A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Futebol Americano Feminino: Conheça o Vasco Patriotas

Um dos esportes que mais crescem no país é, sem dúvida, o futebol americano. Depois de uma temporada com milhões de expectadores brasileiros, a modalidade é cada vez mais falada e mais pessoas se interessam não só em assisti-lo, mas também praticá-lo.



Com a paixão pelo football e a vontade de competir, Tatiana Sabino percebeu que o esporte precisava incluir também o público feminino. Fundadora, presidente e jogadora do Vasco Patriotas Feminino, a capitão do ataque e center da equipe de full pads queria mais.

Tatiana contou que, antes de ter a ideia de criar seu time, precisava jogar com os homens: "Conheci o esporte através da já extinta equipe de beach football Saquarema Tsunamis, em 2003. Era uma equipe masculina na cidade em que eu morava e, por não poder integrar a equipe nas competições, decidi montar um time feminino, o Saquarema Big Riders, que foi fundado em 2004".

O Saquarema Big Riders foi o primeiro time de futebol americano feminino, é o mais antigo em atividade e, assim como muitas equipes masculinas, jogava somente na areia. Após oito anos e títulos do Carioca (2005) e o tricampeonato do Saquarema Bowl (2008 e 2010), elas mudaram de rumo. "Em 2012, fechamos a parceria com o Club de Regatas Vasco da Gama, nos tornando o Vasco Big Riders. Em 2015 nos unimos à equipe masculina e aderimos ao nome Vasco Patriotas", disse Tatiana.

O TIME DE FUTEBOL AMERICANO DO VASCO E AS COMPETIÇÕES

Atualmente o Vasco da Gama conta equipes masculinas, incluindo divisão de base, e femininas, também com a de flag football. Ao todo são aproximadamente 250 atletas, entre eles 90 estão na modalidade feminina.

As meninas jogam duas modalidades e a presidente do Vasco Patriotas Feminino exlicou como elas funcionam:

"Futebol Americano de Grama, que aqui no Brasil muitas vezes é chamado de "full pads", fazendo referência ao uso do equipamento. Essa modalidade é a mais próxima do que é jogado na NFL, tendo como diferença somente algumas regras, pois usamos as regras da IFAF - International Federation American Football. As regras tem o intuito de proteger mais a integridade física dos jogadores, por isso é a mesma usada no College Football (NCAA).

Flag Football 5x5 é o chamado "futebol americano sem contato". As jogadoras portam cintos com flags nas cinturas e para uma jogada ser parada, ao invés do tackle, a adversária tem que puxar esta flag. É uma modalidade dinâmica e que é a mais difundida e evoluída no Brasil, tendo a seleção brasileira participado de dois mundiais e disputando vaga para o terceiro, em jogos eliminatórios no Panamá, para o Mundial de Bahamas ainda este ano".

OS PRECONCEITOS E DIFICULDADES DO FOOTBALL FEMININO


Quem não conhece acha que o futebol americano é um esporte muito violento e muitos que assistem acreditam que é muito masculino por ter muito contato, mas isso não é um problema para as vascaínas: "Tendemos a ignorar esses esteriótipos de gênero que a sociedade sustenta. Apesar de muitos ainda terem esse preconceito, de que o futebol americano é um esporte violento, esse estigma dia a dia vem sendo quebrado, haja vista que o futebol americano é o esporte que mais cresce no Brasil, tendo um aumento de 800% no número de telespectadores de um Super Bowl para o do ano seguinte. Isso mostra que as equipes adeptas aqui no Brasil tem feito um bom trabalho na quebra desse preconceito e ficamos felizes em fazer parte disso".

Como a maioria dos esportes femininos, ainda há muito problema para a evolução da modalidade: "Hoje a dificuldade que encontramos no meio, por sermos mulher, é o fato de que o nosso crescimento é mais lento, no sentido de que é difícil conquistar novas adeptas, difícil o surgimento de novas equipes, pelo menos em comparação ao crescimento exponencial do esporte masculino. Hoje temos mais de 100 equipes masculinas e somente 4 femininas e umas 3 em formação. Isso em relação ao futebol americano. No flag temos mais de 30 equipes no Brasil e o crescimento tem o fator ausência de contato físico como fomentador", ela disse. "Acho que o principal problema que enfrentamos é a resistência das próprias mulheres quanto à pratica do esporte", Tatiana completou.

FUTEBOL AMERICANO NO BRASIL

Recentemente o time masculino conquistou a unificação do campeonato nacional, o que foi uma grande conquista para o esporte. A center falou sobre isso também: "Isso fará com que o esporte ganhe ainda mais fãs, o levará a muito mais lugares e só temos a ganhar com isso, pois é através da prática, do fomento, que atingiremos nosso objetivo geral, que é tornar o futebol americano um esporte aceito e popular".

Nas competições femininas, a união sempre aconteceu: "Apesar de muito menores que eles - ainda - o futebol americano feminino sempre busca unificação. Unir forças para crescermos juntas. Temos uma rivalidade extremamente aflorada, isso é fato. Mas isso não faz com que a gente se divida. Estamos sempre jogando juntas, tomando decisões juntas, buscando crescimento pelos mesmos caminhos, sem nos dividir", explicou Tatiana.

O VASCO DA GAMA



Desde 2012 a equipe carrega o nome do Vasco da Gama, o que aumentou a dedicação do time ao esporte: "Hoje carregamos não somente os nossos sonhos e nossos objetivos, mas também uma nação de mais de 8 milhões de brasileiros. O vascaíno é um torcedor apaixonado pelo clube, não somente pelo do futebol, e onde vamos sempre temos parte da torcida nos incentivando e torcendo. Seja embaixo do sol ou de chuva, na vitória ou na derrota, os vascaínos estão sempre lá. Defender um clube que carrega toda essa história e todo esse sentimento é uma honra para todas nós. Ao sermos abraçadas pelo Vasco, fomos tomadas pelo peso de sua camisa e tudo deixou de ser por nós somente e passou a ser também pelo Vasco e por essa torcida linda que temos muito orgulho de defender em campo".

CAMPEONATOS DISPUTADOS

Hoje, o Vasco Patriotas disputa dois campeonatos nacionais, o Circuito Nacional de Flag Football Feminino 5x5 e o Torneio End Zone, organizados pela Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA) e pela Liga Feminina de Futebol Americano (LIFEFA) respectivamente.

O "Circuito Nacional de Flag Football Feminino 5x5" acontece por etapas: "Jogaremos a Etapa Regional Sudeste 01 em junho, a sede será definida até o final do mês. Dessa etapa regional, em que cinco equipes participarão, três irão para a Etapa Playoffs, em que são disputadas, também, três vagas para a Super Final do Circuito. Integram a etapa Playoffs 3 equipes classificadas do Regional Sudeste 02. Já na super final, participam as três classificadas dos Playoffs Sudeste e as três classificadas dos Playoffs Norte-Centro Oeste", explicou Tatiana.

Já o "Torneio End Zone" ocorre por rodadas, começando em julho. "Até agora temos três equipes confirmadas. Os jogos acontecem na casa do mandante. A casa do Vasco Patriotas é a Portuguesa da Ilha, na Rua Haroldo Lobo, 400, Ilha do Governador", completou a jogadora.



Acompanhar o time feminino é fácil: Como Tatiana lembrou, todas as informações são divulgadas e atualizadas na fanpage do time assim que os organizações disponibilizam.

Agradecemos muito a Tatiana Sabino, que foi muito simpática e se disponibilizou para responder as perguntas.

Mariana Sá 
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana