A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

XEPA - 25ª Rodada do Cartola FC

       Fala, Cartoleiros!

              Parem as máquinas! Rodada boa para maioria dos treinadores e com a gente não foi diferente. Seguindo a alternância de ótimos e razoáveis desempenhos no segundo turno, fizemos boa pontuação nesse meio de semana.


Em jogo cheio de emoção, Bahia vence Bragantino

Quem se acostumou a ver o Bragantino de Marcelo Veiga cuja característica principal era a forte marcação e um time pesado pode se assustar ao ver a versão 2015 do time, comandado agora por Wagner Lopes. O time marca como todos os outros, mas joga muito mais – e permite ao adversário jogar também.

Essa atualização de jogo tem feito bem ao time de Bragança Paulista e tornado os jogos muito mais interessantes de assistir. O jogo diante do Bahia, na Arena Fonte Nova, foi mais um exemplo disso.

A derrota por 3x2 deixou o time um pouco mais distante do acesso, especialmente pelo começo irregular. Porém, a impressão deixada em campo é positiva: o melhor em campo foi o goleiro baiano Douglas Pires, mostrando que o Massa Bruta pode sonhar com o acesso ainda nesta temporada pelo bom futebol que vem apresentando.

Na próxima rodada o Bragantino recebe o Macaé no Nabi Abi Chedid e, depois, visita o Oeste em Osasco. As vitórias são importantes para manter o time perto do G4. Já o Bahia enfrenta um Ceará em ascensão fora de casa. Boa oportunidade para apagar o jogo ruim de hoje – escondido pela vitória.

Jogadores do Bahia comemoram vitória difícil contra o Bragantino (Foto: Globo Esporte)
O JOGO

Bahia e Bragantino fizeram um primeiro tempo muito bom na Arena Fonte Nova. Não faltou vontade, disposição e até emoção, ainda que muito mais por falhas das defesas do que por méritos dos ataques.

Não que tenham sido 45 minutos de emoção desde o apito inicial. Depois de um ataque perigoso do visitante com menos de um minuto de jogo, a partida ficou travada. O Bahia pouco conseguia criar contra um Bragantino que não fazia a melhor das marcações.

O jogo seguiu truncado até os 24 minutos, quando em erro infantil da defesa baiana Lincom roubou a bola e sofreu pênalti de Douglas Pires, que foi advertido com cartão amarelo. O mesmo Lincom bateu muito mal e perdeu a chance de abrir o marcador.

O duelo ficou mais aberto e as chances começaram a aparecer. O Bragantino não se abateu com o pênalti perdido e conseguiu abrir o placar aos 36: Gilberto aproveitou a sobra de uma ótica defesa de Douglas Pires e balançou as redes. Bragantino 1x0.

O time paulista nem teve tempo para aproveitar a vantagem e enervar a torcida do Bahia. Aos 37, Máxi Biancucchi perdeu gol na pequena área. No lance seguinte, Kieza se enroscou com Luan e o juiz marcou pênalti. O próprio Kieza bateu bem e empatou o confronto.

Os minutos finais do primeiro tempo seguiram o ritmo com uma boa chance para cada lado. Ainda teve tempo para um erro feio da arbitragem: em contra-ataque do Bragantino Jaílton desarmou na bola, mas ela continuaria com os paulistas. O juiz matou a jogada e nem deixou cobrarem a falta – tudo isso bem no “dia do árbitro”.

O segundo tempo seguiu no mesmo ritmo com um Bragantino mais perigoso. Em menos de dez minutos foram duas jogadas perigosas. Ironicamente quem marcou foi o Bahia: aos 14, Kieza ganhou na raça da zaga alvinegra e bateu cruzado para Máxi Biancucchi descontar e se redimir do gol perdido na primeira etapa.

Os paulistas sentiram o gol e diminuíram a força ofensiva, mas continuaram criando oportunidades com ajuda especial da defesa tricolor que constantemente mostrava buracos. Douglas salvou duas boas chances de empate dos visitantes.

A partir dos 40 minutos, o jogo perdeu intensidade e parecia definido. Parecia: aos 45, novo pênalti sobre Kieza convertido por Souza: 3x1. Ainda deu tempo do Bragantino descontar com Lincom, aos 49. Tarde demais para uma reação.

A volta dos clubes brasileiros ao FIFA 16


O mistério e agonia de muitos torcedores brasileiros e de muitos gamers gringos que queriam a volta do Brasileirão acabou, pois na tarde desta sexta-feira a Eletronic Arts confirmou que os clubes brasileiros estão de volta ao FIFA 16.

O game contará com 16 clubes que estão na Série A do Brasileiro: Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Coritiba, Chapecoense, Cruzeiro, Figueirense, Fluminense, Grêmio, Internacional, Joinville, Ponte Preta, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco da Gama. 


Por não está totalmente completa, todos os times brasileiros do FIFA 16 poderão ser encontrados no menu Resto do Mundo e estarão disponíveis na maioria dos modos de jogo, tal como o Modo Carreira e Ultimate Team. 

No lançamento, todos 16 clubes terão seus nomes e escudos reais. Entretanto para adicionar a aparência e os nomes reais dos jogadores será necessária uma atualização online quando e se estiver disponível.

“Nós trabalhamos para proporcionar a melhor experiência possível para os fãs do FIFA no Brasil e ao redor do mundo com a inclusão dos times brasileiros. Nós sabemos que os fãs do FIFA amam jogar com jogadores e clubes brasileiros, então essa inclusão é uma ótima notícia para todos os fãs”, disse Jonathan Harris, Gerente de Negócios da EA no Brasil.

Lembrando que Sport, Goiás, Corinthians e Flamengo são o únicos brazucas de fora do FIFA 16 por não chegarem a um acordo com a empresa canadense - e os dois últimos são exclusivos de PES 2016, assim como os estádios de ambos, Arena Corinthians e Maracanã.

O FIFA 16 chega às lojas em 24 de setembro para todos os consoles.

Faltou sorte: Cruzeiro perde e Flamengo volta ao G-4

O confronto entre Flamengo e Cruzeiro na noite de quinta-feira mostrou objetivos opostos. Enquanto os carioca almejavam o G-4, os mineiros queriam "apenas" se distanciar da zona da confusão. Apesar da Raposa controlar a partida, a sorte não passou nem perto dos cruzeirenses.

Sobre o jogo:

  Com uma forte marcação no primeiro tempo, o Cruzeiro pressionou o time da casa, que estava completamente sumido em campo. A equipe celeste apresentou grande evolução com o comando de Mano Menezes e a Raposa estava organizada taticamente. Não foi à toa que as primeiras chances de gol foram cruzeirenses. Começou em cobrança de escanteio aos 13 minutos, onde Paulo André subiu mais que todos na área, cabeceou pro chão e Paulo Victor faz boa defesa. O grupo celeste teve outras oportunidades, mas não foram finalizadas corretamente. Porém, aos 27 minutos, Pará recebeu livre pelo lado esquerdo, chutou forte e a bola parou em Wallace. Ao decorrer do confronto, a equipe estrelada teve um bom momento com Vinicius Araújo que, quando ia dominar a bola, foi interrompido com o "impedimento" em posição legal do atacante.

  O Flamengo estava nervoso no jogo e não criava bem suas jogadas. O goleiro Fábio quase não trabalhou na primeira etapa por causa das poucas participações Rubro-Negras. Minutos antes do encerramento da etapa inicial, Kayke cruzou de esquerda, Alan Patrick finalizou de primeira, a bola desviu e deixou o camisa um sem condições de defesa.

Segundo tempo:

  O Flamengo voltou do intervalo com vantagem sobre os cruzeirenses e Oswaldo Oliveira soube manter o equilíbrio de sua equipe, apenas aproveitando das falhas do adversário. Mano Menezes optou por um esquema mais ofensivo em busca de reverter o placar, o que pareceu funcionar e apenas com 3 minutos Willian se aventurou chutando ao gol em cobrança de falta, obrigando o goleiro flamenguista a fazer grande defesa.

 O Cruzeiro lutava com todas as forças mudar o resultado, mas a tensão do duelo não facilitava para a Raposa. Independente do grupo estrelado estar melhor na partida, quem levou a melhor foi o Flamengo, que aos 23 minutos confirmou sua vitória com Luiz Antônio, que aproveitou o rebote de escanteio, chutou no ângulo e estufou as redes no Maracanã. E que GOLAÇO. No final da segunda etapa, Fábio ainda fez grande defesa depois da finalização de Kayke no canto. A postura de ambos os lados continuou igual e a partida foi encerrada no Maracanã.

  Ser superior em campo não foi suficiente para a equipe estrelada (infelizmente). O que faltou para os mineiros ontem foi caprichar no último passe, apesar de ter sido prejudicado pela arbitragem que não deu um pênalti claro para o Cruzeiro. Se aquilo não foi pênalti, desconheço as regras do futebol brasileiro. A equipe de Mano Menezes vem mostrando suas melhorias a cada jogo, mas aquele "tabu" de não ganhar no novo Maracanã é algo que vem sendo incômodo há um bom tempo.

  Se mantendo na 13° colocação, os celestes estão a um ponto da zona de rebaixamento. Já o Flamengo volta ao G-4 depois de 4 longos anos (137 rodadas). Domingo é dia de clássico em Belo Horizonte. Ansiedade é o que nos resta e podemos aguardar um grande confronto entre as duas equipes. O Cruzeiro só deve pensar na vitória, qualquer outro pensamento não é aceitável.
                                                   
@Paulinha_CEC

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 0 CRUZEIRO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 10/09/2015 – 21h
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Auxiliares: Vicente Romano Neto (SP) e Herman Brumel Vani (RJ)
Renda/Público: R$ 1.124.447,50 / 43.017 presentes
Cartões amarelos: César Martins e Paulinho (FLA) / Ceará, Manoel e Henrique (CRU)
Cartão vermelho: nenhum

GOLS: Alan Patrick (45'/1ºT 1 - 0) e Luiz Antônio (23'/2ºT 2 - 0)

FLAMENGO: Paulo Victor, Pará, Samir, Wallace (César Martins - 32'/1ºT) , Jorge; Jonas , Luiz Antonio, Alan Patrick e Paulinho (Jajá - 46'/2ºT); Emerson Sheik (Marcelo Cirino - 21'/2ºT) e Kayke - TÉCNICO: Oswaldo Oliveira

CRUZEIRO: Fábio, Ceará. Paulo André, Manoel e Pará; Henrique, Willians e Ariel Cabral (Marcos Vinícius - Intervalo); Allano (Marquinhos - 10'/2ºT), Willian e Vinícius Araújo (Arrascaeta - 33'/2ºT) - TÉCNICO: Mano Menezes

Unanimidades: 25ª rodada #CartolaFC

Salve Cartoleiros!


A decepção, tristeza, o CAOS está pairando pelas unanimidades. Na última rodada escalamos um trio de artilheiros, mas mesmo assim não tivemos muita sorte. Lucas Pratto, apesar da vitória do Galo, passou em branco e anotou apenas 3,40 pontos. Alexandre Pato viu seu time ser engolido pelo Peixe na Vila e pouco fez, 3,50 pontos. E por falar em Peixe, nosso pastor matador voltou a balançar as redes. Ricardo Oliveira deixou o dele no clássico, mas ficou apenas com 7,60 pontos, o que também não é muito inspirador. Pra próxima rodada, vamos com 3 boas apostas, que são:

LÉO GAMALHO: O Ibrahimovic brasuca chegou chegando no Avaí, anotando gol atrás de gol e, apesar de não ter jogado na última rodada, volta ao time para enfrentar o Goiás em casa. Então rezemos para que baixe o santo do Ibra no artilheiro e ele volte a balançar as redes.


Nome: Léo Gamalho
Posição: Atacante
Time: Avaí
Preço: 17,22

JADSON : O meia vem em grande fase, assim como seu time dentro do campeonato. Além de ser o homem da bola parada e das assistências, é o artilheiro da equipe na competição. Jogando em casa contra o JEC, a chance de vitória e do camisa 10 brilhar é enorme.


Nome: Jadson
Posição: Meio-campista
Time: Corinthians
Preço: 18,30

GABRIEL JESUS: E se tudo der errado? Só Jesus salva. O atacante palmeirense volta de lesão e enfrenta o Figueira dentro de casa. Apesar da defesa frágil, o ataque do Palmeiras vem funcionando e o garoto terá mais uma chance de brilhar e ajudar todos os cartoleiros.


Nome: Gabriel Jesus
Posição: Atacante
Time: Palmeiras
Preço: 3,01

Pedro Henrique || @peeedrito17

Colaboradores: @rolimpato @M_Freitas9_ e @afcmarcelo

Os caminhos improváveis na direção do (im)possível


Há quatro anos Ronaldinho Gaúcho, Deivid, Thiago Neves e companhia fizeram um 5-1 memorável no Cruzeiro em pleno Engenhão. Aquele 2011 marcou não só a grande decepção no fim do ano, mas também a última vez que o Flamengo esteve no G4.

Carlos marca e Goiás mata o Leão no Serra Dourada

Carlos marca o gol da vitória no Serra Dourada.
Foto: Globo Esporte.


Uma vitória importantíssima na nossa casa que pode engrenar o time esmeraldino para buscar a permanência na elite do futebol brasileiro. Com gol de Carlos, que veio do banco, o Verdão venceu o Sport em um jogo muito disputado, vence a terceira no returno e pula para a 14ª colocação com 28 pontos, se afastando muito bem da zona de rebaixamento.
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana