A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Week 11 da NFL: Temporada das lesões


Essa é, definitivamente, a temporada das lesões, principalmente dos quarterbacks. Depois que várias franquias perderem seus QB em várias semanas, mais dois estão fora da temporada: Joe Flacco, do Ravens, e Colin Kaepernick, do 49ers – esse caso é diferente, pois foi informado que ele estaria fora por lesão, mas rumores apontam que ele foi apenas afastado e será trocado depois.

Junto com os dois, a lista de QB que já se lesionaram chega a quatorze nomes, sendo dois do Steelers:

Denver Broncos – Peyton Manning
Philadelphia Eagles – Sam Bradford
Buffalo Bills – Tyrod Taylor
New York Jets – Ryan Fitzpatrick
Pittsburgh Steelers – Ben Roethlisberger e Michael Vick
Cleveland Browns Josh McCown
Indianapolis Colts – Andrew Luck
Tennessee Titans – Marcus Mariota
Dallas Cowboys – Tony Romo
Chicago Bears – Jay Cutler
New Orleans Saints – Drew Brees
Baltimore Ravens – Joe Flacco
San Francisco 49ers – Colin Kaepernick

Enquanto isso, o Carolina Panthers segue arrasador e conquistou sua décima vitória no ano, seguindo invicto. Green Bay e Broncos voltaram a vencer, o Eagles levou uma surra do Buccaneers e o Chargers foi engolido pelo Chiefs.

Tennessee Titans 13@19 Jacksonville Jaguars
Jaguars provou, mais uma vez, que não vai desistir tão fácil da inusitada vaga nos playoffs. O time da casa recebeu o Titans, que tem o QB Marcus Mariota num primeiro ano sensacional, e esperava surpreender novamente. Deu certo. Apesar do início bem fraquinho, a partida ficou animada quando Tennessee chegou ao TD no fim do terceiro quarto com uma corrida do próprio Mariota.
O início do último quarto enganou um pouco, mas parou rápido. Depois disso só deu Jacksonville. Eles fizeram um TD, conseguiram bloquear todas as tentativas do Titans de reagir, anotaram um FG e fizeram um sack em Mariota no último segundo de jogo. Espetacular.

Indianapolis Colts 24@21 Atlanta Falcons
Sem um bom jogo terrestre e com muitas interceptações dos dois times, a partida foi marcada por erros, mas o Colts foi capaz de errar menos e sair com a vitória apertada graças a um field goal convertido no fim da partida pelo veterano e experiente kicker Adam Vinatieri. Matt Ryan ainda teve chance de levar sua equipe pelo menos ao empate, mas foi interceptado na campanha derradeira e pôs fim a partida. Além das defesas, que dominaram o jogo, o único destaque individual foi Julio Jones, que, como sempre, passou das 100 jardas e liderou o corpo de recebedores de Atlanta.
A vitória foi essencial para a equipe de Indianápolis, que conseguiu somar mesmo sem o seu Quarterback titular, que voltará em meados de dezembro. Até lá, o veterano Hasselbeck parece conseguir segurar as pontas e deixar a equipe em condições de vencer a fraca AFC South. Do lado de Atlanta, após um começo animador, as fraquezas da equipe começam a aparecer, sobretudo no setor defensivo, e uma possível concussão pode tirar o bom RB Devonta Freeman dos gramados algumas semanas. Esses fatores preocupam o torcedor do Falcons e tornam a vaga nos playoffs cada vez mais improvável.

St. Louis Rams 13@16 Baltimore Ravens
Que temporada terrível do Ravens. O que era um ano cheio de promessas acabou virando um pesadelo rapidamente e as coisas só pioram. Como se já não fosse suficiente perder o LB Terrell Suggs no início do ano e o WR Steve Smith recentemente (isso só contando os principais nomes), o RB Justin Forsett quebrou o braço e o QB Joe Flacco rompeu os ligamentos do joelho e também estão fora do resto da regular season.
A partida em si acabou ficando em segundo plano e, com um Rams bem fraco, o Ravens acabou mostrando porque está nessa situação e entregou ao kicker Justin Tucker a bola do jogo no lance final. Tucker, pra variar, acertou e evitou que o jogo fosse um completo desastre.

Washington Redskins 16@44 Carolina Panthers
Com “Super Cam” em ação, o Carolina Panthers passou o rodo no Washington Redskins e chegou a sua 10ª vitória na temporada. A equipe vive uma fase espetacular, com a defesa forçando infinitos turnovers, já que foram cinco fumbles, quatro sacks e uma interceptação, e o ataque dando show. O QB Cam Newton foi quase perfeito, lançou 246 jardas, incríveis cinco touchdowns, nenhum turnover e quatro tentativas para 16 jardas corridas, um rating de 123,2. Do lado perdedor, foram cinco turnovers, três cometidos pelo QB Kurt Cousins.

Denver Broncos 17@15 Chicago Bears
Em partida emocionante marcada pelo reencontro de atletas e técnico com suas ex-equipes e decidida na última posse de bola, os Broncos foram a Chicago e bateram os donos da casa por 17-15. O Quarterback reserva de Denver, Brock Osweiler, aproveitou sua chance e teve uma boa partida.
Com dois passes para TD e 250 jardas, Osweiler foi bem e terminou o jogo com um bom rating de 127,3 jardas. O ataque terrestre da equipe do Colorado ainda contribui com 170 jardas.
O Bears, dono da casa que vinha de duas vitórias seguidas e empolgando sua torcida, mostrou dificuldades em concluir as jogadas e Jay Cutler não teve sequer um touchdown no jogo. A conversão de dois pontos no fim do jogo também não ocorreu por conta de uma chamada ofensiva falha. Cutler foi interceptado uma vez, acertou 50% dos passes tentados e teve um rating final de 70,4.

Oakland Raiders 13@18 Detroit Lions
O Detroit Lions ressuscitou na temporada e conseguiu sua segunda vitória consecutiva. Após derrotar o Packers na semana passada, a franquia precisava mostrar que possuía muito mais do que apenas sorte e, com a defesa em um grande dia, fez exatamente isso. No ataque, Matthew Stafford não fez uma excelente partida, mas foi eficiente (o que, convenhamos, já é algo louvável), não lançou nenhuma interceptação e correu para um touchdown.

New York Jets 17@24 Houston Texans
Dominando a partida e com aperto no fim, o Houston Texans, jogando em casa, derrotou o Jets e acirrou a disputa pela AFC Sul. Os visitantes tentaram virar o jogo nos últimos minutos do quarto período, porém não conseguiram. Faltando três minutos para o término do confronto, Fitzpatrick conduzia o ataque e tinha a chance do empate, mas lançou uma interceptação. Deandre Hopkins, novamente, se destacou no ataque dos donos da casa e colocou sua marcação, simplesmente Darrelle Revis, na roda, recebendo 118 jardas e dois touchdowns.

Dallas Cowboys 24@14 Miami Dolphins
Miami até que tentou, mas a volta de Toni Romo fez a diferença para o Cowboys. A franquia de Dallas conseguiu vencer depois de sete partidas – as sete que o QB ficou fora – e espera esquecer a péssima campanha. O Dolphins conseguiu inclusive empatar e Romo acabou sofrendo duas interceptações, mas o jogo certamente era dos adversários, e eles acabaram não tendo muitas dificuldades para conquistar o resultado.
O Dolphins voltou a ter um dia horrível no ataque, tanto que a primeira pontuação do jogo foi através de uma interceptação a Ryan Tannehill. Nem a recuperação após um déficit de 14 pontos mudou a história do jogo e o Miami conheceu sua sexta derrota na competição.

Green Bay Packers 30@13 Minnesota Vikings
O Vikings parecia favorito para o jogo de domingo, já que estava embalado, em casa, com uma sequência de cinco vitórias e com o Packers vindo de três derrotas seguidas. Entretanto, mesmo com uma boa atuação de Teddy Bridgewater com boas corridas, quase 300 jardas e nenhuma interceptação, a defesa do time e a estrela Adrian Peterson – que conquistou menos de 50 jardas terrestres e sofreu um fumble – não acompanharam o ritmo. Do lado de Green Bay, a equipe deu a volta por cima quando parecia caminhar para uma queda de nível nesta temporada. Aaron Rodgers, mais uma vez, fez bons passes e cuidou da bola, Eddie Lacy calou os críticos ao conquistar mais de 100 jardas pela primeira vez no ano e a defesa obteve seis sacks. James Jones também deixou a galera do fantasy feliz, recebendo seis vezes para 109 jardas e um belo TD.
Com o resultado, o Vikings perde a liderança da NFC Norte para o Packers, mas ambos estão com uma campanha 7-3 e ainda se encontram neste ano. Sem dúvidas são duas fortes equipes e com boas chances de playoffs, seja pelo título de divisão ou por wild card.

Tampa Bay Buccaneers 45@17 Philadelphia Eagles
Com atuação de gala do QB James Winston, o Buccaneers conseguiu sua segunda vitória consecutiva, dessa vez pra cima do inconstante Philadelphia Eagles.
Com cinco passes para touchdown – um recorde para novato –, Winston ainda alcançou 246 jardas na partida e acertou 19 dos 29 passes tentados. Um fato curioso foi que a recepção foi feita por cinco jogadores diferentes nos cinco TD's marcados. Doug Martin ainda correu para 235 jardas e foi importante com suas longas corridas. Ele também foi o segundo jogador da história a não anotar TD em um jogo e correr mais de 200 jardas.
Já os Eagles, time de coração do quarterback rival, viu sua boa defesa ceder 45 pontos e muitas corridas longas para o ataque adversário. O ataque ficou longe de ser brilhante, com apenas 64 jardas conquistas por DeMarco Murray e três interceptações lançadas por Mark Sanchez.

San Francisco 49ers 13@29 Seattle Seahawks
Mais uma derrota para o 49ers. Com o apoio da torcida e com o adversário abusando dos erros o Seahawks dominaram a partida do inicio ao fim. Ao final do primeiro quarto, o placar não deixava mentir: o Seatle Seahawks era muito melhor que o fraco time dos 49ers. Durante os 15 minutos iniciais o jogo ofensivo do Seahwaks funcionou bem e com dois TD abriram uma vantagem de 13@0, se o jogo ofensivo de Seattle dava conta do recado quando tinha a posse, sem a bola o time também dominava e cedeu apenas 2 Firts down. No segundo quarto em diante os 49ers ate equilibraram a partida, mas não foi suficiente para ao menos encostar-se ao placar.
Destaque para o novato Thomas Rawls que fez estrago na defesa de San Francisco e conduziu o ataque do Seahawks. Pelo lado de San Francisco eu poderia dizer que não houve um lado positivo, mas seria injusto com Gabbert que lançou 264 jardas e por incrível que pareça vem destoando positivamente do time e não comprometeu. Com a derrota os 49ers dão adeus às chances de playoffs enquanto o Seahawks se mantém vivos na disputa.

Kansas City Chiefs 33@3 San Diego Chargers
O Kansas City ignorou totalmente a comemoração do Chargers, que colocou LaDainian Tomlinson no Hall Of Fame da franquia, e destruiu o time de San Diego na casa deles. O ataque terrestre conquistou jardas importantes, a defesa também foi fundamental e o Chiefs conquistou mais uma vitória importantíssima para a franquia.
O time de San Diego foi presa fácil. Com Philip Rivers tendo sua pior partida na temporada, acertando 19 dos 30 passes tentados e apenas 178 jardas, e um ataque terrestre que somou 25 jardas e nenhum TD marcado, a equipe se contentou com apenas um field goal durante todo o jogo.
Na franquia de Kansas, a tarde foi de novidades, já que os jogadores de defesa Justin Houston e Dontari Poe marcaram seus primeiros pontos na Liga. Esse último foi o jogador mais pesado da NFL a chegar a um TD. O único fato negativo foi novamente à incapacidade de decidir jogadas perto da Endzone, e Alex Smith terminou o jogo sem lançar nenhum TD. Ele ficou com 260 jardas totais, incluindo as que conquistou com as pernas.

Cincinnati Bengals 31@34 Arizona Cardinals
Para muitos, esse foi um dos melhores jogos do ano, já que as duas defesas demonstraram bons momentos e os ataques reproduziram jogadas espetaculares. Era o que se esperava de dois excelentes QBs candidatos ao prêmio de MVP. A equipe de Cincinatti, que há duas semanas estava invicta, agora empatou com o Cardinals com oito vitórias e duas derrotas.
Carson Palmer teve duas interceptações, mas isso não apaga sua excelente participação pelo segundo jogo consecutivo, comandando belas viradas, campanhas consistentes e ainda conseguindo posicionar seu kicker para o field goal da vitória com um minuto no relógio e sem tempos para pedir. Uma pena para Andy Dalton nesse duelo de QBs, que obteve bons números com mais de 300 jardas, dois TDs, sem ser interceptado e conduzindo uma campanha de empate no fim do jogo, que parecia levar para a prorrogação. Ambas as equipes focaram em um tiroteio aéreo, com dois recebedores passando da marca de 100 jardas e sem conquistar ao menos 100 jardas terrestres totais dos dois lados. Bela atuação da defesa do Bengals, que interceptou duas vezes e forçou dois fumbles.

Buffalo Bills 13@20 New England Patriots
Que Monday Night Football sensacional. Muita gente achou que o Patriots teria vida fácil contra o Bills, mas cometeram um erro terrível. A franquia de Buffalo sufocou os donos da casa até o último segundo, brigou de igual para igual e quase tirou de Brady e companhia a invencibilidade. Os detalhes acabaram decidindo o confronto, já que os visitantes cometeram erros cruciais para seus planos.
Infelizmente mais uma vez a arbitragem virou destaque. As zebras estavam muito perdidas em Foxfoboro, tiraram a chance de um TD claro do Patriots por um apito errado, quase finalizaram a partida na hora errada e terminaram o jogo com dois segundos no relógio e o Bills tendo tempo para um último lance. Mais uma vez bizarro e a NFL vem tento muito trabalho com os árbitros esse ano.


Por Mariana Sá (@imastargirl), Janaína Wille (@jaanaw_), Rômulo Vieira (@suppervieira), José Neto e Marcilio Viana (@MarcilioVM).
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana