A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Marcos Assunção salva Tigre de derrota em casa

O Sampaio Corrêa tinha um grande desafio que era vencer o Criciúma fora de casa. E por pouco não conseguiu: segurou o placar até os 43 do segundo tempo quando Marcos Assunção (aquele!) empatou bem ao seu estilo em cobrança de falta.

O empate deixa o Criciúma cada vez mais à toa no campeonato, buscando apenas alguns pontos para salvar definitivamente do rebaixamento. O acesso já virou tarefa quase impossível. O Tubarão ainda briga para entrar no G4, lugar onde esteve por boa parte do jogo.

Marcos Assunção voltou a marcar em sua especialidade: cobrança de falta. (Foto: ESPN)

O JOGO

Apesar de posições bastante diferentes na tabela, foi o Tigre quem começou dominando o jogo. Os primeiros 20 minutos foram amplamente dominados pelo time da casa, mas sem conseguir balançar as redes.

Depois de suportar a pressão inicial, a equipe maranhense foi para o ataque e não demorou a conseguir seu gol. Boa jogada de Léo Rodrigues, pela direita, que cruzou bem para o veterano Válber marcar.

O gol mudou a cara do jogo, com um Sampaio Corrêa mais tranquilo e com marcação mais acertada. Mesmo assim o Tigre conseguiu assustar com Marcos Assunção, de falta, e ataque perigoso com finalização de Hugo.

Na segunda etapa os catarinenses foram para cima e, ao mesmo tempo, os visitantes passaram a recuar. Ficou difícil segurar o resultado. A sorte ainda ajudou: a arbitragem chegou a assinalar a marca do pênalti em ataque do criciúma mas, depois de muita polêmica, voltou atrás.


A mesma sorte faltou na cobrança de falta de Marcos Assunção, já aos 43 da segunda etapa. De posição onde cansou de marcar ao longo da carreira, o veterano colocou no ângulo de Rodrigo Viana de maneira indefensável e deu números finais ao jogo.

Chelsea vence Maccabi por 4-0 e afasta um pouco a crise

(Foto: Divulgação/Chelsea)
O Chelsea enfrentou o Maccabi Tel Aviv nesta quarta-feira pela primeira rodada da fase de grupos da UEFA Champions League e ganhou por 4-0. Com várias mudanças no time que vinha jogando – muito mal – as últimas partidas, os Blues foram superiores e ganharam pelo menos um pouco de confiança para o confronto contra o Arsenal, no sábado.

Terry, Ivanovic, Matic e Diego Costa foram barrados e começaram no banco dos Blues. Em seus lugares entraram Zouma, Baba, Loftus-Cheek e Remy. Outra mudança foi no gol, Courtois sofreu uma grave lesão no joelho direito e deve ficar fora por muito tempo, por isso, Begovic foi o titular. Pedro sentiu nos treinos e foi poupado.

1º tempo:

Não precisou muito tempo para que o torcedor do Chelsea se deparasse novamente com a má fase de Hazard. Logo aos 4 minutos, depois de um erro na saída de bola do Maccabi, Willian sofreu falta do goleiro adversário dentro da área e o juiz marcou o pênalti. O belga bateu, como sempre faz, mas chutou por cima do gol.

O início de jogo foi pegado no meio de campo e ambos os times fizeram muitas faltas. Uma dessas, aos 10 minutos, em Oscar, na entrada da área. O brasileiro cobrou e mandou na barreira. Logo depois, Willian também teve boa chance, mas o goleiro salvou.

Os Blues finalmente abriram o placar aos 15 minutos, Willian levantou a bola na área, ninguém subiu e isso acabou enganado o goleiro, que não foi na bola. Gol do camisa 22 e uma nova esperança para o time. O autor do gol ainda saiu machucado aos 21, dando lugar a Diego Costa.

Aos 30 minutos o Maccabi teve ótima chance, mas Zahavi mandou para fora. O time da casa voltou a assustar aos 37 minutos, com uma bola na trave de Oscar. 10 minutos depois, após longa troca de passes, Diego Costa entrou na área e foi derrubado pelo ex-zagueiro Blue Bem-Haim. Oscar pegou a bola e cobrou no canto, fazendo 2-0 para os azuis de Londres.

Fim de primeiro tempo e os destaques negativos foram Hazard e Fàbregas. O belga e o espanhol ainda não conseguiram se encontrar nesse início de temporada e foram muito fracos na primeira etapa.

2º tempo:

O segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro terminou, com domínio azul. Aos 13 minutos, a dupla Cesc Fàbregas e Diego Costa voltou a funcionar. O espanhol cruzou na medida para o brasileiro, que deu um chutaço e marcou um belíssimo gol.

O Chelsea abriu 3-0 e decidiu que só administraria o resultado até o final. Por isso, Oscar, que voltou de lesão e fez uma ótima partida, deu lugar para Ramires aos 19 minutos. Hazard ainda tentou alguma coisa aos 28 e, apesar de dar três dribles, a bola explodiu na zaga. Pouco depois Loftus-Cheek, melhor em campo, saiu para a entrada do estreante Traoré.

Aos 33, em ótimo contra-ataque dos Blues, Remy chutou, o goleiro defendeu e Fàbregas, no rebote, voltou a marcar com a camisa azul. 4-0 Chelsea e uma apresentação para dar ânimo aos jogadores. O Maccabi ainda tentou diminuir o placar no final da partida, mas a defesa conseguiu ficar sem ceder nenhum gol, dando a Begovic o primeiro “clean sheet” da temporada.

O próximo confronto do Chelsea será sábado contra o Arsenal – que perdeu para o Dínamo Zagreb. O Porto e o Dínamo Kiev, que também estão no grupo dos Blues, empataram em 2-2. A vitória dá confiança e ameniza um pouco o clima pesado que estava em Stamford Bridge. 

Keep the Blue flag flying high!
Luiza Sá (@luizasaribeiro)

Um patético Arsenal perde na Croácia

O Arsenal foi até Zagreb enfrentar o Dínamo pela estreia da UEFA Champions League. Foi um dos jogos mais pífios que vi do Arsenal na Champions League em anos, todo time com nota 0, todos perdidos e parecendo que não jogavam uma partida fazia 1 ano.

No início do primeiro tempo, quem via parecia que seria um massacre dos Gunners, logo aos 8 minutos, Cazorla cobrou escanteio e Giroud cabeceou no ângulo para grande defesa de Eduardo. 18 minutos, Ox Chamberlain cruzou, e por duas vezes Giroud parou no goleiro português, que fazia boa partida. Na primeira grande chance do Dínamo, a eficiência falou mais alto. Pivaric recebeu na esquerda, chutou para boa defesa de Ospina, mas a bola voltou no corpo de Ox Chamberlain e entrou pro gol, começando aí o jogo mais horroroso do Arsenal. Pra melhorar, aos 40 minutos o atacante Giroud fez uma falta e recebeu o segundo amarelo, sendo assim foi expulso (de maneira equivocada, mas quem mandou ser um centroavante acéfalo).

Decepção do time
Foto: twitter.com

Náutico empata mais uma e fica mais longe do G4

Boa tarde alvirrubros! Na noite de ontem (15/09) o Náutico recebeu o Atlético-GO na Arena Pernambuco, com muitos erros de passes e falta de tranquilidade na hora da finalização, os times empataram em 1x1. Gol de Bruno Alves pelo Náutico e Juninho pelo Atlético-GO.

Jogo fraco e empate no fim

No escuro, Portuguesa perde para o Guarani

Portuguesa ficou sem luz no vestiário durante toda a estadia no Brinco de Ouro
(foto: Lucas Ventura/ Portal da Band)
A Portuguesa perdeu de 1 a 0 para o Guarani na noite desta segunda feira (14), no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. O resultado deixou a Lusa fora do G4, na quinta colocação há um ponto do Juventude, que é o quarto.

O jogo foi bem equilibrado, mesmo a Lusa jogando com 4 desfalques (Julinho, Renan, Milton Jr, e Dieguinho), o time conseguiu segurar a pressão inicial do Guarani, mas aos 33 minutos a lei do ex agiu, e em falta cobrada por João Vittor, Allan Dias marcou de cabeça o único gol da partida que daria o triunfo para os bugrinos.

Dali em diante durante o primeiro tempo, o jogo ficou mais aberto, a Lusa atacava e o Guarani contra atacava e oportunidades surgiam para os dois lados, tanto Pegorari fazia boas defesas para a meta bugrina, quanto Anderson para a baliza lusitana. Hugo ainda chegou a acertar o travessão numa jogada pela direita, e quase empatou a partida.

Duranta o segundo tempo a tônica da partida foi a mesma, a Portuguesa atacava tinha mais posse e o Guarani chegava com perigo nas jogadas de contra ataque.

FATOS LAMENTÁVEIS:

A Portuguesa desde que chegou ao estádio sofreu. O vestiário destinado ao time lusitano esteve sem luz, a Portuguesa teve que ficar as escuras durante toda a estadia no local. Além disso, o camarote da Portuguesa, onde se encontravam dirigentes do clube, foi invadido por cerca de 15 membros de uma torcida uniformizada do Guarani. Dois funcionários da Lusa foram agredidos com socos, pontapés e até cadeiradas.


Súmula da partida relatando a falta de luz no vestiário, invasão e agressão a dirigentes da Lusa 
O árbitro da partida, o senhor Vinícius Gonçalves Dias Araújo relatou tudo na súmula e o departamento jurídico da Portuguesa disse que irá tomar as devidas providências. O clube também soltou uma nota de repúdio. Confira a nota na íntegra:

"A direção da Associação Portuguesa de Desportos lamenta os fatos ocorridos na noite de ontem, antes e durante a partida contra o Guarani Futebol Clube, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas.

Conforme já noticiado em diversos veículos de imprensa e relatado na súmula do árbitro Vinicius Gonçalves Araújo, a delegação da Portuguesa foi vítima de artimanhas do século passado, como falta de energia elétrica no vestiário e agressões a membros da diretoria e da comissão técnica.

Nosso Departamento Jurídico está estudando quais medidas tomar em relação aos acontecimentos de ontem. Podemos adiantar, porém, que na próxima visita do Guarani Futebol Clube ao Canindé todos serão recebidos com o respeito e a cordialidade que deveriam marcar sempre a relação entre instituições de tamanha tradição.


#SOMOSTODOSLUSA"

Vitória volta a fazer bem o dever de casa


FOTO: TribunadaBahia
Aproveitando a fragilidade do adversário o Vitória fez o dever de casa jogando pela primeira vez nessa Serie B de 2015 na Arena Fonte Nova.
   
O JOGO

O Vitória foi soberano no primeiro tempo e construiu o triunfo empurrado pela torcida, que compareceu em bom público à Arena Fonte Nova. O primeiro gol foi marcado logo aos 14 minutos.

O Vitória abriu o marcador após passe de Diego Renan, David recebeu pela esquerda pedalou na frente do marcador e chutou forte de canhota para abrir o placar.

Seis minutos depois, o Rubro-negro aumentou. Diego Renan veio contruindo toda jogada, tabelou com Pedro Ken e enganou o goleiro a chutar direto para o gol.

Segundo Tempo

Logo no início da segunda etapa, Pedro Ken segurou o adversário pela camisa na área e o árbitro marcou pênalti. O gol de Luís Fernando veio para premiar o final do primeiro tempo do Mogi.

O gol sofrido fez o Vitória acordar e voltar a pressionar o Mogi. Aos 16 minutos, Flávio arriscou chute de longe e acertou o travessão.

Já aos 32 minutos, o Rubro-negro chegou ao terceiro. Rhayner fez jogada individual e chutou de fora da área. Mauro deu rebote e Euller apareceu livre para empurrar para o fundo do gol.

Dois minutos depois, o Leão abriu a goleada em uma bela jogada coletiva. De pé em pé, a bola chegou até Elton, na área, que se só teve o trabalho de completar para as redes e dar números finais ao duelo.

A esperança é a última que morre

Avaí jogou nesse domingo (13) para pegar o Goiás no estádio da Ressacada precisando urgentemente de uma vitória e conseguiu atingir seu objetivo no sufoco e na raça. Avaí venceu de 2 a 1 e de virada, com gols de Emerson e André Lima. 

O Leão está a 3 pontos de sair da Zona do Rebaixamento. Sua próxima missão é o Clássico, com a vitória o Avaí pode jogar o Figueirense na Zona do Rebaixamento. 

O famoso jogo dos 6 pontos vai ser no Orlando Scarpelli, na quarta-feira, às 21:00.




O primeiro tempo de jogo foi sem grandes lances, muito truncado no meio e a verdadeira jogada de perigo saiu aos 28 minutos de jogo, no lance que originou o primeiro gol da partida. Bruno Henrique foi lançado na área e chutou no contra pé do goleiro Vágner que teve a infelicidade de deixar a bola entrar, 1 a 0 para o Goiás. 

O Avaí não conseguiu se organizar dentro de campo depois do gol e a maior oportunidade do Leão no primeiro tempo veio nos pés de Nino Paraíba, que chutou cruzado mas a bola foi para fora. Avaí ainda levou um susto no final do primeiro tempo com Liniker recebendo uma bola e ficando cara a cara com goleiro Vágner, mas o jogador chutou mal e mandou em cima do gol. 

Com poucas oportunidades no primeiro tempo, o Leão foi pra cima no segundo tempo. Kleina percebeu que Renan Oliveira quase nem tocou na bola e o substituiu por Rômulo e ainda tirou Adriano e Roberto para a entrada de Rudnei e André Lima. 

Na segunda etapa, o Leão conseguiu o gol de empate aos 38 minutos, em uma cobrança de falta na direita, quando Emerson mandou de cabeça e empatando o jogo. O gol de empate só botou fogo no jogo e, com todo incentivo da torcida do Leão, o gol da virada saiu na raça, com ajuda da falha do goleiro Renan, aos 48 minutos do segundo tempo. Com outra bola lançada na área, Marquinhos mandou de voleio, mas o goleiro Renan pegou, mas foi deixando a bola entrar aos poucos. André Lima (T_Amo_AndréLima) empurrou a bola junto com o goleiro para dentro do gol e salvou o Leão, que ainda tenta respirar nesse Campeonato Brasileiro.

Ficha Técnica

Local: Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 13 de setembro de 2015, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ)
Público: 4.810 torcedores
Renda: R$ 57.036,00
Cartões amarelos: Eduardo Neto e Antônio Carlos (Avaí); Ygor e Patrick (Goiás)
Gols: 
Avaí: Emerson, aos 39 minutos do segundo tempo, e André Lima, aos 48 minutos do segundo tempo.
Goiás: Bruno Henrique, aos 28 minutos do primeiro tempo


AVAÍ: Vagner; Nino Paraíba, Antônio Carlos, Emerson e Romário; Adriano (Rudnei), Eduardo Neto, Renan Oliveira (Romulo) e Marquinhos; Roberto (André Lima) e Léo Gamalho
Técnico: Gilson Kleina


GOIÁS: Renan; Gimenez, Fred, Felipe Macedo e Diogo; Rodrigo, Ygor (Patrick), David e Liniker (Lucas Coelho); Murilo (Juba) e Bruno Henrique
Técnico: Julinho Camargo

Líder Botafogo tropeça e vê distância para o Paysandu diminuir

O Botafogo recebeu o Oeste, na noite desta terça, dia 15, em jogo válido pela 26ª rodada da Série B. Em busca da quinta vitória seguida, o Glorioso, pouco inspirado, apenas empatou com gol aos 44' da etapa final. Com o tropeço, o Alvinegro segue líder com 49 pontos, mas viu a distância para o Paysandu, vice-líder, encurtar. O próximo adversário da equipe é o Boa Esporte, sexta, dia 18, às 21h30, fora de casa. 

O JOGO

O primeiro tempo foi chato. Aos 3 minutos, Sassá invadiu a área pela esquerda mas o goleiro Leandro Santos defendeu, dando rebote. Na sobra, a zaga do Oeste afastou. Aos 9', Sassá cabeceou e a bola parou nas mãos do goleiro do Oeste, que de novo deu rebote. Na sobra, Camacho chutou fraco para defesa tranquila de Leandro Santos. 

Aos 19 minutos, o Botafogo chegou com perigo. Sassá recebeu lançamento pela esquerda e tentou o toque na saída do goleiro, que fechou bem, evitando o que seria o gol do Glorioso. O jogo, nesse momento, era feio, com muitos erros de passe. O Botafogo encontrava dificuldades. O Oeste veio fechado para o jogo. 

O Oeste deu um susto aos 39', com Junior Lopes, que tentou tocar mas parou em Serginho, que mandou para escanteio. Já nos acréscimos, aos 47', Sassá recebeu cruzamento de Jean, que rolou para Elvis. O meia buscou o ângulo mas a bola foi por cima do travessão. No minuto seguinte, sob vaias, o primeiro tempo acabou.

O Botafogo voltou para a etapa final com alteração no time: Serginho saiu para a entrada de Neilton, recuperado de lesão. Sinceramente, não entendi a substituição. 

Com 1 minuto, Sassá recebeu passe na pequena área, mas a bola foi passada atrás e o atacante não conseguiu concluir. Logo depois, aos 2', o Oeste abriu o placar. Pelo lado direito, Paulo Henrique tocou para Renan Mota, que bateu forte. Oeste 1 a 0.  

O Botafogo só respondeu aos 7 minutos. Willian Arão, da meia-lua, arriscou. A bola, que tinha o endereço do gol, foi bloqueada por Ligger. Aos 9', mais pressão do Botafogo. Luis Ricardo cruzou rasteiro na pequena área. Com confusão na área, Sassá dividiu a bola, que não entrou para o gol. O Oeste era impecável nos desarmes. 

Aos 17', Daniel Carvalho saiu para dar lugar a Luis Henrique. Ricardo Gomes, somente aos 26 minutos, tirou Elvis, péssimo na partida. O substituto foi Tomas. Aos 29', o Botafogo assustou. Camacho chutou de longe e o goleiro rebateu. Tomas, na sobra, chutou mas foi travado. Aos 30', foi a vez de Sassá tentar o empate. Ele soltou a bomba que foi desviada pela zaga. 

O gol de empate saiu somente aos 44 minutos. Roger Carvalho aproveitou cobrança de escanteio e viu o goleiro Leandro Santos falhar na saída. O zagueiro apenas cabeceou para o fundo das redes. O Botafogo tinha os acréscimos para tentar virar o jogo, mas não era dia. O resultado foi frustrante, se analisarmos a tabela e a equipe do Oeste, que briga para fugir da queda. Porém, antes 1 ponto na mão do que 3 voando. 


Botafogo não fez bom jogo (Foto: Paulo Sergio)

OBSERVAÇÕES

O que pretendia Ricardo Gomes ao substituir Serginho (volante), seguro na partida, por Neilton (atacante)? Aliás, o que o técnico pretendia ao escalar 3 volantes em um jogo teoricamente fácil em casa? O resultado: um empate e gritos de burro. 

A distância do Botafogo para o Paysandu caiu para 2 pontos, ou seja, sexta, contra o Boa Esporte, vitória é obrigação. A situação do clube na competição não é ruim, mas poderia ser mais confortável. Se há algo para comemorar, são os CINCO jogos sem derrota. 

O Botafogo não possui em seu elenco, um lateral bom. Avenida Carleto, Luis Ricardo, Giaretta são péssimos. Jean, da base, é fraco demais. Tomou um baile do Figueirense no fatídico jogo que eliminou o clube da Copa do Brasil. E falhou no gol do Oeste. 

Pelo amor de Deus, volta, Navarro! Sassá é jogador de segundo tempo, e só. 

Elvis foi um dos piores em campo, e mesmo assim saiu tarde, por opção de Ricardo Gomes, que fez péssima leitura de jogo. 

O público não foi dos piores.

A data era especial: Jefferson, o melhor goleiro do Brasil, completava 400 jogos pelo Botafogo. Uma marca invejável, sem dúvida!


Jefferson recebeu homenagem no Nilton Santos

FICHA DO JOGO

Botafogo 1
Jefferson, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Roger Carvalho, Jean; Serginho (Neilton), Willian Arão, Camacho, Elvis (Tomas), Daniel Carvalho (Luis Henrique); Sassá. Técnico: Ricardo Gomes. 

Oeste 1
Leandro Santos, Paulo Henrique, Júnior Lopes, Ligger, Fernandinho; Elivelton (Leandro Mello), Guilherme Amorim, Patrik Silva, Mazinho; Renan Mota (Wangler), Kahê (Junior Negão). Técnico: Roberto Cavalo. 

Estádio: Nilton Santos (RJ).
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF).
Assistentes: Luciano Benevides de Sousa (DF) e José Reinaldo Nascimento Junior (DF). 
Gols: Renan Mota ( 2' do 2º T), Roger Carvalho ( 44' do 2º T).  
Cartões amarelos: Tomas (Botafogo); Leandro Santos, Leandro Mello e Kahê (Oeste). 
Público: 7.333.
Renda: R$ 131.700,00. 

Por: Gabriel De Luca (@biel_dluca). 

Na próxima manda o alfabeto inteiro

  • PAYSANDU

  • 3X2
  • ABC
Essa noite (15) o Paysandu enfrentou o ABC-RN na vigésima sexta rodada da série B, no Mangueirão. Seria mais um jogo dos extremos, o embalado alviazul que não perdia há sete rodadas, contra um alvinegro que não vencia há catorze partidas. Os dois times já haviam se enfrentado outras três vezes neste ano, todas com vitória do Papão. E hoje não poderia ser diferente, pela quarta vez no ano, o time paraense venceu o ABC e colou mais ainda no líder Botafogo.

CHUCK NORRIS - RODADA 26 DO #CARTOLAFC

Salve, salve Nação cartoleira e leitores do Linha De Fundo.

Enfim, a BONANÇA. Se não tivemos ainda a nossa rodada MITADORA, o Chuck vem conseguindo resultados bastante estáveis no segundo turno. Fizemos 61,21 pontos na última rodada, nos mantivemos na média da pontuação nacional. É hora de conquistar mais. Ousar mais. Pontuar mais. Para tanto escalamos um time bastante ofensivo para a rodada 26 do #cartolafc. É hora do SPRINT FINAL para ficarmos entre os 10.000 da Liga Nacional [meta traçada pela diretoria].

PREÇO: 175,25
ESQUEMA; 4-3-3
#CHUCKNORRISRODADA26 #RUMOAOS100PONTOS
Como a ideia é um time ofensivo começamos com fome de gol justamente pelo goleiro. Rogério Ceni volta de contusão para aquela que deve ser sua última sequência de jogos como profissional. Dono das bolas paradas certamente irá perseguir o gol são-paulino número 3000 no Morumbi - como bom caçador de recordes. Além disso a Chapecoense vem com técnico novo e com BARBIO [?!?!] como centroavante. Ficou fácil, né?! Na zaga dois jogadores de boa média e chance de SG: Manoel que enfrenta o rebaixa...vel Vasco e Marlon que enfrenta o inconstante Palmeiras. Fechando a defesa dois laterais com excelente média de RBs por jogo: Garoto Jorge que enfrenta o fraco Coritiba e Welligton Silva que tenta tirar o Fluzão do sufoco.

O meio de campo vem com o trivial: Ganso teve um aumento ESPETACULAR da pontuação nos últimos jogos, sendo mais participativo e lembrando o Ganso de 2014 no cartola. Alan Patrick é certeza de muitas finalizações em um jogo que o Flamengo deve pressionar muito. Elias é uma aposta em um jogo complicado, mas que ele pode se destacar tanto na marcação como na construção de jogadas. Curiosamente esse trio também está escalado no nosso simpático XEPA.

O ataque também segue uma receitinha básica, com bastante TOMPERO à la Masterchef: Willian, RESPEITA O MOÇO, ressurgido no Cruzeiro de Mano terá chance de devorar a defesa vascaína; Alexandre Quack é ingrediente que não pode faltar também - ambos são dicas do UNAMINIDADES. Para arrematar nossa receita dispensaremos o PRATTO e optamos pelo artilheiro que vai melhor que qualquer prataria: Pastor Oliveira não costuma ficar dois jogos sem ir à cozinha, digo, REDES. Ele tem faro e fome de gol. 

Nosso chef da rodada será internacional: Ruan Carlos Oçorio, para dar um toque COSMOPOLITA à receita.

BANCO DE RESERVAS: Lomba, Victor Ferraz, Bruno, Lucão, Samir; Jadson, Lucas Lima, Otávio, Walter, Luan, Alisson; Mano Menezes.

Boa Sorte a todos!

Alex Rolim || @rolimpato 

Colaboradores: @M_Freitas9_ , @afcmarcelo e @peeedrito17

Atlético de Madrid estreia com vitória na Champions League

Griezmann marca duas vezes e da vitória ao Atlético
Foto: www.marca.com
Não foi uma apresentação de gala, mas o Atlético de Madrid mostrou que esta na briga pelo título da UEFA CHAMPIONS LEAGUE, a vitória fora de casa coloca os cochoneros na liderança do grupo C com três pontos. Os gols da partida saíram dos pés do artilheiro Antonie Griezamann, que soma seus primeiros gols nesse torneio.
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana