A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

domingo, 27 de dezembro de 2015

2015 um ano histórico para o Brasil de Pelotas

2015 está chegando ao seu final, enquanto alguns times e suas torcidas lamentam o ano,  um time bem ao Sul de nosso país só tem a agradecer pelo ano fantástico que passou.

O Brasil de Pelotas "Xavante Guerreiro", de muitas peleias pelo Sul do país voltou a figurar entre os grandes do futebol nacional. Um ano impecável resumido em três partes:

GAÚCHÃO: Repetindo a façanha de 2014, o Xavante foi Bi Campeão do Interior, caindo na semifinal para o forte time do Internacional. O Rubro Negro Pelotense ficou atrás apenas de Inter e Grêmio, jogando um belo futebol com direito a vitória na Arena contra os comandados de Felipão.

COPA DO BRASIL: Pela segunda vez em sua história, o Brasil disputou a Copa do Brasil. Pela Frente o poderoso Flamengo de Luxemburgo. Estádio Bento Freitas Lotado, clima de muita festa e para a alegria Xavante um gol aos 48' do 2º tempo forçou o jogo de volta no Maracanã.

Cabe observar que o Flamengo não tinha mais de 150 torcedores no estádio, algo raríssimo em se tratando da maior torcida do país. Jogo da volta Flamengo 2 x 0, mas a alegria de ver o Xavante no Maracanã foi imensa.

BRASILEIRÃO SÉRIE C:  Após o sucesso no Gaúchão e a Copa do Brasil, era hora de encarar a série C. Em 2014 o Xavante heroico já havia subido da série D, mas o clube queria mais.

Um início muito bom dentro de campo, primeiro turno impecável, porém no returno com muitas dificuldades, pois fora do campo o Xavante não tinha estádio por conta da interdição devido à queda de parte da arquibancada, perdeu seus dois principais jogadores (Leandrão e Alex Amado) e começou a ter resultados negativos e cair na tabela.

A classificação contra o Tupi foi cardíaca, o time passou na última vaga e pela frente no mata-mata teria o temido Fortaleza que carregava uma enorme pressão por conta dos insucessos em anos anteriores. Primeiro jogo 1 x 0 no Bento Freitas com gol de Cléverson em partida muito parelha que deixava o Brasil em vantagem para a volta.

Foto: ClicRbs

17.10.2015 Dia de São Martini: No Dia 17 de Outubro, o duelo final, 63.000 pessoas apoiando o Fortaleza e 365 Xavantes no Castelão. Esse dia entra para a história como um dos mais importantes do clube pelotense, e também pela extraordinária partida do goleiro Eduardo Martini que fechou o gol e garantiu o acesso do Brasil de Pelotas para a Série B 2016.

Foto: GloboEsporte.Com

Muita festa em Pelotas e em todo estado do Rio Grande do Sul. A maior e mais fiel torcida do interior estava mais uma vez em entre os grandes do futebol nacional. 

Foto: Zero Hora
Foto: Zero Hora

Bayern: Crescimento ou Declínio? | Retrospectiva 2015

Linha de Fundo Imagens

2015 começou bem para o Bayern, com a eleição de Manuel Neuer para a disputa de melhor jogador do ano de 2014. O arqueiro já tinha sido escolhido como o melhor goleiro do mundo pela IFFHS, desbancando o Belga Thibaut Courtois e o Costarriquenho Keylor Navas. Mas o começo tendeu a piorar e não foi diferente.

O time alemão teve seus altos e baixos na temporada, a começar com a "Bunducksliga" uma criação da Bundesliga para divertir o publico com uma corrida de Patos (isso mesmo, Patos!) e arrecadar fundos, o Bayern perdeu este jogo para o Hertha Berlim, por 1-0.

As perdas se prolongaram, após a trágica noticia da morte do volante Junior Malanda, Belga de 18 anos, Bayern e Wolfsburg se enfrentaram de luto pelo falecimento do jogador, não piedoso com o adversário, o Wolfsburg aprontou e goleou o Bayern por 4-0.

Na Liga dos Campeões o sucesso foi avassalador na fase de grupos, com goleadas históricas, o Bayern fez jus ao favoritismo aplicando uma goleada de 7-0 no Shakhtar, da Ucrânia pelas oitavas de Finais, tropeçou em Portugal perdendo de 3-1 para o Porto, mas massacrou o time Português por 6-1 na volta.

Após sorteio das semifinais da Champions, Barcelona e Bayern foram colocados frente a frente novamente, revanche? Sim, e como. 06 de Maio de 2015, Camp Nou. Barcelona e Bayern se enfrentavam pelo jogo de ida das semifinais da UEFA Champions League. O time catalão não teve piedade do Bayern, no segundo jogo o Bayern venceu os Espanhóis, mas sem sucesso, pois não avançou e ficou na semifinal.

Na Bundesliga como de costume há alguns anos, o Bayern vem levantando a taça de campeão, não foi diferente na temporada 2014/15. (34 Jogos, 25 Vitórias, 04 Empates e 05 Derrotas) fez dos Bávaros a equipe a ser batida na temporada alemã. Com incríveis 80 gols marcados e somente 18 sofridos, levaram o titulo de melhor ataque e melhor defesa da liga, além de uma vantagem de 10 pontos para o vice-campeão, Wolfsburg. A derrota na Pokal para o rival Dortmund não abalou o clube, a liga já estava em boas mãos.

Na temporada atual 2015/16, o Bayern se encontra bem na Bundesliga, Pokal e Liga dos Campeões. Fechou o ano de 2015 com (17 Jogos, 15 Vitórias, 01 Empate e 01 Derrota) na Bundesliga. A UCL não foi diferente, o Bayern passou facilmente em primeiro lugar, sem muito esforço, com seis jogos, cinco vitórias e uma derrota, para o Arsenal. Agora o elenco descansa e se prepara para a volta da Bundesliga e da Liga dos Campeões, onde enfrentará a Juventus de Turim.

OPINIÃO FINAL DO EDITOR

O Bayern cresceu de produção desde a derrota para o Barcelona, se impôs e venceu o adversário em casa, a partir daquele momento o rendimento do elenco subiu, novas contratações deram um UP no time, lesões atrapalharam o técnico Guardiola, mas ele soube (com suas improvisações) arrumar a equipe, que 2016 seja fardo para o gigante da baviera.

MELHOR JOGADOR DO ANO: Thomas Muller
PIOR JOGADOR DO ANO: Ribery (Pelo excesso de lesões)

O 2015 do Botafogo: da desconfiança ao título da Segundona

2015 não foi um ano qualquer, foi o ano do recomeço para o Botafogo. Afinal, o principal objetivo da temporada era retornar à Série A do Campeonato Brasileiro, lugar de onde o clube nunca deveria ter saído. A preparação foi iniciada bem cedo, já no começo do ano, no deficitário Campeonato Carioca. Vale lembrar que, no fim de 2014, o cenário encontrado pela até então nova gestão era de terras arrasadas. Com o clube afundado em dívidas e rebaixado para a Segunda Divisão, a perspectiva era a pior possível.

Sem elenco para encarar a temporada, a diretoria fez malabarismo para montar uma equipe capaz de garantir o retorno do Glorioso à elite do futebol brasileiro. Sem grana em caixa e adotando a política de austeridade, aos poucos os jogadores foram sendo contratados. Peças importantes chegaram, a maioria composta por atletas que já disputaram a Série B antes e se destacaram. E o primeiro teste, como eu havia adiantado no começo dessa análise, foi o Carioca, sob o comando de René Simões, técnico contratado para guiar o Alvinegro. De fato o Botafogo não figurava entre os favoritos. Fla e Flu, com elencos mais caros, eram os principais candidatos. O Glorioso não encontrou dificuldades e até foi campeão da Taça Guanabara, para logo depois chegar à semifinal do torneio para encarar o time das Laranjeiras. Em casa, em uma alucinante disputa de pênaltis, o Botafogo eliminou o Tricolor e garantiu vaga para a decisão. O adversário era o outro 'patinho feio', o Vasco da Gama, que havia acabado de retornar da Segundona. O título não veio, mas só o fato de ter sido finalista já empolgou a torcida, que pôde ver em campo, um time modesto, mas bastante competitivo e comprometido.

Mosaico da torcida na final do Carioca

Em maio, mais precisamente no dia 9, começava o desafio do Botafogo: a temida Segunda Divisão. No Mangueirão, em Belém, o Glorioso bateu o Paysandu por 1 a 0, com gol de Rodrigo Pimpão e deu início a uma campanha sem sustos. Durante a disputa do Brasileiro, alguns jogadores importantes deixaram o clube. Mas nada atrapalhou o desempenho do Botafogo, que até passou por um breve período sem vitórias, é verdade. Ao mesmo tempo em que dava atenção à Série B, o clube disputou a amaldiçoada Copa do Brasil. E como era de se esperar, na terceira fase, o Alvinegro foi eliminado em casa pelo Figueirense com um gol de letra aos 49 minutos do segundo tempo. Detalhe: o empate em 0 a 0 classificaria o Botafogo. A precoce eliminação custou o emprego do técnico René Simões. Além disso, o clube deixou de ganhar R$ 100 mil.

 Momento do gol de letra de Marcão, aos 49' da etapa final

Com a demissão de René e focado exclusivamente no Campeonato Brasileiro, o Botafogo anunciou a contratação de Ricardo Gomes, afastado do futebol desde que sofreu um AVC. A expectativa em relação ao retorno de Ricardo ao futebol era grande. E com méritos, o técnico cumpriu a meta que lhe foi dada: o Botafogo voltou à Série A. Em Lucas do Rio Verde, Mato Grosso, após vencer o Luverdense por 1 a 0, com gol de Ronaldo, a torcida pôde enfim comemorar o acesso, isso em 10 de novembro.

Ronaldo, autor do gol do acesso

Com o desafio cumprido, era hora do descanso. Descanso? Nada disso. O Botafogo tinha agora como objetivo sagrar-se campeão da Série B. E o título veio dez dias depois, diante do ABC. O triunfo por 2 a 1 garantiu a taça ao clube, que comemorou com entusiasmo a conquista, afinal, elenco e dirigentes, mais do que ninguém, sabiam como foi exaustiva a caminhada. Foram 72 pontos conquistados. 21 vitórias, 9 empates e 8 derrotas. 60 gols marcados e 30 sofridos. Um aproveitamento de 63,2%.

Botafogo campeão da Série B levanta a taça

O Botafogo agora se prepara para 2016. Na Série A, o desafio será ainda maior. A base do time campeão da Segundona foi desfeita e o elenco será remodelado para a disputa do Brasileirão. Até então, a torcida aguarda impaciente por contratações, que pelo visto, só serão anunciadas após a virada do ano. Só nos resta torcer pela montagem de um elenco competitivo que, ao menos, consiga manter o clube na elite sem sustos. Por enquanto, fica a incógnita. 
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana