A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

quinta-feira, 3 de março de 2016

De 1 a 0 em 1 a 0, Corinthians garante mais três pontos na Libertadores

Na noite da última quarta-feira (03), o Corinthians recebeu o Santa Fé, da Colômbia, na Arena, em partida válida pela 2ª rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América.

Guilherme foi o autor do gol do jogo. Foto: Marcos Ribolli.
Diante de um público de quase 40 mil pessoas, o Corinthians garantiu os três pontos em casa com uma vitória simples pelo placar mínimo. Guilherme foi o artilheiro solitário da noite em Itaquera.

Ao longo da semana, Tite já havia pedido paciência à torcida durante os 90 minutos. O Santa Fé é o atual campeão Sul-Americano e é uma equipe que joga junta a bastante tempo.

Mesmo com a marcação forte imposta pelos colombianos, o Corinthians conseguiu criar jogadas importantes no primeiro tempo. Na melhor delas, Rodriguinho recebeu um passe de Giovanni Augusto e saiu frente a frente com o goleiro Zapata. O camisa 26 até conseguiu tirar a bola do goleiro, mas a zaga do Santa Fé afastou o perigo a tempo.

Na etapa final, os colombianos arriscaram mais, deixando espaços para contra-ataque alvinegro. Aos 20 minutos, Fagner escapou pela direita e achou Rodriguinho, que acertou um cruzamento na cabeça de Guilherme. Sozinho na pequena área, o novo camisa 10 corintiano tirou o zero do placar.

Depois do gol, o Santa Fé pressionou os donos da casa, Tite respondeu colocando Willians e Edilson em campo para segurar a vitória. A defesa corintiana conseguiu parar os ataques colombianos e o Timão conquistou os três pontos na Arena.

Com a vitória, o Timão chegou aos seis pontos na liderança do Grupo 8 da competição. O Santa Fé é o terceiro da chave com apenas um ponto. O Corinthians volta a campo no próximo domingo (06), quando vai até a Vila Belmiro enfrentar o Santos pelo Paulistão.

Pela Copa Libertadores, o próximo compromisso do Timão é na quarta-feira, dia 09/03. Os comandados de Tite viajam até Assunção, no Paraguai, para enfrentar o Cerro Porteño, no Estádio La Olla Azulgrana, às 19h30. 

É CAMPEÃ! Chapecoense vence Criciúma e conquista o turno do Catarinense 2016


Comemoração após gol do título do Verdão, marcado por Lucas Gomes. (Foto: Flickr Chapecoense)
Embaixo de muita chuva, Chapecoense e Criciúma entraram em campo na Arena Condá nesta quarta-feira (2), disputando quem ficaria com o título do turno Catarinense. A missão do tigre era complicada, tinha que vencer o Verdão por dois gols ou mais, para garantir a vaga na grande final do Catarinense 2016. E com gol logo no inicio da partida de Lucas Gomes, e um jogador a mais por quase toda partida, o Índio do Oeste, venceu por 1x0, garantiu o título e segue invicto na competição.

Para a partida, Guto Ferreira teve problemas na zaga, três de seus principais zagueiros estavam fora da partida, Neto e Rafael Lima machucados e Marcelo suspenso pela expulsão no último domingo diante do Joinville. Melhor para Rafael Castro, revelado e emprestado pelo Corinthians, que fez sua estreia com a camisa do Verdão.

O JOGO

O primeiro tempo iniciou com o gramado da Arena Condá prejudicado pela forte chuva que caiu em Chapecó na noite desta quarta-feira. Quem precisava vencer por pelo menos dois gols de diferença para levar o título pra casa eram os visitantes, mas quem partiu para cima foi os donos da casa, logo aos 8 minutos, Cleber Santana em cobrança de falta, bateu colocado buscando o ângulo da meta de Luiz, que fez defesa segura. O Verdão seguia em cima, e aos 11 minutos após bela jogada, Lucas Gomes ganhou na velocidade da zaga, ficou cara a cara com Luiz, e tocou colocado na saída do goleiro, de mansinho a bola foi entrando, o goleiro ainda tentou salvar, mas acabou empurrando ainda mais a bola para o fundo das redes. O gol obrigava o Tigre a marcar no mínimo três gols para ser campeão, mas teve sua vida ainda mais complicada aos 13 minutos, quando Bruno Lopes covardemente agrediu Gil, e acabou expulso por Heber Roberto Lopes.

O jogo acabou esfriando, até os 39 minutos, quando Barreto limpou na intermediaria e chutou forte, a bola quicou no gramado, mas Danilo em dois tempos salvou o Verdão. O Criciúma voltou a assustar aos 42 minutos, após cruzamento de Marlon, Róger Guedes fez bela jogada, e chutou em cima de Danilo, que garantiu o placar de 1x0 na primeira etapa.

As equipes voltaram para o segundo tempo sem alterações. Com a bola rolando, quem partiu para cima foram os donos da casa, aos 5 minutos após cobrança de escanteio, Luiz saiu de soco e afastou a bola, que caiu nos pés de Maranhão, que emendou forte, para nova defesa do goleiro do Tigre. A pressão era total da Chapecoense, e aos 11 minutos, novamente com Maranhão, voltou assustar, após a zaga afastar mal, o atacante de fora da área chutou colocado, a bola passou próximo ao gol e assustou Luiz.

O Criciúma parecia já estar conformado com o resultado, sem conseguir criar boas oportunidades, via a Chapecoense mandar na partida, e quase ampliar o placar aos 30 minutos, quando Barreto errou na saída de bola e deixou Lucas Gomes cara a cara com Luiz, que tocou no canto, mas para fora. O tempo passava e a Chape administrava o placar e só esperou o apito final de Heber, aos 48 minutos, para soltar o grito de “é campeão”, garantir o título invicto do turno, com sete vitórias e dois empates, e a vaga na grande final.

Cleber Santana ergue a taça simbólica da conquista do turno. (Foto: Flickr Chapecoense)
A Chapecoense já volta a campo no próximo domingo, quando inicia o returno da competição, na cidade de Lages, diante do Inter, às 16hr. Já o Criciúma, vai a capital do estado enfrentar o Avaí, na Ressacada, às 18h30. Caso conquistar também o returno, o Verdão automaticamente já garante o título do Catarinense 2016.

FICHA TÉCNICA

Local: Arena Condá, em Chapecó.
Público: 5.879 torcedores.
Renda: R$ 70.260,00.
Arbitragem: Heber Roberto Lopes, auxiliado por Kleber Lucio Gil e Rosinei Hoffmann.
Cartão Vermelho: Bruno Lopes (CRI).
Gol: Lucas Gomes, aos 11 minutos do primeiro tempo.

CHAPECOENSE (1)
Danilo; Gil, Rafael Castro, Thiego, Dener; Josimar (Moisés), Cleber Santana, Lucas Gomes; Ananias (Silvinho), Maranhão, Bruno Rangel (Kempes). Técnico: Guto Ferreira.

CRICIÚMA (0)
Luiz; Ezequiel, Raphael Silva, Diego Giaretta, Marlon; Barreto, Ricardinho (Alex Santana), Elvis (Wellington Saci), Douglas Moreira (Natan); Roger Guedes, Bruno Lópes. Técnico: Roberto Cavalo.


Marcelo Weber || @acfmarcelo

Do inferno ao céu: Bill perde pênalti, mas marca golaço e ajuda Ceará a derrotar Sampaio

Não faltou emoção no estádio Presidente Vargas para o duelo entre Ceará e Sampaio Corrêa. Com direito a dois gols em menos de dez minutos, pênalti perdido e muitos lances de perigo, o Ceará bateu o Tubarão por 3x1 e assumiu a liderança do grupo com os mesmos sete pontos do Sampaio.

Pressionado pelo tropeço no último final de semana, a Bolívia Querida começou bem o jogo: com quatro minutos já abriu o placar com Luiz Otávio, em bonito cabeceio. A felicidade, porém, durou muito pouco. No lance seguinte veio o empate do Ceará através de Rafael Costa, aproveitando desatenção da zaga maranhense.

Ceará, Sampaio Corrêa, Nordestão (Foto: Christian Alekson / Cearasc.com )
Jogadores do Ceará comemoram um dos gols na vitória de hoje diante do Sampaio Corrêa. (Foto: Globo Esporte)
As más atuações recentes e o gol sofrido pesaram e o Ceará comandou a maior parte das ações na primeira etapa. Rafael Costa e Bill deram muito trabalho ao goleiro Jean que segurou o que deu. Ainda no primeiro tempo, já nos acréscimos, Bill virou o jogo e se redimiu de outras chances desperdiçadas - uma delas incrível.

A segunda etapa tinha tudo para virar um jogo tranquilo para os cearenses, especialmente após ganhar um pênalti logo aos quatro minutos. Bill bateu muito mal e o goleiro Jean se redimiu do segundo gol, quando falhou.

O jogo ficou aberto. O Sampaio pegou moral com o pênalti perdido pelo Ceará e começou a atrapalhar, sendo sempre respondido no contra-ataque. E aí entrou a grande loucura que é um jogo de futebol.

Bill seria vilão no primeiro tempo, acabou herói com o gol nos acréscimos. Jean falhou no segundo gol, é verdade, mas poderia virar herói ao pegar um pênalti do mesmo Bill e recolocando não apenas o Tubarão no jogo, mas também trazendo o atacante do Ceará para posto de vilão outra vez.

Bill (meio) comemora com Rafael Costa: o vilão virou herói. (Foto: O Povo)
E nessas loucuras que só quem acompanha o mundo da bola pode entender, a noite era de Bill. Ele foi quem recebeu a bola aos 19 minutos e encheu o pé para emendar uma bomba que Jean sequer viu passar. Golaço! Bill ainda emendou um "tá tranquilo, tá favorável" em uma noite que passou longe de ser tranquila.

Tranquilo, alias, está longe de ser o tom do Sampaio Corrêa, time que não teve reação após levar o terceiro gol e deixou o sinal de alerta mais do que ligado. A semana que já foi conturbada, com direito a afastamento de Pimentinha e Henrique, pode terminar caótica caso não consiga a classificação para a final do turno no final de semana.
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana