A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

sábado, 15 de agosto de 2015

Caiu no Horto é Fogo!

O América-MG recebeu o Botafogo, no Independência, sabendo que, em caso de vitória, terminaria o turno na liderança da Série B. Contando com o apoio da torcida e com o fato de ser o melhor mandante das Séries A e B, o Coelho tinha tudo para vencer o jogo. Mas o Botafogo não quis saber disso e saiu de Minas com o triunfo. O resultado fez com que o Glorioso, agora com 36 pontos, roubasse do próprio América, a vice-liderança da competição. O próximo adversário do Botafogo é o Paysandu, no Nilton Santos, domingo, dia 23, às 11 da manhã. 

O JOGO

No início do jogo, a iniciativa partia do time do América. O ritmo da partida era lento. O Botafogo marcava na saída de bola, mas pecava ao tentar desarmar. 

Aos 11', Mancini tentou a jogada na área e a bola bateu no braço de Diego Giaretta. Lance normal. O zagueiro estava com os braços colados ao corpo. No minuto seguinte, o Coelho chegou na área com Henrique Santos, livre, após cruzamento de Tony. Mas o atacante estava em posição irregular, que foi marcada pela arbitragem. Aos 15 minutos, o América chegou ao gol. Henrique Santos cruzou e Thiago Santos, de cabeça, abriu o placar. 

O jogo era disputado. O Botafogo encontrava dificuldades e não conseguia levar perigo. Os muitos erros de passe anulavam os contra-ataques eficientes. Havia também muita lentidão, o que facilitava a vida dos marcadores adversários. O Botafogo trocava passes perto da área do América, mas esbarrava na falta de criatividade. 

Aos 36 minutos, Leandro Guerreiro cometeu falta em Daniel Carvalho, que arrancava com a bola pelo meio. Na hora da cobrança, já aos 37', Thiago Carleto encheu o pé e soltou uma bomba, mandando a bola no ângulo, sem chances para o goleiro João Ricardo. Era o empate do jogo. No lance, Carleto havia sido provocado por Mancini. O lateral respondeu à altura fazendo o golaço.

O time alvinegro comemora o gol com Ricardo Gomes (Foto: Mourão Panda)

O Botafogo cresceu no fim do primeiro tempo e, aos 44', Neilton chegou na área após belo passe de letra de Daniel Carvalho. A defesa chegou a tempo para fazer o desarme. Aos 46', o juiz encerrou a etapa inicial. 

Ambas as equipes voltaram ao jogo sem alterações. O América marcava presença no campo de ataque. Aos 2 minutos, Robertinho cruzou e Mancini desviou. Jefferson fez ótima defesa mandando a bola para o escanteio. Aos 9', mais pressão do Coelho. Raul pegou bem na bola e mandou na direção do gol, dando susto em Jefferson. A bola passou muito perto. Ricardo Gomes aproveitou para, aos 14 minutos, mexer no time. Diego Jardel não fazia bom jogo e foi substituído por Elvis. Pouco tempo depois, mais precisamente aos 17 minutos, o mesmo Elvis deu excelente passe para Neilton, que tocou na saída do goleiro para virar o placar. Botafogo 2 a 1. 

       Comemoração alvinegra após gol de Neilton (Foto: Andre Yanckous/ AGIF/ Lance!Press)

Aos 20 minutos, o América respondeu, em cobrança de falta. Mancini pegou bem na bola e cobrou na direção do gol. Jefferson desviou mandando a bola para escanteio. Aos 25', o Coelho teve grande chance de empatar o jogo. Marcelo Toscano cruzou e Robertinho cabeceou para o chão. A bola passou rente ao gol alvinegro. 

Aos 28', Neilton saiu para dar lugar ao outro jovem atacante Luis Henrique. O lance polêmico do jogo aconteceu aos 34 minutos. Serginho puxou Marcelo Toscano dentro da grande área mas a arbitragem nada marcou. Ao meu ver, foi pênalti. O América continuava pressionando. Aos 36', Thiago Santos tentou o chute de fora da área, a bola subiu e passou muito perto do gol de Jefferson, que saltou sem tocar na bola. Aos 41', após cobrança de escanteio, Wesley Matos veio de trás e cabeceou, obrigando Jefferson a fazer outra ótima defesa. 

Esgotado, Daniel Carvalho foi substituído por Octávio aos 42 minutos. Já nos acréscimos, aos 47', Jefferson saiu mal do gol e Thiago Santos cabeceou. Por muito pouco a bola não entrou no gol, que estava aberto.

Aos 49', o árbitro encerrou o jogo. Foi a primeira derrota do América no Independência pela Série B. Vitória MAIÚSCULA do Botafogo. 


DOMINGO É DIA DE CASA CHEIA! O JOGO É ÀS 11 DA MANHÃ! O BOTAFOGO PRECISA DA TORCIDA PARA SEGUIR FIRME NA BRIGA PELO ACESSO! VÁ AO ESTÁDIO!

OBSERVAÇÕES 

A vitória foi essencial. Claro, todas as vitórias, na Série B, são. Mas essa foi especial. Fora de casa diante de um time que não perdia como mandante e em um confronto direto. O América, caso vencesse, seria líder. 

Daniel Carvalho foi titular novamente. E novamente aguentou quase o jogo inteiro. Foi substituído no fim, apenas. Ele é um dos jogadores mais lúcidos do elenco. A experiência pesa.

Elvis é melhor que Diego Jardel. Tanto que instantes após ter entrado em campo, deu o passe para o gol decisivo de Neilton. Agora que voltou de lesão, pode ser titular no meio-campo alvinegro. 

A primeira metade da torturante Série B acabou. É importante que o Botafogo tenha terminado o turno no G4. E tomara que a outra metade passe logo. Se Deus quiser com a vaga garantida para a Série A!  

FICHA DO JOGO

América-MG 1
João Ricardo, Robertinho (Walber), Alison, Wesley Matos, Raul; Thiago Santos, Leandro Guerreiro, Tony, Mancini (Sávio), Henrique Santos; Marcelo Toscano. Técnico: Givanildo Oliveira. 

Botafogo 2
Jefferson, Diego, Renan Fonseca, Diego Giaretta, Thiago Carleto; Serginho, Willian Arão, Diego Jardel (Elvis), Daniel Carvalho (Octávio); Neilton (Luis Henrique), Álvaro Navarro. Técnico: Ricardo Gomes. 

Estádio: Independência (MG).
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP).
Assistentes: Fernanda Colombo Uliana (PE) e Herman Brunel Vani (SP).
Gols: Thiago Santos (15' do 1º T), Thiago Carleto (37' do 1º T), Neilton (17' do 2º T). 
Cartões amarelos: Elvis, Thiago Carleto e Diego (Botafogo).
Público: 11.843.
Renda: R$ 198.700,00.

Acompanhem-me no Twitter: @biel_dluca

Papão volta a vencer na Série B

(Foto: Fernando Torres/ASCOM Paysandu)
Na tarde de hoje (15), Paysandu e Oeste se enfrentaram no Mangueirão e no reencontro com a torcida o time alviazul reencontrou também a vitória. Com o resultado, o clube paraense pôde subir uma posição na tabela e agora está a 3 pontos do G4.

Vencemos e erramos

O Fortaleza venceu o Cuiabá na tarde deste sábado em partida válida pelo Campeonato Brasileiro Série C. Tinga marcou o gol que deu os três pontos ao Leão aos 13 minutos do primeiro tempo e deixou o Dourado em situação delicada na competição.

Agora o Fortaleza soma 27 pontos e continua liderando o Grupo A, seguido por Vila Nova, que chegou aos 24 com a vitória sobre o Águia de Marabá. O Cuiabá, por sua vez, permanece com os mesmos 11 pontos, ocupando a oitava posição.

Na próxima rodada o Tricolor de Aço segue até Arapiraca para enfrentar o ASA. A partida acontecerá no próximo sábado às 16h no estádio Coaracy Fonseca. Já o Cuiabá entrará em campo apenas na segunda-feira (24) às 21h, quando enfrentará o Botafogo-PB na Arena Pantanal.

Gol e equilíbrio

A bola rolou e não demorou muito para o Fortaleza abrir o placar. Sufocando o Cuiabá e criando chances reais, o Leão balançou a rede aos 13 minutos. Após Pio aproveitar a sobra de bola na linha de fundo e cruzar para área, Tinga apenas colocou a bola pro gol e deixou o Tricolor de Aço na frente.

Apesar da desvantagem, o Cuiabá passou a criar algumas jogadas e assustar o Fortaleza. Aos 27 minutos, Nino Guerreiro cabeceou e obrigou Erivélton a realizar uma excelente defesa, salvando o Tricolor de Aço. Pouco depois, novamente o atacante dividiu com o goleiro leonino e quase marcou.

Antes do final da primeira etapa, o Fortaleza voltou a assustar a equipe adversária. Corrêa cobrou falta para a grande área e Lima, de costas para o gol, cabeceou e levou perigo. A bola passou pelo goleiro William Alves, mas foi para fora.

Fortaleza venceu o Cuiabá na Arena Castelão (Foto: divulgação/Cuiabá)
Na minha opinião o time criou pouco com a bola nos pés. Isso pode ser relacionado ao desfalque de Daniel Sobralense, mas, diante do Cuiabá, que se encontra na zona do rebaixamento, não é legal o líder deixar de articular jogadas.

Chances perdidas e erros constantes

Quando o segundo tempo começou, o Cuiabá demonstrou que não estava rendido. No primeiro lance Nino Guerreiro, que já havia incomodado a defesa tricolor na etapa inicial, aproveitou um cruzamento e tentou concluir para o gol, mas a bola carimbou a trave de Erivélton.

Enquanto o Cuiabá criava algumas chances, o Fortaleza pecava no último passe. Por muitas vezes, o time leonino deixou de concluir uma jogada por esse defeito. Maranhão, Éverton e Ricardo Jesus, trio de ataque escalado por Chamusca, não foi bem na tarde hoje.

No final, a vitória por 1 a 0 representou bem o que foi a partida, mas, sendo sincero, se o Cuiabá tivesse empatado não seria injusto. Erivélton merece aplausos hoje por parte de toda torcida tricolor.

Conclusões

Ricardo Jesus, de fato, não estava numa das suas melhores tardes. Minha análise vai além disso. Cheguei a conclusão que Lúcio Maranhão colabora muito para a parte tática em relação ao atual camisa 9. Na minha visão, Marcelo Chamusca tem que achar uma solução para isso.

Tiago Azulão não convence, mas hoje deu sinais de que pode ser um jogador que colabora com a equipe. Espero que nos próximos jogos em que ele seja acionado, mantenha esse futebol.

Reta final

Estamos com a classificação quase consolidada. Temos que aproveitar para corrigir os erros. Não podemos chegar ao mata-mata com passes ruins, erros de finalizações e nas articulações das jogadas.

Ainda há tempo de corrigir, basta aproveitar os momentos. Nós, torcedores, temos que fazer nossa parte e passar a colocar mais público no Castelão.

#FechadoComOLeão

Rafael Alves - @rafaelalvessg_

A fórmula de um Grêmio brilhante


Foto: Agif / Folhapress
Vencer a equipe do Atlético Mineiro não é uma tarefa nada fácil. Vencer o Galo na sua casa é algo pouco convencional. Vencer o Atlético no Mineirão lotado e ainda jogar bem é quase impossível. Derrotar o Galo em sua casa, fazendo uma boa partida e golear o maior rival, tudo isso em um período de cinco dias, é, para muitos, utópico. E o Grêmio, como tantas vezes ao longo de sua história, tornou reais os maiores devaneios de seus torcedores e teve uma semana perfeita.

O Vitória é clube de topo na Série B

Foto: Romildo de Jesus/Tribuna
O Vitória surpreendeu até seu torcedor. Saiu de um ano e meio de sofrimentos e decepções para fechar os jogos de ida da Série B 2015 no topo da classificação ao vencer a forte equipe do Santa Cruz no Barradão.

O JOGO

O Santa entrou desligado nos primeiros minutos e em jogos de confronto direto a bola costuma não perdoar cochilos e vacilos. Marcando muito mal e com brechas nos flancos, o Vitória dominou e marcou duas vezes. Aos quatro minutos Néris derrubou Rhayner na área, Escudero cobrou muito bem e não deu chances a Cardoso, que ainda acertou o canto. Dois minutos depois David lançou para Elton, o camisa 9 desviou de cabeça e marcou seu sexto gol na Série B.

O Santa teve muitos problemas para chegar com perigo no ataque. No melhor lance, aos 34 minutos, Lelê recebeu livre, mas o goleiro Fernández foi feliz em fazer a leitura do lance rapidamente e saiu para encurtar o espaço e visão do meia.

Segundo Tempo

Na etapa final Martelotte foi mais ousado e colocou Luisinho na vaga de Vítor. A troca surtiu efeito logo no início. Aos 10 minutos Lelê cruzou da esquerda, Diego Renan, que fez um belo jogo ontem, deu um pequeno cochilo e Luisinho apareceu em condição legal para cabecear firme para as redes. 

O jogo ficou mais equilibrado e o Santa era superior na parte física, avançando suas linhas e tornando o placar indefinido até o final. Mesmo inferior no gramado, o Vitória conseguiu em duas bolas paradas levar perigo. A defesa coral fez duas faltas perigosas na entrada da área e Escudero cobrou uma e o goleiro do Santa salvou. 

Aos 27 Grafite saiu para a entrada de Daniel Costa. A melhor jogada do meia foi aos 31 minutos, quando ele deixou Lelê na cara do gol, mas ele errou o domínio e perdeu para o goleiro Fernández.

CHUCK NORRIS - 19ª RODADA DO #CartolaFC

Salve, salve, nação cartoleira e leitores do Linha De Fundo.

O HORROR, O HORROR!
Tragédia. Frustração. Desilusão. Desengano. H E C A T O M B E. Difícil encontrar a palavra certa para definir o que aconteceu na última rodada. Uma série de infortúnios que começaram com o veto de Biro-Biro após o fechamento do mercado. Palmeiras, Santos e Atlético-MG decepcionaram além da conta e não fosse a decisão acertada de não escalar Ricardo Oliveira talvez nem chegássemos ao dois digítos [!!] na pontuação. A pior da história. Não vale a pena nem tentar explicar. É esquecer e seguir com o mantra de Paulo Vanzolini "reconhece a queda/ e não desanima/ Levanta, sacode a poeira e dá volta por cima".

Eis então o nosso ESQUADRÃO REDENTOR que nos ajudará a fechar o primeiro turno em alto nível:

#ESQUADRÃOREDENTOR #CHUCKNORRISRODADA19

PREÇO DO TIME: 170,47
ESQUEMA: 4-3-3

DANILO FERNANDES: Danilo é o segundo goleiro com mais defesas difíceis no campeonato. O Sport é o terceiro melhor mandante do campeonato, está invicto na Ilha e levou apenas 5 gols jogando em casa. A Ponte só venceu uma vez longe de Campinas. Aposta alta no SG e, talvez, uma DD para ajudar.

RENÊ: Um dos melhores laterais do campeonato se destaca na parte defensiva e costuma chegar bem na frente quando tem espaço. Deverá fazer um bom embate contra Rodinei. Aposta forte no SG também.

WELLIGTON SILVA: O lateral é a principal válvula de escape pela direita, chega na frente para finalizar e tem boa média de roubadas de bola. Contra um Figueirense ainda sem técnico, a chance de SG é alta.

RODRIGO: Escalar um zagueiro da pior defesa de TODAS AS DIVISÕES do futebol brasileiro em 2015 não parece bom negócio né? Não no #cartolafc. Rodrigo tem excelente média mesmo sem SG graças às roubadas de bola e finalizações - é cobrador de faltas. Contra o Coritiba a chance de SG aumenta consideravelmente. Se isso ocorrer, com certeza ele MITARÁ.

ERAZO: Quando o time é bom e a fase ajuda até um perna de pau parece craque. Talvez isso explique a fase esplendorosa do zagueiro equatoriano que saiu do Flamengo escorraçado, passou meses relegado à reserva no Grêmio e andou fazendo umas bobagens na Copa América. As duas últimas atuações foram de 'cair o queixo'. Entra pelo preço e por enfrentar o frágil JEC com o apoio da torcida gremista.

GIULIANO: De jogador 'canela-de-vidro' e inconstante a organizador e finalizador do surpreendente Grêmio de Roger Machado. A mesma varinha de condão que tranformou Erazo, tranformou Giuliano. Que siga neste ritmo para ajudar nossa pontuação.

DIEGO SOUZA: Sim, ele é inconstante. Sim, ele é polêmico. Sim, ele é chegado numa cervejinha [quem não é?]. E sim, ele joga muita bola. Voltou a ser decisivo como nos bons momentos de sua carreira. Na Ilha, o Sport deve sufocar a Ponte desde o início e Diego estará fazendo gols e dando assistências - apostamos nisso.

MARCOS GUILHERME: O Mundial Sub-20 deste ano resgatou o futebol de muita gente. Entre eles, o do meia do Furacão que tem sido decisivo na boa campanha da equipe paranaense. Na Baixada ele joga quase como atacante, finalizando e armando o jogo. 

ANDRÉ: Talvez a principal peça do "Esquadrão Suicida" de renegados que o Sport recrutou para o brasileiro. THE BIG BABY vive momento iluminado e com o Brocador no banco precisará continuar com o bom desempenho para ser titular. Espero pelo menos dois golzinhos.

ALEXANDRE PATO: Deve ser o jogador mais escalado da rodada. Vive ótima fase técnica e se encaixou bem demais no padrão de jogo de Osório. Sem Fabuloso, deve jogar mais próximo do gol - melhor ainda. Espero um HAT-TRICK contra o sonolento Goiás. No mínimo.
RICARDO OLIVEIRA: O jogador mais xingado e execrado nas redes ~ditas sociais~ na última semana, o Pastor despertou a ira dos cartoleiros com uma pontuação negativa histórica. Creio na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressureição da carne e nos gols do Pastor Ricardo. Especialmente agora que ele está em baixa e fará valer a fama de visitante indigesto. Que ele EXORCIZE O DEMÔNIO DA ZICA que ronda o Chuck Norris.

ROGER MACHADO: Em lua-de mel com a torcida gremista, é o FAVORITAÇO da rodada. Quem não escalar Roger essa rodada merece torcer pro Internacional.


BANCO DE RESERVAS: Fernando Prass; Galhardo, Jomar, Geromel, Jorge, Jadson, Marlone, Douglas, Pedro Rocha, Walter, Rafael Marques

Boa Sorte a todos!

Alex Rolim || @rolimpato
Colaboradores: @_MFreitas9_ e @acfmarcelo

Aduriz faz hat-trick e Athletic massacra o Barcelona

Desde 1984 o time do Athletic não consegue conquistar um título da Supercopa da Espanha graças ao time da Catalunha. Entre variados tipos de campeonatos, o Barcelona vem sendo uma pedra no sapato do clube de Bilbao. A decisão mais recente foi a da Copa do Rei, quando os culés venceram e ficaram com o título.

Em busca do "sextete", o time catalão, com êxito em 4 títulos, chegou ao estádio de San Mamés com o rótulo de "a equipe para ser batida na Europa" segundo o seu treinador nesta noite de sexta-feira. O time foi humilhado, massacrado, dominado e não houve qualquer esboço de reação. Já o Athletic fez uma partida "perfeita", neutralizou todos os pontos fortes do Barcelona e emplacou uma ótima vantagem para o jogo de volta.

A partida teve de tudo, gol do meio-campo, hat-trick, falhas, pressão... O sonho do Athletic de conquistar um título após 32 anos pode virar realidade na segunda (17). Já o sonho do "sextete" do Barcelona vai ficando mais distante. Luis Henrique fez um rodízio na equipe. Cinco mudanças com relação ao time titular do duelo contra o Sevilla: Bartra, Vermaelen, Adriano, Pedro e Sergi Roberto ganharam chances desde o início. O Athletic, mesmo com desfalques importantes como Williams, Iturraspe e Mikel Rico, entrou em campo muito bem armado e com o apoio de uma torcida que incendiou o estádio de San Mamés.

Mikel San José fez um lindo gol no San Mamés.
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana