A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Raposa vence São Paulo e está a dez jogos invicta

Com a vitória de ontem á Raposa alcançou a marca de dez jogos invictos no campeonato brasileiro, a vitima da vez foi o Tricolor Paulista que ate abriu o marcador primeiro com Luis Fabiano, mas a Raposa melhor na partida, acabou com o tabu e virou o jogo com Willian e Leandro Damião.


A Raposa encerrou a 34° rodada com 48 pontos na 10° colocação, há seis pontos do tão sonhado G4, a próxima batalha cruzeirense é contra o Sport, no domingo na Toca III ás 17hrs.

Sobre o jogo:

    A partida se iniciou movimentada, o Cruzeiro mostrou quem manda no Mineirão e não se conteve em mostrar sua força na Toca III diante da sua torcida que fazia um show espetacular nas arquibancadas, desse modo pressionava o São Paulo em seu campo de defesa, ao contrário do Cruzeiro, o São Paulo explorava sempre o lado direito.

    O Tricolor teve a primeira oportunidade de abrir o marcador no Gigante da Pampulha aos 6 minutos com Luis Fabiano, mas Fábio fez boa defesa para alivio cruzeirense.  O Cruzeiro respondeu rapidamente, aos 10 minutos, depois de uma forte marcação na saída do adversário, Arrascaeta deu um bonito passe pro lateral Fabrício, que preferiu driblar o jogador, do que arriscar um chute ao gol de Dênis.

      Apenas três minutos depois, Willian jogou pra Willians, que passou por Reinaldo e finalizou no ângulo direito e o goleiro paulista fez boa defesa e lançou a bola para escanteio, na jogada seguinte Bruno Rodrigo aproveitou a sobra dentro da grande área e complementou o lance de voleio, obrigando Dênis á fazer uma ótima defesa, Willian até tentou finalizar após rebote, mas errou.

   Se não fosse as boas defesas de Dênis, a Raposa tinha goleado o Tricolor só na fase inicial, aos 18 minutos, Dênis apareceu novamente salvando o São Paulo duas vezes seguidas com as finalizações de Gabriel Xavier e em seguida defendeu o gol que muitos já estavam comemorando, em cima da linha ele tira a bola lançada por Willians.

    Até os 30 minutos só dava Cruzeiro, o time de Doriva aproveitava os erros cruzeirenses, porém andava sumido na partida e apesar de superior no duelo, a equipe cruzeirense foi surpreendida com o gol de Luis Fabiano, Pato cobrou escanteio para Luis Fabiano testar, sem chances para o capitão Cruzeirense.

  Mesmo com desvantagem no placar, a Raposa correu atrás do prejuízo e conseguiu seu gol de empate ainda no primeiro tempo com o atacante Willian aos 32 minutos, Gabriel Xavier tentou fazer um ligamento com o Uruguaio, porém Lucão apareceu e sobrou para ‘Bigode’ resolver, e missão dada é missão cumprida, o camisa 25 dominou e acertou um belo chute no lado direito do gol defendido por Dênis.

Segundo tempo:

     As equipes voltaram para a etapa final sem mudanças e o confronto começou com algumas trocas de passes  no meio de campo, alguns lances de longa distância que não trouxe perigo aos goleiros.

  Aos 9 minutos, Henrique teve o momento perfeito para mudar a história do jogo, Willian cruzou para área e Henrique livre subiu, mas cabeceou sobre o travessão, minutos depois Michel Bastos faz um passe deixando  Alexandre Pato cara a cara com o camisa 01 cruzeirense e acabou chutando para cima do gol.

    O jogo estava repleto de emoções, com boas chances de gol para as duas equipes, mas o gol da virada veio aos 35 minutos, Ariel Cabral recebeu no meio de campo e ajeitou um passe praticamente impecável para Damião que ganhou dos zagueiros na corrida, dominou e sem pensar muito, chutou forte no canto esquerdo de Dênis.

    Ao decorrer da partida a Raposa não baixou o nível de suas jogadas e teve uma ultima chance de ampliar o resultado em  falta sofrida por Leandro Damião, Fabrício cobrou e obrigou o goleiro paulista a se esticar para evitar o terceiro gol da partida.

    É evidente a evolução da equipe de Mano Menezes, que a cada jogo mostra aos seus torcedores que um time com princípios e objetivos é totalmente diferente, e novamente parabéns a torcida cruzeirense que não parou de cantar os 90 minutos e o principal abraçou o time na hora que precisou e vem mostrando cada vez mais ser a Maior de Minas.   

@Paulinha_CEC

Ficha técnica
Cruzeiro x São Paulo
34ª rodada do Brasileirão
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 8 de novembro de 2015
Horário: 17h (Horário de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (PE)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR/Fifa) e Dibert Pedrosa Moises (RJ)
Cartão amarelo: Manoel (Cruzeiro); Alan Kardec, Thiago Mendes (São Paulo)
Gols: Luis Fabiano – 30'/1ºT (0-1); Willian – 32'/1ºT (1-1); Leandro Damião – 35'/2ºT (2-1)
Cruzeiro
Fábio; Ceará, Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Henrique, Willians (Charles) e Ariel Cabral; Giorgian De Arrascaeta (Marquinhos), Gabriel Xavier (Leandro Damião) e Willian.
Técnico: Mano Menezes.
São Paulo
Denis; Bruno (Hudson), Lucão, Rodrigo Caio e Reinaldo; Thiago Mendes, Wesley (Centurión) e Paulo Henrique Ganso; Michel Bastos, Alexandre Pato e Luís Fabiano (Alan Kardec).
Técnico: Doriva.

O Gigante ainda vive

   No jogo que representava alívio e confiança, o Vasco teve uma grande atuação e finalmente voltou a marcar com a bola rolando.

Foto: GE
   O primeiro tempo foi comandado pelo vascaínos, pressionavam e eram superiores, assustavam os palmeirenses. Prass teve que fazer boas defesas para que o gol não saísse, mas aos 34 minutos Nenê cobrou o escanteio e Rafael Silva subiu sozinho para cabecear, sem chance para o goleiro alviverde. 1 a 0 para o time carioca.

   O segundo gol veio cinco seis minutos depois. Dessa vez, de Rafael Silva brigou pela bola, a defesa palmeirense se atrapalhou toda e deixou Nenê sozinho, ele dominou e cara a cara com Fernando Prass deu uma cavadinha espetacular para aumentar a vantagem Cruz-Maltina, vale lembrar que o Vasco não marcava com a bola rolando desde a 27ª rodada, isso deu um basta no tabu vascaíno. Depois dos gols, houve ainda duas chances, uma falta sobre Rafael Silva e um escanteio marcado por Nenê, onde quase saiu um gol olímpico.
  
   Mas a primeira etapa terminou 2x0 para o Vasco, com uma atuação incrível, a equipe se mantinha viva no campeonato e tudo que precisava era segurar esse resultado. 

Foto: GE
   A etapa final começou com uma pressão fortíssima do time da casa. O Palmeiras jogava com tudo que tinha, Marcelo Oliveira, técnico Palmeirense, fez as três substituições antes da metade do segundo tempo, tudo para tentar uma reação. O time chegou a assustar com uma bola que explodiu no travessão, aos treze minutos e Martín Silva ainda teve que fazer algumas defesas para impedir que a equipe alviverde conseguisse mudar o placar do jogo.
   
  Mesmo com todas as investidas dos donos da casa, o Vasco se manteve firme e conseguiu segurar a vitória. A equipe carioca segue viva na luta contra o rebaixamento e dá esperanças ao torcedor que ainda acredita. Com a vitória contra o Palmeiras, o Vasco saiu da lanterna e diminui em 12% a chance de cair, segundo matemáticos. O risco agora é de 84%, ainda é enorme, mas as últimas rodadas podem mudar o panorama e é nisso que acreditaremos até o fim. Precisamos de três vitórias e um empate em quatro jogos. Parece impossível, mas o Vasco é o time da virada e nós não desistiremos sem lutar!
  
  Na próxima rodada o Cruz-Maltino enfrentará o líder Corinthians, dia 19, em São Januário, às 22h. Enquanto o Verdão jogará contra o Atlético-PR, no dia 18, na Arena da Baixada, às 21h.

                                                                                          Ana Clara Soares (@AnaClaraSoares1)


Ficha Técnica:

Vasco: Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo, Julio Cesar, Serginho, Diguinho, Andrezinho, Nenê (Rafael Vaz), Rafael Silva (Julio dos Santos), Riascos (Eder Luis). Técnico: Jorginho.

Palmeiras: Fernando Prass, João Pedro, Jackson, Vitor Hugo, Egídio (Fellype Gabriel), Thiago Santos, Zé Roberto, Robinho, Rafael Marques (Kelvin), Lucas Barrios (Alecsandro), Gabriel Jesus. Técnico: Marcelo Oliveira.

Árbitro: Anderson Daronco
Cartões Amarelos: Jackson (Palmeiras), Madson, Luan, Seginho, Riascos (Vasco).
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana