A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Konami confirma 20 times da Série A e 4 da Série B no PES 16



A Konami oficializou na noite desta terça-feira na Konami Gamers Night, evento da empresa japonesa realizado na Arena Corinthians que todos os 20 times da Série A, além de 4 clubes da Série B (Botafogo, Bahia, Criciúma e Vitória) vão está no PES 16.

No evento, o zagueiro Gil e o atacante Malcom, marcaram presença por alguns minutos, mesmo em regime de concentração antes do duelo desta quarta-feira contra o Santos, pela Copa do Brasil e até se arriscaram no controle por alguns minutos, numa partida.

Além dos clubes, PES 16 também terá estádios brasileiros, como Arena Corinthians, Morumbi, Vila Belmiro, Mineirão e possivelmente o Beira-Rio.

Leia mais: Além do Corinthians, Goiás e Sport vão ficar de fora do FIFA16

Como os contratos com os jogadores precisam ser assinados individualmente para que eles apareçam nos jogos de futebol, a Konami não garante que terá todos os atletas com seus rostos e nomes reais no PES 16. O Corinthians, por exemplo, aparecerá completo; já o Goiás dificilmente terá seus jogadores com nomes reais.

A franquia ainda confirmou a exclusividade de competições como a Champions League, Copa Libertadores da América e também da Euro 2016. Além disso a dupla Sílvio Luiz e Mauro Beting continuam encarregados na narração brasileira.

O Pro Evolution Soccer 2016 será lançado no próximo dia 15 de setembro para PlayStation 4, Xbox One, PC, PlayStation 3 e Xbox 360.


Por: Fernando Junior

Além do Corinthians, Goiás e Sport vão ficar de fora do FIFA 16



Pouco menos de 1 mês para o lançamento oficial do FIFA, as notícias sobre a volta do Brasileirão borbulham. Para as torcidas do Atlético-PR, Avaí, Chapecoense, Cruzeiro, Figueirense, Internacional, Joinville, São Paulo, Coritiba, Grêmio, Ponte Preta, Santos e Vasco tudo são flores, pois os clubes já confirmaram que já se acertaram com a empresa canadense para está no próximo game da franquia (lembrando que não é certo ainda se todos os jogadores destes times aparecerão com seus rostos e nomes reais)

Mas notaram que dos 20 clubes da Série A, só 13 clubes garantiram a presença no FIFA 16; E onde estão os outros clubes? Bom Flamengo e Fluminense seguem ainda em negociações com a produtora, Palmeiras e Atlético MG não comentam nada sobre o assunto.

Já o Corinthians que não é tão bobo assinou um contrato de exclusividade com a Konami e vai ficar de fora do FIFA 16.

E outros dois clubes juntamente com o Corinthians também vão ficar de fora da franquia da EA. Trata-se do Sport e do Goiás que diferentemente do Alvinegro do Parque São Jorge, ambas as equipes já tinham um acordo com a Eletronic Arts só que graças as divergências entre os jurídico dos times com o da empresa, as duas equipes vão ficar de fora do game.

Segundo o departamento jurídico do Goiás: "Os atletas decidiram não assinar o contrato de direitos de imagem, e a Electronic Arts não aceitou isso. O clube acabou ficando refém dos jogadores". Já no Sport, o diretor de marketing do Leão Sid Vasconcelos disse no mês passado para o Blog do Torcedor que o Sport acertou tudo previamente com a EA, cumpriu as determinações e garantiu o rubro-negro na franquia, só que a empresa canadense exigiu a liberação individual de cada atleta. Sport por si alega que ter os direitos de imagens dos jogadores é suficiente para sustentar o contrato, mas a EA Sports não aceitou. Para se ter noção o Sport já havia enviado, via Adidas, os uniformes para a EA.

Dito isto, resta agora esperar as confirmações tanto dos clubes que seguem em negociações quanto da própria produtora. Lembrando que o FIFA 16 será lançado no dia 24 de Setembro para PC, PS4, PS4, Xbox One e Xbox 360.


Por: Fernando Junior

O Circuito "Brasileiro" de Vôlei de Praia

 (Foto: FIVB)
No último final de semana chegou ao fim à sétima etapa do Circuito Mundial de vôlei de praia com uma cena corriqueira e que já estamos acostumados a ver: Duplas Brasileiras no lugar mais alto do pódio.

O Grand Slam de Long Beach, encerrado no dia 23 (domingo) foi coroado mais uma vez com duas medalhas de ouro para o Brasil. No feminino, Larissa e Talita venceram a quarta etapa do Mundial após a vitória, por 2 sets a 0, sobre as Americanas e medalhistas Olímpicas Walsh e Ross. No Masculino, em ótima fase, a dupla campeã mundial formada por Alison e Bruno superou os Americanos Dalhausser e Lucena por 2 a 1 ganhando pontos importantes na corrida por vaga nos jogos Olímpicos do Rio, em 2016.

O Brasil segue como grande potência do Vôlei de Praia no Circuito Mundial, especialmente no feminino em que nas 7, das 9 etapas não ficou com a medalha dourada em apenas uma. No Masculino foram 4 ouros, três deles conquistados por Alison e Bruno e o outro por Pedro e Evandro Solberg. No ranking da FIVB, o Brasil tem duas duplas no Top 2 masculino e três no Top 4 feminino.

O Circuito Mundial, composto por nove etapas (cinco Grand Slams, três Major Series e o Open do Rio de Janeiro) dá uma vaga a melhor dupla Brasileira de cada gênero para a Olimpíada do Rio. Confira a classificação da Corrida Olímpica logo abaixo. 

Ranking feminino:

1) Larissa/Talita - 4040 pontos*
2) Ágatha/Bárbara Seixas - 3920 pontos
3) Juliana/Maria Elisa - 3320 pontos
4) Fernanda Berti/Taiana - 2080 pontos
5) Maria Clara/Carol - 1760 pontos*
6) Lili/Carolina Horta - 1320 pontos*
*Já usaram um de seus dois descartes

Ranking masculino:

1) Alison e Bruno Schmidt - 3920 pontos
2) Evandro e Pedro Solberg - 3560 pontos
3) Ricardo e Emanuel - 2760 pontos
4) Álvaro e Vitor Felipe - 1040 pontos*
*Já usou um de seus dois descartes

Com as medalhas de ouro de Ágatha e Bárbara e Alison e Bruno o Mundial da Holanda, o Brasil garantiu mais duas vagas para o Rio em cada naipe. Essas vagas que serão escolhidas pela CBV (Confederação Brasileira de Vôlei).

Rodízio e novo tropeço nos pampas

Weverton, destaque atleticano na partida, nada pode fazer no primeiro gol colorado. (foto: Gazeta do Povo)
Na partida de domingo ficou claro qual é a prioridade do Atlético para o segundo semestre. O técnico Milton Mendes, mais uma vez surpreendeu na escalação ao deixar três, dos principais jogadores do elenco, no banco de reservas (Eduardo, Marcos Guilherme e Walter). Com o aval da diretoria rubro-negra, o técnico tem tudo para manter o rodízio preocupado com o desgaste físico do time e priorizando a competição continental.

O que me preocupa em relação a este rodizio, é que ainda estamos a 15 pontos do objetivo principal do clube dentro do brasileirão (45 pontos). Não que eu não acredite que chegaremos a esta marca, mas observando as últimas rodadas e o crescimento de produção de equipes que estavam praticamente mortas, precisamos chegar no objetivo o mais rápido possível.

O jogo

Com a bola rolando, o Internacional teve um inicio de partida fulminante. Logo aos 3 minutos, Valdívia (pokopika) após receber lançamento de D'Alessandro, passou fácil por Sidcley e finalizou firme, abrindo o marcador no Beira-Rio. Logo no ataque seguinte após a marcação de uma penalidade, D'Alessandro teve a oportunidade de aumentar o placar a favor dos donos da casa. Mas o que o craque colorado não contava, era com a grande defesa da muralha rubro-negra Weverton, que defendeu o terceiro pênalti consecutivo. O time atleticano era presa fácil para os gaúchos e somente aos 41 minutos conseguiu ameaçar o Inter.

No segundo tempo, com Walter e Marcos Guilherme novamente ao time, o segundo improvisado na lateral, conseguiram dar um pouco de movimentação ao time. Porém novamente em falha de marcação aos 25 da etapa final, Paulão apareceu sozinho após cobrança de escanteio para tirar o arqueiro e dar números finais a partida.

Análise

O Atlético fez talvez sua pior partida dentro da competição, um time totalmente apático dentro do campo. Com time misto ou não, quem entrar em campo, tem a obrigação mínima de ter pelo menos a mesma vontade.
Vamos insistir com o Cléo até quando?
Bruno Pereirinha, venho realmente para ser um reforço ou é uma daquelas táticas de exposição da marca?

Enfim, o foco agora é a Sul-Americana, temos condições de avançar talvez com certa tranquilidade até as fases finais da competições. Porém, precisamos pensar em um adversário de cada vez, e nesta semana vamos para o jogo da volta contra o Joinville, com uma certa tranquilidade no placar (2x0).

Já pelo nacional, o próximo compromisso é contra a equipe do Goiás também na Arena. Independente do bom momento esmeraldino, o Atlético tem a obrigação de vencer, visto que estamos a quatro partidas sem obter um resultado favorável.

SRN
BobMedeiros

Petr Cech brilha, mas Arsenal não sai do zero contra o Liverpool

Nesta segunda (24), o Arsenal recebeu o Liverpool para seu primeiro grande teste na Premier League. A escalação já começou alterada, com a zaga titular fora (Mertesacker com dor lombar e Koscielny com gripe) dando lugar a Gabriel e Chambers, que foram bem mal, especialmente o jovem inglês, que no primeiro tempo resolveu entregar o jogo, mas com um Petr Cech inspirado, não resultou em gols do Liverpool.

O lance do impedimento mal marcado de Ramsey
Foto: EQSportsNews
O JOGO:

Primeiro tempo foi de amplo domínio do Liverpool, parecia que estava jogando em Anfield. Aos 2 minutos, Benteke recebeu de Milner e tocou para Coutinho chutar de primeira e acertar o travessão. Começaria aí o show do brasileiro. A primeira chance do Arsenal venho em cruzamento de Monreal, Alexis cabeceou por cima do gol de Mignolet. Um dos lances mais emblemáticos da partida aconteceu aos 8 minutos. Cazorla tocou para Ramsey que fez o gol, mas o bandeirinha marcou um impedimento inexistente do galês (Skrtel dava chance), prejudicando o time londrino. Aos 23 minutos, Milner recebeu de Coutinho na área, primeiro foi travado por Gabriel, no segundo lance chutou no cantinho e Petr Cech espalmou. 38 minutos, Bellerín ao sair com a bola chuta em cima de Firmino, a bola sobra pra Coutinho, que toca pra Firmino cruzar na pequena área para Benteke, mas Petr Cech fez uma defesa impressionante num puro reflexo. Só essa defesa valeu os £11M gastos na contratação do goleiro tcheco. No último lance do primeiro tempo, Coutinho gingou pra cima de Bellerín e chutou forte cruzado, Cech desviou e a bola foi na trave. Realmente o brasileiro estava numa boa noite e a zaga estava numa noite horrorosa.

A grande defesa de Petr Cech
Foto: arsenal.com
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana