A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Week 17 da NFL: Fim da temporada regular


Acabou a temporada regular. Foram dezessete semanas de muita bola oval, disputas acirradas, jogos bizarros, touchdowns, turnovers e muita, mas muita emoção. Com início dos playoffs, chegam também às despedidas. É hora de dar tchau para as franquias que falharam em alcançar a pós-temporada e torcer para que elas voltem mais fortes na próxima vez. Quem sabe no próximo ano, na casa do Houston Texans, aquele seu time que ficou com uma campanha péssima não esteja levantando a taça no Super Bowl?

Os fortes que sobreviveram a lesões e as loucuras do futebol americano: BEM VINDOS AOS PLAYOFFS. É agora que a brincadeira começa a ficar séria, é quando separam os homens dos meninos e apenas o melhor fica em pé no final. Dia 7 de fevereiro, no Levi’s Stadium, conheceremos a franquia que levará o Vince Lombardi Trophy para casa. Para quem vai sua torcida?

New York Jets 17@22 Buffalo Bills
No último jogo da temporada, contra seu ex-time e já sem chances de playoffs, o técnico Rex Ryan se viu mais livre e ao mesmo tempo motivado para o jogo. Sem a pressão, o time arriscou diversas quartas descidas com sucesso e utilizou muito o jogo corrido, especialmente com seu QB Tyrod Taylor, que, mesmo não lançando para TD, correu para um. Já o Jets, dependia apenas de si para ir aos playoffs, porém o time foi extremamente ineficaz nesta última partida. A defesa não foi à mesma e o veterano Fitzpatrick teve problemas, lançando interceptações.
Créditos para o Bills e azar para o Jets, que, mesmo tão perto da pós-temporada, irá assisti-la pela televisão. Entretanto, os dois rivais passaram por evolução, especialmente no ataque, este ano e a mudança de treinadores pareceu bem vinda. Boas expectativas para a próxima temporada.

Bem... (Foto: @LigaDos32)
New Orleans Saints 20@17 Atlanta Falcons
Em uma partida bastante disputada, o Saints derrotou o Falcons e terminou a temporada com duas vitórias consecutivas. Na primeira etapa, a equipe de Atlanta levou vantagem, indo para o intervalo com três pontos a mais que o adversário. No segundo tempo, que foi uma verdadeira batalha de turnovers, quem se deu melhor foi à equipe de New Orleans, que conseguiu a virada e administrou o relógio.

Detroit Lions 24@20 Chicago Bears
Em um jogo que já não valia nada – ambos eliminados –, o Lions venceu o Bears em Chicago. O começo foi totalmente favorável aos visitantes, com um TD de Tim Wright e uma interceptação na endzone pelo safety James Ihedigbo. No final do segundo quarto, o mesmo aconteceu: Jay Cutler sendo interceptado em passe ruim, dessa vez pelo LB Tahir Whitehead.
No início do terceiro quarto, cada time fez um FG. No drive seguinte, o Bears anotou um TD em lindo passe de Cutler para Joshua Bellamy para empatar a partida. Então Calvin Johnson decidiu aparecer e, em ótimo passe de Stafford, o WR fez o catch numa marcação dupla, mostrando que realmente é diferenciado. Num screen pass, a franquia de Chicago empatou de novo com o RB Matt Forte. O jogo se definiu no final, com um TD do TE Eric Ebron por parte do Lions. A equipe de Detroit terminou em 3º na NFC North, com 7-9, é impressionante como o time melhorou depois da bye week. Já o Bears, com inúmeros problemas, terminou em último na divisão com 6-10.

New England Patriots 10@20 Miami Dolphins
Com um péssimo desempenho, tanto ofensivo como defensivo, o Patriots terminou a temporada regular com duas derrotas consecutivas (para Jets e, agora, Dolphins) e entregou de bandeja a seed #1 da AFC, que dá a vantagem de mando de campo em todos os jogos dos playoffs.
O que mais se viu nessa partida foram punts. Sem muitos jogadores que iniciaram a temporada regular, o Patriots não conseguiu jogar. Durante o primeiro tempo, o time apostou no jogo terrestre e conseguiu apenas um FG, enquanto os donos da casa foram para o intervalo com um touchdown e um field goal. Para se ter uma ideia do quão atípico foi esse jogo, até o Sr. Automático Gostkowski errou uma tentativa de FG de 46 jardas.
Na volta do intervalo, o Pats decidiu apostar no jogo aéreo e já no primeiro drive marcou um touchdown com Steven Jackson, que incluiu uma recepção de 68 jardas de James White. O jogo voltou a ficar movimentado somente no último quarto, quando a equipe de Miami conseguiu um TD e logo depois um FG, sacramentando a vitória.

Philadelphia Eagles 35@30 New York Giants
Sem Chip Kelly, demitido durante a semana, o Philadelphia Eagles derrotou o Giants em um chamado “amistoso de luxo”. Mesmo sem as duas equipes disputando algo, o jogo foi bastante movimentado do início ao fim. Logo no primeiro drive da partida, DeMarco Murray, que não andava satisfeito com a sua pouca utilização enquanto Kelly estava no comando, conseguiu um TD de 54 jardas. Só na primeira etapa foram, no total, cinco touchdowns e dois field goals, que deixaram o placar completamente aberto, em 21-20 para a equipe da Philadelphia. No segundo tempo, o jogo continuou sendo um toma lá dá cá. O Giants esteve próximo da vitória, porém, uma interceptação de Eli Manning retornada para um touchdown de 83 jardas colocou as Águias de volta ao jogo.

Washington Redskins 34@23 Dallas Cowboys
Com a divisão já decidida, foi um jogo para ver os reservas terem oportunidades. O Redskins já decidiu logo, abrindo 21-0 no primeiro quarto. Nos últimos 5 minutos do segundo quarto, o Cowboys anotou dois TDs e colocou um pouco de emoção na partida, mas a temporada do time texano é tão ruim que, quando chegou na redzone, o RB Darren McFadden sofreu um fumble a meia jarda da endzone e o QB Kellen Moore foi interceptado.
A franquia de Dallas teve, ao longo da temporada, um grande problema em anotar pontos na redzone. Para ter uma noção, Kellen Moore teve 435 jardas, mas apenas 21 pontos. O Redskins, com os reservas, só administrou e venceu a partida. Washington foi o campeão da NFC East, com 9-7, e agora enfrenta o Green Bay Packers no FedEx Field. Já o Cowboys ficou na lanterna na divisão, com um 4-12.

Baltimore Ravens 16@24 Cincinnati Bengals
Mais uma vez o Ravens não conseguiu surpreender o adversário e foi batido pelo Bengals, que já sonhava com os playoffs. A franquia de Baltimore até começou na frente, mas viver de field goal não foi suficiente e logo Cincinnati virou o placar. A equipe ficou definitivamente na frente depois de uma interceptação no 3º QB Ryan Mallett, que acabou virando touchdown. Enquanto os Corvos se despedem da Liga nessa temporada, os vitoriosos comemoram a merecida classificação e já se preparam para enfrentar o Steelers.

Pittsburgh Steelers 28@12 Cleveland Browns
Muitas franquias terminaram a temporada regular em alta, mas uma está excepcionalmente feliz após esta 17ª rodada: o Pittsburgh Steelers. Além da vitória sobre o Browns em Cleveland, a derrota do Jets para o Bills garantiu a vaga na pós-temporada para a equipe da Pensilvânia.
O Steelers não começou muito bem o jogo. Porém, não tardou a se recuperar, conseguiu dois touchdowns e terminou a primeira etapa com uma vantagem de 14 a 9. Além disso, a torcida comemorava cada ponto conquistado pelos Bills. No terceiro quarto, um FG para cada lado. No último período, Roethlisberger encontrou Marcus Weaton, conseguiu um TD e a conversão de dois pontos. A partir daí, a equipe de Pittsburgh conseguiu mais um field goal e passou a administrar o resultado. Festa dos visitantes em Cleveland.

Jacksonville Jaguars 6@30 Houston Texans
Aconteceu um verdadeiro massacre em Houston e o Jaguars foi à vítima da vez. O Texans só dependia de si para ir aos playoffs e conseguiu facilmente conquistar a vaga. Na partida, o time da casa contou com JJ Watt muito inspirado, que conseguiu destruir a franquia de Jacksonville e mostrou que será extremamente importante na pós-temporada. Os visitantes não conseguiram nem esboçar uma reação e terminam a regular season com onze derrotas.

Tennessee Titans 24@30 Indianapolis Colts
Apesar de ter vencido a equipe do Titans, o Colts não pôde contar com a combinação dos outros oito resultados favoráveis necessários para avançar aos playoffs e encerraram a sua participação na temporada 2015/2016 da NFL. De quebra, o resultado ainda garantiu a primeira escolha do Draft à equipe de Tennessee.
O Colts só fez 30 pontos duas vezes ao longo das 17 semanas, e as duas vezes contra o Titans. Inconstante demais, a equipe de Indianapolis iniciou a temporada com uma ótima dupla de QBs, Luck + Hasselbeck, e terminou com J. Freeman + R. Lindley. Os dois QBs contratados pela franquia na última semana até que não tiveram uma partida ruim: Josh Freeman terminou com 1 TD, 1 INT, 149 jardas e completou 15 de 28 passes; Ryan Lindley também conseguiu 1 TD, 58 jardas em 6 de 10 passes arriscados. Já pelo Titans, os QBs não tiveram muito destaque e a equipe espera evoluir na próxima temporada, já que conseguiu a first pick.

Oakland Raiders 17@23 Kansas City Chiefs
O eliminado Raiders até tentou surpreender o classificado Chiefs no fim, mas uma partida que tem até Cairo Santos virando QB depois de um fake field goal não pode terminar mal. O jogo teve placar até apertado, mas o Kansas City acabou conseguindo bater Oakland em casa com certa facilidade. Infelizmente, o time não conseguiu o título da divisão, já que o Broncos venceu seu jogo.

San Diego Chargers 20@27 Denver Broncos
Depois de levantar muita desconfiança, o Broncos conseguiu ser campeão da divisão e ainda terá a bye-week como o melhor time da conferência, já que o Patriots não conseguiu vencer. Peyton Manning, que ficou algumas semanas fora por lesão e opção técnica, voltou a jogar quando o time perdia por 13x7, mas ainda não se sabe se o QB está pronto para os playoffs. Apesar disso, o QB conseguiu comandar a virada e levou Denver para a vitória em casa. Do lado do “por enquanto San Diego” Chargers, a franquia tentou mostrar que não é tão ruim quanto seus números na temporada regular mostram, mas não deu certo.


Tampa Bay Buccaneers 10@38 Carolina Panthers
Depois da primeira derrota da temporada na semana passada, o Panthers não deixou que o feito se repetisse e atropelou o Buccaneers. Cam Newton segue forte na luta pelo MVP, é o QB mais eficiente da Liga, continua quebrando recordes e promete deixar o Carolina no posto de equipe mais forte dos playoffs. Já o Tampa Bay, que entrou em campo eliminado, não teve forças nem atenção para bater de frente com a melhor franquia da NFL. Jameis Winston até tentou, mas acabou interceptado duas vezes.

Seattle Seahawks 36@6 Arizona Cardinals
Arizona vinha de boas atuações e uma surra em Green Bay, já o Seahawks vinha de derrota para o Rams. Ambos buscavam uma melhor colocação nos playoffs, mas nada mudou no panorama com os placares de domingo. Seattle vai como sexto colocado e Arizona como segundo na NFC.
A partida em si não foi lá tão interessante, já que teve domínio do Seahawks desde o início, e mais uma boa atuação de Russell Wilson. Assim que a distância no placar começou a aumentar, o técnico do Cardinals foi colocando os reservas em campo, visando poupar os principais titulares de uma eventual lesão pré-playoffs. Com isso, a vitória de Seattle foi se sacramentando facilmente.
Seattle enfrenta o Vikings fora de casa no domingo de playoffs e o Cardinals folga nesta semana, aguardando pacientemente seu oponente após a rodada de Wild Card.

St. Louis Rams 16@19 San Francisco 49ers
Na partida mais melancólica da rodada, Rams e 49ers entraram em campo apenas para cumprir tabela. Com o Levi’s Stadium, palco do Super Bowl 50, muito vazio, as franquias fizeram um jogo compatível com suas temporadas: fraco, arrastado, com muitos field goals e bem sonolento. O duelo, que, apesar de apertado, ninguém aguentava mais, acabou indo para a prorrogação. Nenhum time conseguiu aproveitar a primeira chance e a franquia de San Francisco conseguiu vencer a partida em um field goal na terceira posse do over time.

Minnesota Vikings 20@13 Green Bay Packers
No último Sunday Night da temporada, o Vikings conquistou a NFC North após quatro anos de domínio Cheesehead. O primeiro tempo foi predominantemente das defesas, sendo uma das jogadas mais empolgantes um fake punt do Vikings. Já no segundo tempo, Adrian Peterson acordou, marcando um TD, e a defesa de sua equipe retornou um fumble de Aaron Rodgers para TD. O ataque de Green Bay insistia em não aparecer na partida, até que, no final do terceiro quarto, começou a fluir e dar amostras daquele velho e eficiente ataque. Porém, tarde demais.
Mesmo com a defesa parando e tentativa desesperada de hail mary no zerar do cronômetro, a vitória saiu com a equipe visitante e o Packers se viu derrotado por TODOS os rivais de divisão em sua casa, algo que não ocorria desde 1991.
O Vikings enfrenta o Seahawks no domingo, em sua casa, pelo primeiro jogo de playoffs, enquanto Green Bay viaja até a capital Washington para enfrentar o inspirado Kirk Cousins com o Redskins.


Por Mariana Sá, Janaína Wille, José de Castro e Henrique Charão.

Atlético-MG empata na estreia, enquanto Araxá vence e lidera o Grupo 22

Neste fim de semana, começou o principal torneio de base do Brasil, a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Com todas as partidas do Grupo 22 acontecendo no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, Atlético-MG, Araxá-MG, River-PI e Desportiva Paranaense, brigam por vaga na próxima fase. Enquanto o favorito da chave Atlético-MG, apenas empatou, a outra equipe mineira venceu e lidera.

Atlético-MG 1-1 River-PI

   O Atlético-MG não conseguiu superar o River-PI na estreia (Danilo Sardinha/GloboEsporte.com)

Na partida estreia, o River-PI sabia que enfrentaria uma equipe muito superior e que talvez o empate seria um bom resultado, por isso entrou com uma proposta de se fechar atrás. Já o Atlético-MG tinha toda a responsabilidade de vencer e dominou a partida. Desde o início, o Galinho teve amplamente mais posse de bola e buscou o gol, mas não conseguiu furar a retranca adversária no primeiro tempo. Na etapa final nada mudou até os 17 minutos, quando o Atlético-MG abriu o placar com o atacante Flávio. Logo 5 minutos após o gol, o River-PI conseguiu encaixar um contra-ataque e Jonatas marcou, deixando tudo igual. No fim o Atlético-MG tentou uma pressão com bolas alçadas na área, só que a partida terminou mesmo empatada.

Araxá 2-1 Desportiva Paraense

Com ambas as equipes sabendo do resultado entre Atlético-MG e River-PI, Araxá e Desportiva Paraense entraram em campo, sabendo que quem vencesse assumiria a ponta da Grupo 22. No primeiro tempo, muito equilíbrio e as equipes ficaram no 0-0. Já na etapa final, a Desportiva Paraense abriu o placar com Leandro, aos 27 minutos. Mas o Araxá reagiu com Lenon, aos 39 minutos, empatando para os mineiros. Quando parecia que as equipes ficariam mesmo no empate, Daniel marcou um importante gol aos 48 minutos, dano a vitória de virada e a liderança.


Na próxima terça-feira (5), haverá mais duas partidas pela chave. Araxá-MG e Atlético-MG fazem o duelo mineiro, ás 17 horas. Enquanto a Desportiva Paraense encara o River-PI, 19 horas.

Por: Marcelo Júnior || Twitter: @marcelin_jrr 




←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana