muda dentro do clube, nenhuma contratação chega, a torcida continua descontente com a diretoria que só contrata amadores. Hoje, vencíamos o jogo até os 45 minutos da etapa final, mas a defesa e até o próprio goleiro Renan, resolveram falhar e nos tirar pontos importantes. Quando a fase não é boa, nada nos ajuda.

O jogo:

A partida começou com o Coritiba, que também não vive uma boa fase no torneio, procurando o ataque para não decepcionar a sua torcida, que lotou o estádio Couto Pereira. Logo no início, após uma jogada de Evandro, o lateral Norberto deu um chute perigoso para o gol de Renan, mas passou à direita da trave.

O Goiás passou a trabalhar mais a bola, e chegava mais ao ataque, mas não criava chances muito claras de gol. Diogo Barbosa fazia as principais jogadas do time goiano e sempre tentava buscar Erik ou Murilo para conseguir finalizar. O gol começou a ficar mais perto quando Murilo perdeu duas boas chances de marcar, na primeira foi travado na hora de finalizar e na segunda, bateu pra fora.

O Coxa também parecia ativo no jogo e Raphael Lucas tentava fazer a diferença. No primeiro lance, ele saiu na cara do gol, mas bateu em cima de Renan; no segundo, o atacante do time paranaense cabeceou a bola na trave.

O segundo tempo foi menos movimentado, mas as chances do time goiano começaram a aparecer. Depois uma boa troca de passes, o lateral Diogo Barbosa teve uma ótima oportunidade de marcar, mas chutou sem direção. A equipe esmeraldina já havia perdido muitas chances, e precisava marcar, tanto que Julinho colocou Liniker no jogo, e ele fez sua parte. Após bom lançamento de Felipe Menezes, Liniker recebeu na área e bateu de primeira no ângulo de Wilson: 0x1.

Após o gol de Liniker, Goiás se fecha na defesa.
Foto: Globo Esporte.
O Goiás parecia melhor na partida após o gol, mas o treinador Julinho Camargo resolveu recuar o time e o Coritiba começou a mandar no jogo em busca do empate. Raphael Lucas tentou mais uma cabeçada e acertou a trave, mas o fim do jogo, Evandro recebeu na área e bateu forte, a bola desviou na defesa desorganizada do Goiás e enganou o goleiro Renan que tentou fazer uma defesa com os pés, e depois tirou com a mão, mas a bola já havia ultrapassado a linha do gol: 1x1.

No fim do jogo, nenhum dos times saiu alegre de campo. O Coritiba lotou o estádio, mas decepcionou com um futebol e o resultado ruim que os mantêm na vice-lanterna do Brasileirão. Já o Goiás terá de ter cuidado ao voltar para Goiânia, pois a torcida está com um sentimento de raiva maior do que o normal.

Burrinho Camargo.

Mais uma vez, nosso grande treinador Julinho Camargo armou bem o time, que procurou bem o gol, e estava tudo certo quando estávamos na frente do placar, mas o "Burrinho" resolveu fazer como um velho treinador que já foi embora esse ano fazia: recuar o time. Colocou Rafael Forster no lugar de um atacante, tirou o Erik sem necessidade e deixou Felipe Menezes fazendo suas besteiras no meio de campo no final do jogo. Resultado: Sofremos o gol. Acho que a diretoria deve ter medo de justificar o erro que cometeu contratando esse treinador meia-boca e fica dizendo que o trabalho dele é satisfatório. Sinceramente, queria que o Goiás tivesse perdido depois que sofremos o empate só pra ver o circo do Harlei e do "Burrinho" pegar mais fogo.

FICHA TÉCNICA:
Coritiba 1x1 Goiás

Local: Estádio Couto Pereira - Curitiba (PR).
Público: 24.595 pagantes.
Renda: R$ 503.750,00
Cartões Amarelos: Wilson, Leandro Silva, Hélder e Ruy || Renan, Patrick e Erik.
Cartões Vermelhos: Não teve.
Gols: Evandro (45'min - 2ºT) || Liniker (23'min - 2ºT).

ESCALAÇÃO:

CORITIBA: Wilson; Norberto, Luccas Claro, Leandro Silva e Henrique (Hélder); João Paulo, Lúcio Flávio, Esquerdinha e Ruy (Juan); Evandro e Raphael Lucas.

GOIÁS: Renan; Gimenez, Felipe Macedo, Fred e Diogo Barbosa; Rodrigo, Patrick (Liniker), David e Felipe Menezes; Murilo Henrique (Rafael Forster) e Erik (Wesley).

TREINADORES: Ney Franco || Julinho Camargo.

Texto feito por Wagner Oliveira, colunista do Goiás Esporte Clube.

Wagner Oliveira || @wagneroliveiraf
Linha de Fundo || @linhadefuundo


Arsenal vence o Chelsea e conquista a Community Shield


No primeiro jogo oficial da temporada 14/15, Chelsea e Arsenal se enfrentaram em Wembley pela Community Shield, que coloca frente a frente os últimos campeões da Premier League e da FA Cup. Os vermelhos saíram com a vitória e levantaram seu terceiro troféu até agora (Ganharam a Emirates Cup e a Barclays Asia Trouphy na pré-temporada).

Portuguesa 1x1 Londrina - #Lusa só empata e perde chance de entrar no G4

A Portuguesa enfrentou o Londrina, no Canindé, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C, ciente de que uma vitória a faria entrar no G4 e poderia até com uma combinação de resultados, faze-la vice líder de seu grupo na competição. No entanto, as equipes não saíram da igualdade: 1 a 1 foi o placar final, gols marcados por Vitinho para o Londrina, e Itallo, contra, para a Portuguesa.

Guilherme Queiróz não conseguiu deixar sua marca contra o Londrina (Foto: Dorival Rosa/ Portuguesa)

Ganhou! Mas não convenceu

Gol olímpico de Koke.
Foto: www.marca.com
A equipe do Atlético de Madrid começou ontem sua gira no continente asiático. Já em seu primeiro jogo não teve vida fácil com o time japonês Sagan Tosu. A partida foi marcada por belo gol olímpico de koke, o jogo terminaria em 1 a 1 e seria resolvido nos pênaltis.

Botafogo e a frustração de liderar a Série B

Luis Henrique, isolado, não pôde fazer muita coisa no jogo (Foto: Vitor Silva / SS Press)
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana