A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Vitória com gosto amargo, Papão vence mas não elimina volta

Na noite de ontem (27), o Paysandu foi ao Navegantão enfrentar o Independente, num jogo válido pela Copa do Brasil. O alviazul buscava enxugar mais o seu calendário e para isso, precisava vencer a partida por dois gols de diferença para anular o segundo jogo, mas ficou no quase.

O JOGO

O Paysandu não demorou muito tempo para abrir o placar, logo aos três minutos do primeiro tempo, Raphael Luz cobrou falta e Gilvan desviou de cabeça, a bola ainda resvalou no zagueiro do Galo Elétrico e entrou. E seis minutos depois, foi o clube visitante ampliou o placar, Raphael Luz puxou contra-ataque rápido e mandou para Bruno Smith que ampliou a vantagem. O Independente tentou mudar o rumo do jogo e apostava em Monga e Jayme para conseguir o gol, mas ambos paravam em Emerson.

Foto: globoesporte.com
No segundo tempo, o alviazul continuava buscando jogo, mesmo com um placar favorável a seu favor. Logo no comecinho do jogo, Wanderson aproveitou cruzamento na área e mandou de voleio, mas a bola saiu pela linha de fundo. O Independente respondeu com Monga, que subiu sozinho na área e mandou para o gol, porém a bola foi para fora. Com vinte e três minutos, Wanderson teve nova oportunidade, numa grande jogada da equipe alviazul, o centroavante apareceu na frente e chutou com força e a bola acabou só tocando na rede pelo lado de fora. Aos 41’ Daniel Papa-léguas foi derrubado na área e o juiz assinalou o pênalti, na cobrança, Jaquinha diminuiu o placar.

Com o gol no finalzinho, o Independente conseguiu forçar o jogo de volta que será neste sábado (30), na Curuzu, às 17h00. Eliminar a partida seria essencial, pois o clube alviazul terá duas decisões pela frente e poderia ter menos uma “preocupação”.

“O time foi bem, fez excelente partida. Acabou que falhamos no final, numa bobeira. Ganhamos o jogo, mas gostaríamos de ter eliminado o jogo de volta” disse Gualberto, que voltou a equipe bicolor.

Com a vitória, o técnico Dado Cavalcanti ultrapassou a marca do ex-técnico alviazul, Mazola Júnior, em questão de invencibilidade e chegou aos 22 jogos sem perder. Com isso, ele se aproximou de Givanildo Oliveira, que ficou 26 jogos sofrer derrotas em 2002. O atual treinador da equipe, falou sobre a partida no final do jogo.

A equipe estava bem, controlando o jogo, mas se desconcentrou no lance do pênalti. Depois aceitou a pressão do adversário, porém segurou o resultado. Vamos conversar com o grupo para ajustar tudo” Dado Cavalcanti.

Gol feio também vale, se for de classificação fica lindo

Talis cabeceia pro gol nos minutos iniciais da partida (Fotos: Djalma Vassão/ GazetaPress)
A Portuguesa venceu na última terça-feira (26), o Parnahyba do Piauí pelo placar mínimo de 1 a 0. Entretanto o único tento do jogo, anotado por Bruno Nunes, foi o suficiente para fazer com que a Lusa avançasse pra segunda rodada da Copa do Brasil, onde espera o adversário que sairá do confronto entre Náutico (RR) e Vitória.

Eu sempre sou um daqueles torcedores que crítica à atuação do time, mas ontem a Portuguesa mesmo que mal, foi a única a propor jogo e a criar jogadas de perigo, desde o início do apito até o fim da partida e, por isso foi merecedora da vitória e da classificação. Mesmo que o gol saiu de forma chorada e sofrida, não diminui a classificação da Lusa.

A equipe do Canindé, claro, enfrentou uma equipe fraca que veio para São Paulo com a proposta de segurar o empate sem gols e a vantagem construída no Piauí, quando venceu por 2 a 1 a equipe lusitana. No entanto, a proposta ultradefensiva fazia com que só a Portuguesa jogasse, criasse e ameaçasse o gol do goleiro Fábio. O Parnahyba não oferecia perigo algum ao goleiro rubro-verde Luís Carlos e só chegou perto do gol lusitano quando o arqueiro rubro-verde errou e quase aconteceu um gol bizarro.

Bruno Nunes, autor do gol da classificação
O gol da classificação só saiu depois de muita insistência, tanto no jogo, quanto no lance. Aos 40 minutos do segundo tempo, Em cobrança de escanteio, a Lusa levantou a bola na área, o cruzamento passou por todo mundo, e sobrou com Digão na direita que levantou na área e Caio Cézar cabeceou bem para a defesa parcial de Fábio, numa segunda tentativa de cabeceio o meia falhou e ele mesmo foi pra dentro do gol, no rebote da zaga, Guilherme Almeida tentou chutar e foi travado, a bola de novo se ofereceu para o jogador da Lusa que tocou pra Bruno Nunes fuzilar. Ufa, 1 a0 e a classificação.

Um ponto a ser levantado deste jogo, é que a Portuguesa por ter avançado de fase receberá 300 mil reais da CBF, e com isso quitará os salários e direitos de imagem atrasados dos jogadores. Vale lembrar também que nesta quinta feira haverá eleições presidenciais no clube, José Luiz Ferreira de Almeida é candidato único e deverá ser eleito. O futuro cartola disse que já tem contratações na manga para o restante da temporada, jogadores de nível Série A e até um que disputou a Liga dos Campeões da Europa. Vamos aguardar pra ver. Pois realmente, o time ficou 15 dias treinando, apresentou melhoras, mas ainda é um time muito precipitado e com falta de inteligência em várias jogadas. No entanto, ontem foram aguerridos, e feio ou não, o que importa é a vitória e a classificação.

Portuguesa-SP: Luis Carlos; Digão, Talis, Guilherme Almeida e Cesinha; Ferdinando, Vinícius (Diego Gonçalves) e Boquita (Marcelo Labarthe); Gustavo Tocantins, Bruno Mineiro (Bruno Nunes) e Caio Cézar. Técnico: Anderson Beraldo.

Parnahyba-PI: Fábio; Tiago Granja (Cassiano), Marcos Gasolina, Gilmar Bahia e Renan; Rian, Ramon, Idelvando, Patrick (Totonho) e Luciano; Jessuí (Fabiano). Técnico: Paulo Moroni.

Draft 2016: AFC

SOUTH


INDIANAPOLIS COLTS: No fim da temporada 2015 eram notórias as necessidades de proteção que Andrew Luck (QB) precisava, tanto para fluir as jogadas, quanto para manter a sua saúde física. Mas ainda pouco foi feito sobre isso, creio que os reforços do ano passado supriram a ausência de Jerrell Freeman (LB que foi para os Bears). Wide Receivers e Safetys precisam ser incorporados no elenco.
Necessidades: Linha Ofensiva, DT, OLB, WR e S
HOUSTON TEXANS: tem um dos melhores recebedores da liga é ótimo, porém DeAndre Hopkins (WR) não consegue ganhar todas. Outro setor complicado é a primeira linha, Vince Wilfork (DT) está se esgotando e as reposições primarias já saíram da franquia. Um Center e um substituto para Jadeveon Clowney (DE) também são fundamental para a consistência da linha ofensiva.
Necessidades: WR, DT, OT, OLB e C
TENNESSEE TITANS: são poucos os lugares que precisam de reposição no time titular, porém as carências maiores são Cornerback e um Wide Receiver, pois o contrato de Kendall Wright expirará no fim de 2016 e ele tranca o caminho de atleta melhores do que ele. O time tem cerca de seis escolhas de atletas no Top 100, então ele pretende fazer uma boa composição de elenco.
Necessidades: CB, OT, WR, DT e OLB
JACKSONVILLE JAGUARS: Parece estranho, mas o time do Jaguars não tem tanto que preencher, eles tem investido a dois anos em atletas "Free Agents", e o que eles estão focando para o desenvolvimento da franquia é os jovens talentos. O foco do time é escolher o melhor defensor que estará disponível na sua escolha. A sua linha ofensiva não é a melhor, mas a única duvida é um Center mais forte.
Necessidades: CB, LB, C, DE e OT



NORTH

BALTIMORE RAVENS: por mais que o time tenha algumas carências à primeira escolha será feita para uma das "estrelas" do Draft. Os buracos do time estão na defesa, onde na primeira linha Terrell Suggs (OLB) sofreu lesões e deixou claramente a fragilidade. Na secundária o time melhorou com a chegada de Eric Weddle (S – ex Chargers), mas precisa uma reposição para veterano Daryl Smith (LB) que foi dispensado.
Necessidades: OLB, RB, OT, LB e CB

PITTSBURGH STEELERS: não existe nenhum torcedor do Steelers que não diga que a principal necessidade do elenco é Cornerback. Também tem os Safetys que não são os melhores, mas na 1° rodada ainda não apresentaram nada suficientemente melhor que os atuais. Outro medo que também tenho, como torcedor, é o Ben Roethlisberger (QB) que é um dos melhores na sua posição, porém sofre com lesões e por isso seria interessante alguém para lhe apoiar.
Necessidades: Linha secundária, DT, OT, WR, e QB
CINCINNATI BENGALS: na temporada passada estava com um ótimo time, porém não manteve seus Wide Receivers e precisam recompor o elenco. A defesa também carece de reforços, uma boa oportunidade de escolherem um parceiro para Geno Atkins (DT). Talvez seja hora também de pensar no futuro e arrumar substitutos para Andrew Withworth (OT), Kevin Zeitler (G) e Dre Kirkpatrick (CB) que estão com contratos expirados.
Necessidades: WR, DT, DE, CB e G
CLEVELAND BROWNS: incrivelmente difícil de descrever algo sobre essa franquia esse ano, todos os atletas que estão no elenco estão no mesmo nível, porém estão nivelados por baixo, Carentes em quase todas as unidades, o importante para os Browns este ano é acumular talentos. Donos da 2° escolha geral podem escolher o melhor QB do Draft para colocar no lugar de Robert Griffin III.
Necessidades: QB, WR, OT, S e CB



WEST
DENVER BRONCOS: o atual time campeão está em apuros, pois estão sem os seus dois Quarterbacks que lideraram a equipe na campanha vitoriosa, podem no Draft achar uma reposição. Já por motivos salariais, o Broncos precisava cortar gastos com Vernon Davis e Evan Mathis e será necessários jogadores para compor o elenco. Pensando à frente, encontrar um Safety para que no futuro próximo ocupe a vaga de TJ Ward ou Darian Stewart seria recomendável.
Necessidades: QB, LB, TE, G e S

KANSAS CITY CHIEFS: Poucos buracos no time, porém algumas incertezas podem mover os Chiefs a diversas direções nesse Draft, onde a NFL os tomou uma escolha de 3º round, devido a irregularidades no processo de negociação com Jeremy Maclin, no ano passado. A linha secundária perdeu jogadores experientes, então dependendo de como usem Ron Parker (CB/S) seria bom draftar um Safety ou Cornerback.
Necessidades: CB, C, DT, OT e WR

SAN DIEGO CHARGERS: tem uma lacuna que é complicado de ser tapado, Eric Weddle (S) teve seu vinculo rompido com o elenco, talvez a franquia enxergue Jalen Ramsey (CB/S) como o substituto ideal. Infelizmente o San Diego tem investido muito dinheiro na linha ofensiva e não consegue ter bons resultados, talvez seja necessário um Center e um TE, pois Lardarius Green (TE) transferiu-se para Pittsburgh.
Necessidades: OLB, S, OT, DT e TE
OAKLAND RAIDERS: os Raiders, por incrível que parece, é o time mais redondo dentro da sua divisão. Suas deficiências são nos jogadores de rotação, o que é facilmente sanado com jogadores do Draft. Quando a presença de Aldon Smith (DE) é incerta, é bom investir em calouros dessa posição. Vejo o ataque bem orientado para ter uma temporada consistente. Talvez, trazer outro RB como um seguro contra contusões na posição seja prudente.
Necessidades: DT, DE, LB, S e RB


EAST

NEW ENGLAND PATRIOTS: tem um elenco sólido e está sem escolhas no 1° round, creio que trazer mais um Running back seria uma medida elogiável. Tanto Dion Lewis como James White são melhores recebendo a bola do que correndo pelo meio do campo. Os Patriots podem pensar no futuro e achar um sucessor para Sebastian Vollmer (RT) que está terminando seu contrato
Necessidades: QB, DT, DE, WR e LB
MIAMI DOLPHINS: o setor mais carente do elenco é a segunda linha, onde um Cornerback e um Safety devem ser adicionados. Outro Linebacker de velocidade seria interessante, pois não sei se poderão confiar na durabilidade de Kiko Alonso e Jelani Jenkins entra no último ano de seu contrato original. No ataque, os Dolphins buscaram um companheiro para Jay Alaji, mas o mercado de Running Backs se mostrou mais custoso do que imaginaram.
Necessidades: CB, DE, S, LB e RB
NEW YORK JETS: Primeiro temos que saber quem será o Quarterback do time, mas imaginando que o time consiga fazer os ajustes financeiros para não estourar o teto salarial do elenco, as peças que preocupam os Jets são no ataque, seria interessante adicionar um Wide Receiver dinâmico, capaz de ganhar jardas pelo meio do campo após o passe completo. Outro Linebacker interno para jogar logo ou desenvolvimento deverá estar na pauta do Yankees.
Necessidades: OLB, OT, WR, ILB e QB
BUFALLO BILLS: Defensivamente os Bills decepcionaram ano passado. Esperava-se muito mais da unidade em que Rex Ryan é especialista. Talvez faltassem jogadores comprometidos com o esquema. Outro Wide Receiver para ser incorporado na unidade seria bem-vindo, pois Percy Harvin não deu certo e Chris Hogan mudou-se para o rival Patriots.
Necessidades: OLB, DE, QB, WR e OT


 Ismael Schonardie | @Ismahsantos

Bragantino anuncia novo gerente e garante técnico Léo Condé

O Clube Atlético Bragantino vem anunciando boas notícias para seus torcedores após a eliminação no Campeonato Paulista A2.

Mesmo sem entrar em campo, o Bragantino teve novidades nessa semana, entre elas, a contratação do gerente Saulo Magalhães (para substituir Alex Afonso, que decidiu deixar o clube).

Saulo Magalhães teve passagem pelo vitorioso Corinthians de 2007 a 2015 onde esteve no grupo que foi campeão do Campeonato Brasileiro em 2011, da Libertadores em 2012, do Mundial de Clubes também em 2012, até que deixou o clube da capital.

- É um cara vitorioso e que vai nos ajudar neste restante de temporada - disse o presidente Marquinhos Chedid, que tem bastante respeito do torcedor bragantino.

O mesmo Marquinhos Chedid assegurou a permanência do treinador Léo Condé, que fez boa campanha no estadual, chegando até a fase final, sendo eliminado nos pênaltis para o Batatais.

A última partida do treinador foi pela Copa do Brasil, onde o Bragantino se classificou vencendo o Brasília fora de casa, pelo placar de 2 a 0, eliminando o jogo da volta.

O time de Bragança Paulista estreia na Série B contra o Vila Nova no dia 13 de maio, em Goiânia, fazendo assim a estreia de Léo Condé como técnico do Bragantino em uma partida de Campeonato Brasileiro.

Thierry Henry deve retornar ao Arsenal em agosto

O ex-jogador de 38 anos e ídolo do Arsenal, Thierry Henry, deve retornar ao clube na próxima temporada. Mas dessa vez fora das quatro linhas, Henry deve exercer uma função de auxiliar técnico na academia de jovens do clube londrino.

Henry ao lado de sua estátua em frente ao Emirates Stadium. Foto: Arsenalpics.com

Com uma carreira notável como jogador, onde atuou por Monaco, Juventus, Arsenal, Barcelona e New York Red Bulls, Henry começará uma nova investida trabalhando como auxiliar de Kwame Ampadu, na equipe Sub18 dos Gunners. O francês conseguiu sua licença de técnico da UEFA no mês passado em tempo recorde, sendo levantada até uma suspeita de favorecimento ao ex-atleta.


Thierry tem uma história de idolatria no Arsenal, é o maior artilheiro da história do clube com 229 gols em 376 jogos. O terceiro maior artilheiro da Premier League com 176 gols. Conquistou os títulos ingleses das temporadas 2001-02 e 2003-04, Copa da Inglaterra em 2001-02, 2002-03 e 2004-05, além da Supercopa em 2002 e 2004.

Toda a reverência fez Henry ser homenageado com uma estátua de bronze em frente ao Emirates Stadium, inaugurada em dezembro de 2009. Ainda é muito cedo para fazer qualquer prognóstico, mas não é segredo que Henry é um dos possíveis nomes para substituir Arsène Wenger no comando da equipe principal, quando o contrato do atual técnico terminar, em junho de 2017.

Lucas Felipe (@lsouza73)

Aquecimento Olímpico: Judô

Em busca do ippon perfeito é preciso muita força e habilidade. O objetivo das lutas de Judô é derrubar o adversário com as costas voltadas para o chão ou imobilizá-lo por vinte segundos, forçando a desistir. Contudo, este não é um golpe fácil e proporciona várias surpresas e reviravoltas nos cinco minutos de luta masculina ou quatro minutos feminina.

O árbitro acompanha o confronto tem total controle da situação, ele possui a liberdade de interromper quando achar necessário e pode ficar dentro da área de combate, um tatame de 10m². A pontuação varia conforme o sucesso alcançado na aplicação das técnicas, caso a disputa fique empatada no tempo regulamentar, o vencedor é decidido no golden score, aquele que conseguir fazer o primeiro ponto.

Foto: Toshifumi Kitamura/AFP
Lá vem história...

Em 1880, no Japão, um professor universitário chamado Jigoro Kano selecionou algumas técnicas do jiu-jitsu que não fossem consideras violentas e as aprimorou. O japonês modificou e combinou alguns movimentos com o comportamento espiritual e este originou o Judô. A primeira participação desta modalidade em Jogos Olímpicos foi na edição de Tóquio, 1964, porém as mulheres só começaram a competir em 1992, Barcelona.

No Brasil, este esporte chegou nos anos de 1922 e quase 50 anos depois foi organizada uma confederação. A primeira medalha olímpica do Brasil veio em 1972, em Munique, quando meio-pesado japonês naturalizado brasileiro Chiaki Ishii conquistou o bronze. A Olimpíada de Seul também foi muito importante, o brasileiro Aurélio Miguel conquistou a primeira medalha de ouro em 1988. Em cada edição de Jogos é uma história e um aprendizado, na última edição, em Londres, pela primeira vez uma judoca da Arábia Saudita representou seu país, a jovem Wojdan Shaherkani de 16 anos competiu de véu e mostrou como o esporte é uma válvula de inclusão.

RIO 2016

Serão 386 judocas no Rio de Janeiro para disputar as provas ligeiro, meio-leve, leve, meio-médio, médio, meio-pesado e pesado no masculino e feminino. O Brasil possui 14 vagas por ser o país-sede e tenta quebrar o recorde de quatro pódios com as cinco esperanças de medalha olímpica. Dos nomes que irão nos representar, pode-se destacar Sarah Menezes, que tem o inédito ouro olímpico feminino, Mayra Aguiar e Rafael Silva, o Baby.

Sarah Menezes vai em busca de mais uma medalha olímpica (Foto: AFP)
Potência no desporto, o Japão lidera o ranking de medalhas pareado com França e Rússia, porém o Brasil é o país que mais cresceu nas competições, são 19 medalhas olímpicas, sendo três de ouro. Outras delegações estão aguardando vagas para agosto na cidade maravilhosa através do ranking mundial, continental ou através de convite.

Local de competição: Arena Carioca 2

Projeto da Arena Carioca 2 (Foto: Rio2016)
Situada na Barra da Tijuca, a Arena faz parte do Complexo Olímpico. Nesta segunda instalação haverá disputa de Judô, Lutas Olímpicas e das provas de Bocha nos Jogos Paralímpicos. O local de competição está a cinco minutos da Vila dos Atletas e tem uma capacidade de dez mil torcedores.

Com carinho, Cássia Moura (@cassinha_moura)

Manchester City - Raio X

Manuel Pelegrinni é o comandante do Manchester City nessa temporada. Foto: globoesporte.com
No início da temporada, pouco se esperava do Manchester City na UEFA Champions League, mas jogando um grande futebol, os "Sky Blues" conseguiram ser a equipe da terra da rainha a ir mais longe à maior competição dos clubes europeus. Sonhando hoje com o título, o time do treinador chileno Manuel Pelegrinni não teve vida fácil para chegar as semifinais do torneio. Veja nessa matéria, a trajetória do clube até onde está hoje nessa temporada.

O Início:

Concentrado em várias competições, já que disputa o campeonato nacional mais equilibrado do mundo, o City teve que se reforçar bem para ir longe na UCL. Vieram grandes jogadores como De Bruyne, ex-Wolfsburg, Otamendi, ex-Valencia e Sterling, ex-Liverpool. O Manchester caiu em um grupo difícil com Juventus, Sevilla e Borussia Mönchengladbach. A estreia na competição não foi das melhores e os "Citizens" acabaram perdendo em casa para a Juventus de virada por dois a um, mas a recuperação veio logo em seguida contra o Borussia na Alemanha repetindo o placar da derrota na primeira rodada. O "Sky Blues" fecharam o primeiro turno vencendo o Sevilla em casa.

City perdeu os dois jogos para a Juventus na fase de grupos. Foto: globoesporte.com
No turno da volta, o Manchester City veio com tudo e atropelou o mesmo Sevilla, só que dessa vez, na Espanha. Na partida contra o Juventus, na Itália, a equipe não conseguiu dar o troco pela derrota em casa e acabou perdendo o seu segundo jogo, o que acabou levantando desconfianças se o City poderia ir mesmo longe no torneio e se ficaria em primeiro no seu grupo. A resposta veio na última rodada da fase de grupos com uma vitória do City em cima do Borussia Mönchengladbach por quatro a dois e uma derrota da Juve para o Sevilla, com isso, o Manchester terminou líder com 12 pontos.

As oitavas:

O City pegou o Dynamo Kiev no sorteio das oitavas de final da Uefa Champions League. No primeiro jogo, o time inglês tramou um bom jogo e venceu os ucranianos com facilidade, levando uma larga vantagem para o jogo de volta em Manchester. A partida foi marcada pelo gol lindo de Yaya Touré e com uma atuação avassaladora no primeiro tempo com mais uma vez o destaque sendo o argentino Agüero. No segundo duelo, o City aproveitou que tinha feito sua parte na partida anterior e não fez muitos esforços para vencer o Kiev jogando em casa. Apenas segurando o resultado, o jogo terminou sem gols e os ingleses estavam nas quartas de finais.

Agüero marcou e se destacou na vitória do City em cima do Dynamo Kiev. Foto: globoesporte.com
As quartas:

O adversário do City nas quartas de finais era outro time que sonhava com o título da competição: o Paris Saint Germain. O primeiro jogo na França foi bem disputado, mas melhor para o Manchester, que fez dois gols fora no empate em dois a dois. A partida teve até gol do brasileiro Fernandinho. Ibrahimovic fez de tudo para tentar atrapalhar a vida dos ingleses, mas com o critério de desempate, bastava o City fazer sua lição de casa para avançar as semifinais. Não deu outra. Com um gol de De Bruyne, os "Citizens" venceram por um a zero, pararam Ibra, Cavani e Di Maria, avançando as semifinais.

Kevin De Bruyne garantiu o Manchester City nas semifinais da Champions. Foto: globoesporte.com
As semifinais:

Sorteio definiu os confrontos das semifinais da UEFA Champions League. Foto: fcbayern.com.br
O Manchester City não vai ter vida fácil nessa reta final de competição, já que depois do sorteio realizado, os "Sky Blues" pegaram o Real Madrid da estrela de Cristiano Ronaldo, Bale, Benzema e outros craques. Na primeira partida que ocorreu nessa terça-feira (27/04), o Manchester sofreu e saiu com o placar zerado contra os espanhóis jogando em casa. O destaque foi para o goleiro Hart que salvou os ingleses em várias oportunidades.

A partida de volta entre Real Madrid e Manchester City será na próxima quarta-feira (04/05), ás 15h45, no Santiago Bernábeu. O jogo não será fácil e os madrilenses irão pra cima, mas futebol é futebol, e o sonho dos "Citizens" ainda não morreu.

Wagner Oliveira || @wagneroliveiraf
Linha de Fundo || @SiteLF
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana