A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

sábado, 29 de agosto de 2015

"SPFCrise" passa pela Ponte e está vivo no G4

Mesmo em "crise", São Paulo vence bem a Ponte, com gol e assistência de Ganso e dorme no G4.


Após a classificação na raça contra o Ceará pela Copa do Brasil, São Paulo recebeu a Ponte Preta com a intenção de se recuperar da má fase no Brasileirão, e se recuperou bem, Tricolor ganhou da Macaca por 3 a 0, com direito a 1º gol de Wilder e o "desencantamento" de Ganso e de Michel.

Rogério Ceni, foi relacionado, mas ainda sente dores, logo Departamento Médico prefiriu poupá-lo, além dele Bruno, suspenso por terceiro amarelo, Centúrion, aprimora a forma física após se recuperar de mialgia no músculo adutor e Carlinhos, por problema clínico, foram desfalques.

Assim o Tricolor foi a campo com o esquema de 4-3-3, no meio Ganso centralizado, com Wesley e Thiago Mendes nas laterais e no ataque Wilder centralizado com Pato e Michel nas laterais.


A 1ª etapa foi daquelas bem sonolentas, São Paulo ficou com a posse da bola praticamente a partida toda, porém não criava boas chances de gol e a Macaca não aproveitava as falhas dos jogadores são-paulinos. Aos 12' teve um tiroteio tricolor na área de Lomba, após cobrança de escanteio e defesa do goleiro, Wilder acertou a trave e no rebote o Pato chutou nas mãos de Lomba. Logo depois, Reinaldo chutou de longe e obrigou Lomba a fazer mais uma defesa. Em resposta, Bady chegou com perigo obrigando Renan a trabalhar. O gol saiu aos 34' com Michel Bastos, Ganso chutou para gol, Lomba defendeu, sobrou para Michel que encheu o pé e abriu o placar.

Logo no início do 2ºT, aos 4' Ganso tocou para Pato, esse chutou para o gol, Lomba defendeu e no rebote, Ganso emendou para fundo do gol. Na comemoração, o camisa 10 chamou todos jogadores para abraçar Osório. Se passaram 4' do gol de Ganso, e o Wilder foi e marcou o 1º dele com a camisa Tricolor. Após cruzamento de Pato na área, Wilder cabecea de cabeça e amplia o placar. Ponte Preta teve algumas chances com Bob, mas a bola parou em Renan. Osório fez as 3 substituições e mudou um pouco a cara do time, Auro na lateral direita, Matheus Reis na esquerda, Lyanco e Thiago Mendes como volantes, foram as mudanças, assim o time apostou mais na posse de bola no meio de campo, segurando o resultado e aproveitando os contra-ataques.

Jogadores abraçando Osório
Além da boa vitória Tricolor, uma coisa que deve ser ressaltada é o ato dos jogadores irem abraçar o Osório no gol de Paulo Henrique Ganso, mostrando para todos, e principalmente para nós, torcedores, que eles estão comprometidos com o técnico e acreditam nele.

Com esse resultado o São Paulo dorme no G4 com 34 pontos, esperando os resultados dos próximos jogos dessa rodada. Já com o resultado de 3 a 0, São Paulo está na contagem regressiva de 3 gols para completar 3000 gols no Morumbi. Na próxima rodada, pelo Campeonato Brasileiro, o Tricolor enfrenta o Joinville em SC, na Arena Joinville, quarta-feira (02/09), as 19h30. Pela Copa do Brasil, o sorteio dos confrontos acontecerão nessa segunda (31/08).

FICHA TÉCNICA

Local: Cícero Pompeu de Toledo, Morumbi - São Paulo, SP
Cartões Amarelos: Wilder e Thiago Mendes (São Paulo)
Gols: Michel Bastos, Ganso e Wilder (São Paulo)
Posse de bola: 51 % do São Paulo e 49% da Ponte Preta
Finalizações: 15 do São Paulo e 21 da Ponte Preta
Arbitragem: Marcelo Aparecido R de Souza (SP), auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho - SP e Vicente Romano Neto - SP

SÃO PAULO

Renan Ribeiro; Hudson (Lyanco), Rodrigo Caio, Luiz Eduardo, Reinaldo (Matheus Reis), Thiago Mendes, Wesley (Auro), Michel Bastos, Ganso, Wilder e Alexandre Pato. Técnico: Osório

PONTE PRETA

Marcelo Lomba; Rodinei, Tiago Alves (Diego Ivo), Renato Chaves, Fernando Bob, Gilson, F. Azevedo, Elton, D. Oliveira (Léo Costa), Bady e Cesinha (Keno). Técnico: Doriva

De volta para o G4

(Foto: Rodrigo Pinheiro)
Essa tarde (29) o Papão entrou em campo para enfrentar o Bragantino, na vigésima primeira rodada da série B. E a vitória poderia garantir um espaço no G4 e na vice-liderança da competição, caso os seus concorrentes diretos tropeçassem. Hoje foi o dia que deu tudo certo para o Paysandu, que saiu da sexta para segunda colocação, voltando ao G4.

Show de Douglas, homenagem a Pizarro e goleada

Com apenas uma derrota nos últimos 27 jogos contra o Leverkusen, o Bayern fez o Bayer novamente de saco de pancadas. Com marca histórica de Muller, Homenagens a Pizarro (maior artilheiro estrangeiro da história da Bundesliga) o time bávaro não teve piedade do Leverkusen e aplicou um placar de 3-0 nos visitantes. 

CHUCK NORRIS - 21ª RODADA DO #CartolaFC

Salve, salve nação cartoleira e leitores do Linha De Fundo.

Na última rodada, sob a batuta do MITO Pedro Henrique, o Chuck Norris teve o melhor desempenho do ano. Em time que está vencendo não se mexe, mas essa semana devido a alguns percalços Alex Rolim estará comandando o time provisoriamente.

Acreditando que os bons ventos seguirão soprando a favor do Chuck, eis o esquadrão que tentará os 100 pontos nesta rodada:

Deu pro gasto

O Arsenal foi até Newcastle Upon Tyne neste sábado (29) enfrentar o Newcastle pela 4ª rodada da Premier League. O time contou com a volta de Koscielny para a zaga, mas Ozil foi o desfalque de última hora com uma lesão no tornozelo. Por opção tática, Wenger resolveu começar com Walcott de centroavante no lugar de Giroud (eu não entendi, afinal Giroud tem 8 gols em 6 jogos contra o Newcastle).

O JOGO: 

O primeiro tempo começou com o Arsenal imprimindo um bom ritmo, valorizando a posse de bola, mas sem chutar. Aos 9 minutos, o time londrino teve sua primeira chance, em cruzamento de Bellerín, Walcott tentou por baixo de Krul, mas o goleiro holandês estava esperto fazendo a defesa. Pra variar, o Arsenal foi prejudicado de novo pela arbitragem, Bellerín foi pisado por Thauvin e o juiz não marcou nada. O lance capital da partida foi no minuto 16, Mitrovic chegou com a sola na canela de Coquelin e foi expulso direto. Mitrovic é um bom atacante, mas não tem nada na cabeça. Antes disso, Sissoko já havia levado o cartão amarelo, Newcastle estava disposto a lutar UFC ao invés de jogar futebol. A última chance do Arsenal foi em um chute de longe de Alexis, Krul espalmou e Walcott tava livre, leve e solto para fazer o gol, mas quis "embelezar" o gol e perdeu. Show de erros de Walcott como centroavante.

Oxlade Chamberlain comemorando o gol contra
Foto: Twitter

Botafogo perde mais uma e mira a permanência na Série B

O Botafogo foi até Alagoas para enfrentar o CRB em jogo válido pela 21ª rodada da Série B, na noite desta sexta (28). Com o tropeço do Vitória, o Alvinegro dependia apenas de si para voltar a liderar a competição. Obviamente, o time perdeu. Agora o Botafogo precisa secar os adversários diretos, que se vencerem, o tiram do G4. O próximo jogo do time carioca é terça (1), às 21h30, contra o Atlético-GO, no Nilton Santos.

O JOGO

O Botafogo começou a partida pressionando, e chegou a criar boas oportunidades de gol. Neilton, logo aos 2 minutos, fez boa jogada individual driblando os adversários, mas parou no goleiro Juliano, que rasteiro, ficou com a bola. Aos 14', um susto: Helton Leite não achou a bola e a defesa do Botafogo teve que afastar o perigo. Aos 16', Navarro, após ótimo cruzamento, subiu bem demais e cabeceou a bola, que foi em direção ao gol, mas o goleiro Juliano fez excelente defesa. 

Aos 20 minutos, o juiz marcou pênalti para o CRB. O lance gerou reclamação por parte botafoguense. Diego Giaretta segurou Isac dentro da área. Cañete cobrou colocado do lado esquerdo do goleiro Helton Leite. CRB 1 a 0. Aos 25', o Botafogo quase empatou. Avenida Carleto cruzou para Elvis, que subiu para cabecear. A bola passou perto do gol. No minuto seguinte, o CRB ampliou o placar. Pery fez boa jogada pela esquerda  e cruzou rasteiro. Isac, sozinho na pequena área, só teve o trabalho de empurrar a bola para o gol. CRB 2 a 0. 

   A zaga mal colocada no momento do gol de Isac (Foto: Jonathan Lins/Globoesporte.com)

O Botafogo tentava reagir de forma desordenada. Até que aos 30', o Alvinegro diminuiu. Elvis fez boa jogada e arrancou com a bola. Ele tocou para Neilton, que passou pelo marcador e chutou para o gol. O gol animou o Botafogo, que aos 32', quase empatou. Avenida Carleto arriscou de fora da área e a bola quicou na frente do goleiro Juliano, que mandou para escanteio. O time tentava chegar ao empate em jogadas pelo lado direito do CRB. 

Aos 39', Daniel Carvalho sentiu a virilha e foi substituído por Sassá, que aos 43 minutos, fez boa jogada pela esquerda. Ele cruzou para Neilton, que apareceu no meio da área para concluir. A bola passou bem perto da trave. Aos 47', o CRB ainda tentou fazer o terceiro gol. Após falha de Serginho, Clebinho em velocidade arriscou de fora da área. A bola foi para fora. Aos 48', o juiz encerrou o primeiro tempo. 

O Botafogo voltou o mesmo para o segundo tempo. O nível da partida caiu bastante. Somente aos 23 minutos que aconteceu uma chance clara de gol, e foi do CRB. Cañete fez belo lançamento para Pery, que entrou e chutou forte. Helton Leite foi sensacional na jogada e salvou ao defender com os pés. 

Eram muitos erros de passe, de ambos os lados. O jogo era feio. Aos 27', Ricardo Gomes fez a segunda alteração no Botafogo: Elvis saiu para a entrada de Diego Jardel. Aos 30', após carrinho forte em Luis Ricardo, Glaydson foi expulso direto. 

Aos 36', Somália fez ótima jogada pela direita e cruzou com precisão para Isac, que sozinho, cabeceou para fora. Sorte do Botafogo, que com jogador a mais, teria alguns minutos para ao menos empatar. Aos 37', Ricardo Gomes promoveu a última alteração no Alvinegro: Diego no lugar de Serginho. Aos 39', foi a vez de Sassá cabecear para fora, sozinho na área. Ele não podia ter perdido esse gol. Já nos acréscimos, aos 47', Helton Leite, novamente com os pés, salvou o Botafogo. Isac recebeu em boa condição e chutou, mas parou no goleiro botafoguense. Aos 51', o jogo terminou. CRB 2 a 1. 

OBSERVAÇÕES

Ficou claro que o Botafogo não deseja ser líder do campeonato. O objetivo agora é ficar fora do G4. 

O time não encontrou padrão desde que Ricardo Gomes assumiu. O treinador, inclusive, parece perdido, principalmente ao fazer as substituições, muitas delas, ao meu ver, equivocadas. Luis Henrique nem entrou no jogo. Lulinha era outra boa opção. Rodrigo Lindoso? Esse nem relacionado é. 

Até então, inacreditavelmente, o Botafogo possui a melhor defesa da Série B, mesmo com os constantes vacilos. 

A bola quase não chega no Navarro, ótimo na jogada aérea.

Com ou sem a carga necessária para que o atacante Isac caísse, a forma com que o zagueiro do Botafogo, Diego Giaretta, foi no lance, era mais do que suficiente para que qualquer árbitro marcasse penalidade. Ao meu ver, o pênalti existiu. 

"No primeiro tempo estamos sempre sofrendo gols, e fica difícil para recuperar depois. Temos que entrar mais ligados", disse Neilton após o fim do primeiro tempo. E é exatamente o que vem acontecendo com o Botafogo recentemente. 

O Botafogo teve UM jogador a mais por cerca de VINTE minutos e nem com SEIS de acréscimo conseguiu um empate. Complicado! 

FICHA DO JOGO

CRB 2
Juliano, William Cordeiro, Audálio, Gabriel, Pery; Somália, Leandro Brasília (Glaydson), Gerson Magrão, Clebinho, Cañete (Wellington Saci); Zé Carlos (Isac). Técnico: Mazola Júnior.

Botafogo 1
Helton Leite, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Diego Giaretta, Thiago Carleto; Serginho (Diego), Willian Arão, Daniel Carvalho (Sassá), Elvis (Diego Jardel); Neilton, Álvaro Navarro. Técnico: Ricardo Gomes. 

Estádio: Rei Pelé (AL).
Árbitro: Rodrigo Alonso Ferreira (SC).
Assistentes: Neuza Inês Back (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC).
Gols: Cañete (22' do 1º T), Isac (26' do 1º T), Neilton (30' do 1º T).
Cartões amarelos: Zé Carlos, Somália e Gerson Magrão (CRB), Diego Giaretta (Botafogo). 
Cartão vermelho: Glaydson.  
Público: 10.028. 
Renda: R$ 197.122,00. 

Por: Gabriel De Luca (@biel_dluca). 
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana