A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Vergonha que não acaba para o Goiás

Parece que as ruínas do ano passado ficaram no Goiás. A equipe esmeraldina não cansa de fazer o que mais gosta com o seu torcedor: fazê-lo sofrer. Na noite dessa sexta, pela Série B, não foi diferente e "perdemos" para o fraquíssimo time do Londrina. Na verdade, foi um empate, mas para nós foi uma derrota. E das mais vergonhosas. Que revela na cara do torcedor o quanto temos um time mal treinado, um treinador ultrapassado, uma comissão técnica fraquíssima e uma diretoria que está prejudicando o Goiás a cada dia que passa. Enquanto vemos equipes como Bahia e Vasco, contratando jogadores de qualidade, nós temos que nos contentar com os "Rossis" que a vida nos oferece e também com alguns "Londrinas" nos nossos sapatos. É, parece que vamos ter mais um ano difícil.

Goiás joga mal e fica no empate com o Londrina. Foto: globoesporte.com
A partida, que teve que ser disputada em Itumbiara por conta de briga de torcidas, foi completamente ruim de assistir, mas ótima para perceber o quanto vamos sofrer nessa temporada. A equipe do Londrina, mesmo sendo considerada mais fraca, conseguiu atacar com muito mais consistência e agilidade. O Goiás, mais uma vez sem Daniel Carvalho, graças ao "excelente" trabalho que esse departamento físico anda fazendo, teve que se virar com as peças que tinha. Enderson colocou Cassiano e Jhon Cley, e que realmente, eram as melhores opções que tinham, mas que tiveram atuações completamente inofensivas e desqualificadas.

Cassiano não conseguia cruzar uma bola e perdia todas nas jogadas de ponta, além de errar metade dos passes. Jhon Cley só caia no chão e pedia falta o tempo todo. Acho que ele descobriu hoje que futebol também é um esporte que envolve contato. Enquanto isso, parecíamos um time desorientado contando com a melhor jogada dos três volantes que tínhamos em campo. No intervalo, Enderson tirou o Rafhael Lucas e começou o primeiro erro, pois deveria ter colocado o Cléo com mais um atacante para dar mais estabilidade ao ataque. Uma troca de atacantes mudou o que? Nada. Isso fera bem óbvio.

O Londrina atacava pouco, mas atacava melhor. Keirrison desperdiçou boas chances de marcar o seu gol na partida e o time paranaense chegou ao seu gol com um erro grave da arbitragem. Igor Boseli estava impedido em um lance muito difícil. Mesmo assim, eu nem ligo muito, pois merecíamos mesmo era ter tomado muito mais que isso, porém, não posso deixar de destacar a péssima arbitragem no jogo que parava por tudo qualquer jogada.

Wagner e Thales entraram no jogo e conseguiram ter muito mais instabilidade, principalmente o garoto da base esmeraldina que chutou muitas vezes ao gol, e quase deixou sua marca. Sobrou para Wendel deixar a sua marca pela primeira vez com a camisa do Goiás. Um belo gol, mas ele fez a proeza de ser expulso no lance seguinte em uma falta desnecessária. Parece que não se pode elogiar algum jogador do Goiás, que ele logo vem fazer besteira.

A questão é que o empate só reforça o descontentamento da torcida com a equipe. Só reforça a ruindade que sabemos que essa diretoria tem em relação ao futebol e que parece que nada vai mudar. Daniel fez falta nesse jogo. Sim, ele sempre faz falta. Esse é o problema. Sabemos que ele não tem culpa, mas a diretoria quer esperar até quando para perceber que com esse "técnico" e com essa comissão amadora, nós não iremos pra frente? Pra mim, é um absurdo que depois de tudo que passamos, ainda tenham coragem de nos machucar e de nos jogar no abismo novamente. A torcida não aguenta mais tanta vergonha, e não adianta fazer promoções para o sócio-torcedor, pois isso, só vai crescer quando o Goiás voltar a ser o Goiás que merecemos ver.

Wagner Oliveira || @wagneroliveiraf
Linha de Fundo || @SiteLF

Unanimidades - #2 Rodada

Alô Alô amigo leitor, sócio torcedor do Linha de Fundo,



Se Shakespeare vivesse nos dias atuais o icônico “Ser ou não ser? Eis a questão”, se tornaria escalar ou não escalar no meu time do cartola? Assim como em Hamlet, empunhando a caveira em mãos nessa edição número dois do unanimidades vamos discutir um pouco da rodada um para os jogadores indicados; e posteriormente vamos escalar mais três nomes de respeito para os próximos enfrentamentos do Brasileirão.

Se estivéssemos jogando batalha naval, com os jogadores indicados – Graffite, Gabi Gol e André – diria que acertamos um cruzador, mas mandamos duas bombas na água. Graffite (o chute certeiro), jogou com autoridade na goleada do Santa por 4x1 sobre o Vitória, comandou o ataque e guiou seu time ao sucesso na primeira rodada. Em termos de estatísticas (do cartola) teve média de 11,7 pontos, marcou dois gols, tomou um cartão amarelo, foi valorizado em 4,63 cartoletas.

Em Atlético e Santos Gabi Gol obteve pontuação negativa, foi um dos floops da rodada. Esperava-se que o atacante santista, mesmo no horto aproveitasse o fato do Galo estar com uma defesa completamente reserva e no mínimo fosse as redes. O Atacante até que se movimentou muito, foi acionado o tempo inteiro pelo leve meio campo Santista, mas acabou parando na defesa do Galo. Finalizou duas vezes a gol, cometeu duas faltas. Fechou com uma pontuação de -0,8 cartoletas, se desvalorizando assim em 4,82 cartoletas.

Já André fez apenas 0,4 pontos. O atacante foi presa fácil para a defesa gremista, pouco ajudou seus companheiros de ataque, e mais uma vez acabou irritando a Fiel Torcida, por sua digamos, morosidade. Sem finalizações computadas, e com 4 faltas cometidas o corinthiano se desvalorizou em 4,21 cartoletas.

Nesta segunda rodada, todas as fichas da equipe do Linha de Fundo estão nos seguintes nomes:

Miller Bolaños: Destaque nas Eliminatórias para Copa do Mundo pelo selecionado Equatoriano, contratado a peso de Ouro pelo Tricolor Gaúcho para ser a solução do Ataque, o vibrante equatoriano tem todos os pré-requisitos para ser a salvação do seu cartola. Rápido, participativo com inegável faro de Gol. Miller “The Killer” Bolaños é daqueles atacantes que em um piscar de olhos podem fazer estragos nas defesas adversárias. O fato do jogo ser realizado em Porto Alegre também ajuda na escolha, visto que os gaúchos são mais agressivos; e por fim a titubeante defesa do Flamengo pode e deve ser presa fácil para os gremistas, principalmente para o rápido equatoriano.



Nome: Miller Bolaños
Time: Grêmio
Posição: Atacante
Preço: C$ 11,32

Willian “Bigode”: O Cruzeiro não vive um momento técnico esplendoroso, individualmente o atacante vem fazendo uma temporada ainda distante de sua melhor forma. O leitor deve estar pensando: “esse pessoal do Linha de Fundo deve ter ficado maluco”. Calma caro leitor, não estamos malucos. Vocês sabem contra quem o Cruzeiro de Willian vai jogar? Pois é, será contra o Figueirense. E obviamente nesse caso uma das leis mais sagradas do futebol, deve imperar: A Lei do Ex. Willian apareceu para o futebol no alvinegro de Santa Catarina, fez muito sucesso por lá. Ou seja, o bigode tem inclusive o “sobrenatural de almeida” ao seu lado para marcar pelo menos um gol no jogo do próximo sábado.   



Nome: Willian “Bigode”
Time: Cruzeiro
Posição: Atacante
Preço: C$ 16,25

Diego Souza: Se a Ilha do Retiro (vulga Ilha de Lost) tem um rei, esse rei é o DS10. O meio campista é decisivo aos números do Sport. Vejam pelas estatísticas do campeonato passado: líder em assistências (9 passes para gols); vice-artilheiro do time (9 gols marcados), segundo também em finalizações certas, o quinto em desarmes certos, líder em precisão nos cruzamentos. Portanto cartoleiros é evidente que o camisa 10 do Leão da Ilha participa intensamente do jogo, principalmente quando a partida caseira. Somado a esse fato as limitações técnicas do Botafogo, e a ausência do goleiro Jefferson podem facilitar o trabalho do meio-campista em guiar o Sport para a primeira vitória do brasileirão seja com assistências, seja com gols ou até os dois.


Nome: Diego Souza
Time: Sport
Posição: Meio Campo
Preço: C$ 18,09

Que a força esteja com vocês cartoleiros. Vamos em busca da mitada perfeita, uma boa sorte a todos!

Por: @Mhfernandes89

Brilha mais uma vez a estrela de Rafael Vaz

Zagueiro-artilheiro brilha mais uma vez (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
O improvável herói do Vasco da Gama salvou o time mais uma vez. A estrela de Rafael tem brilhado a cada jogo. Sempre entrando no segundo tempo, de uma maneira inesperada, surge o elemento surpresa de Jorginho. E dessa vez foi contra o CRB, pela Copa do Brasil.

Na última quarta-feira (18), o Vasco se classificou para a terceira fase da Copa do Brasil. Não foi nada fácil garantir a vaga, mas aos 46 minutos da segunda etapa Vaz marcou para a alegria dos Cruzmaltinos.

Durante o jogo, vaias dos torcedores, que em casa viam seu time perder. Aquele placar negativo não significava apenas que o jogo se alongaria um pouco mais, mas que o Gigante da Colina ia perder a maior invencibilidade do Brasil. Logo depois de ganhar o Campeonato Carioca invicto, seria uma fatalidade perder uma coisa que custou tanto pra ser construída.

O time alagoano pressionou a equipe de São Januário e quase levou a vaga. O primeiro gol foi de Diego, que abriu o placar pro CRB, aos 29 da primeira etapa. Ainda no primeiro tempo o CRB teve a chance com Luidy, mas Martin Silva foi eficaz e evitou a ampliação do placar.

Um empate já garantia a vaga para o Vasco e assim foi feito. Na etapa complementar, aos 46 minutos o gol veio. Eder Luis cruzou para Rafael Vaz, que empatou, mantendo a invencibilidade e a vaga na Copa do Brasil.

O Vasco enfrentará o Santa Cruz pela terceira fase da Copa do Brasil, mas antes encara o Tupi, em casa, às 16h, no próximo sábado (21).

Entre vaias e aplausos, Vitória vence e avança na Copa do Brasil

Foto: Ecvitoria / Divulgação
Podendo empatar com gols contra o Vitória no Barradão, a Portuguesa chegou a Salvador disposta a estragar o sonho da diretoria Rubro Negra de chegar a mais um final de Copa do Brasil. A Lusa conseguiu até sair na frente e fazer um jogo bem competitivo, mas sucumbiu diante de uma melhor condição individual do Vitória.

RESUMO

Mancini novamente deu chance a Norberto na lateral direita, assim como Alípio foi aproveitado no ataque no lugar de Vander. Com vários desfalques e pouca dinâmica de jogo, o Vitória fez mais uma partida bem aquém do que pode render.

E os dois jogadores Norberto e Alípio, foram bem discretos no jogo, alguns bons lampejos, mas nada que vos faça ganhar a posição de titular.

Sair atrás no placar ainda no primeiro tempo, fez o time ligar o sinal de alerta no campo e o torcedor ficar impaciente nas arquibancadas. Não pelo gol sofrido, mas pela queda vertiginosa do grupo no seu individual e que vem impactando no conjunto.

O 4-2-1-3 de Mancini em 2016 tem proposta de jogo bem diferente do 4-3-3 de 2008, que na pratica também era um 4-2-1-3. Esse padrão de jogo de 2016 que vem sendo treinado para propor o jogo é diferente do Vitória reativo de 2008.

Naquela época, o time se fechava com marcação individual até o final com os pontas Marquinhos e Willians Santana que ainda tinha gás para na retomada da bola efetuar contra golpes mortais em alta velocidade. O segredo era que no momento do desarme o time estava bem arrumado e compactado para os primeiros nove passes, enquanto do lado oposto da bola, outro atacante ou lateral fazia corridas verticais.

Em 2016 as peças são mais lentas desde a transição defesa ataque, os pontas têm pouca jogada pessoa e uma menor velocidade, sem contar que nosso lateral esquerdo de hoje centraliza demais as jogadas.

Reiteramos o redito aqui em outras analises, a falta de intensidade de jogo, dinâmica, aproximação, qualidade no passe e transições defensiva e ofensiva rápidas. Todo esse pacote de lentidão e precisão pode levar um grupo ao fracasso.

No primeiro terço do campo e em fase de CONSTRUÇÃO, nossos volantes ficaram sem ter a quem passar a bola, isso porque nossos meias e atacantes afunilam o jogo sem a bola e se prendem a marcação do adversário. Então quando a bola estava no segundo terço que devia ser a fase de CRIAÇÃO das jogadas, Domingues se enfiou como atacante de costas para zagueiros e muito distante de fazer a real função para qual foi contratado.

Vale salientar que Domingues fez dois excelentes jogos logo quando voltou a atuar. Claro que contra adversários modestos, mas a função que desempenhou é a ideal para o 4-2-1-3. Não sabemos se Mancini novamente treinou e modificou a proposta de jogo do time, mas deixamos claro aqui a necessidade de mudanças.

Ou muda o sistema porque no momento não temos o 10 jogando em alto nível, ou contrata quem esteja no auge, para chegar e fazer essa função.

Outra questão que chama a atenção são as funções designadas a Alípio, o atleta tem base como atacante, mas só se destacou na carreira jogando como apoiador, fazendo parte do tripé do meio campo da Luverdense como um dos meias do triângulo invertido. Mas dizem que no clube tem setor de inteligência e analise de desempenho, ai eu pergunto, será que esse sistema está sendo bem operado?

Tomara que a resposta para tudo isso seja apenas o fator motivação de jogo. Mas quem não entra nessa, somos nós, que precisamos analisar com frieza o que se passa no campo para transmitir de maneira coerente ao torcedor.

A Portuguesa chegou e fez um jogo de igual pra igual contra o Vitória, ganhou a maioria das disputas por chegar antes nas divididas, impressionou negativamente à forma de disputar esses lances de alguns jogadores do Vitória, dentre eles destaco o Diego Renan, que vem jogando bem abaixo do feijão com arroz que sempre foi.

Fernando Miguel, Ramon e Victor Ramos perderam um pouco de confiança um no outro e o torcedor neles. É preciso recuperar isso, jogando contra grandes clubes, em grandes jogos. E não vejo melhor oportunidade do verdadeiro HOMEM entrar no campo e fazer isso acontecer, que no próximo domingo.

Se liga Vitória, liguem o 220. Porque os outros clubes estão voando e nós apenas correndo. É preciso um algo mais a partir de ONTEM. Porque aqui pra nós, está FEIO...

Seja Sócio SMV!

É isso aí galera!

Por @AdsonPiedade

FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA 3  X 1 PORTUGUESA
Copa do Brasil - Segunda Fase - Jogo de Volta

Local: Estádio Manoel Barradas, Salvador (BA)
Data: 19/05/2016
Horário: 21h30
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF-FIFA), assistido por Ciro Chaban Junqueira (DF-CBF 1) e José Reinaldo Nascimento Júnior (DF-CBF 1)
Gols: Diego Gonçalves (POR) aos 19 e Diego Renan (VIT-pênalti) aos 41min do 1º tempo; Marcelo (VIT) aos 4 e Kieza (VIT) aos 37min do 2º tempo
Cartão Amarelo: Marcelo e Victor Ramos (VIT), Ferdinando, Bruno Nunes, Marcelo Lerbathe, Cesinha, Diego Gonçalves (POR),

VITÓRIA
Fernando Miguel; Norberto (Maicon Silva), Victor Ramos, Ramon e Diego Renan;  Amaral, Marcelo, Leandro Domingues (David) e Tiago Real; Alípio (Flávio) e  Kieza. Técnico: Vagner Mancini

PORTUGUESA
Luis Carlos; Digão, Talis, Guilherme Almeida e Cesinha; Ferdinando, Boquita (André Beleza), Caio Cézar (Marcelo Lerbathe) e Gustavo Tocantins; Diego Gonçalves e Bruno Mineiro (Bruno Nunes). Técnico: Anderson Beraldo

Xepa LF - Rodada #2

Fala, Cartoleiros!

E começamos mais um ano de Cartola FC com pontuações acima da média da rodada. Fizemos 48 pontos e valorizamos mais de 20 cartoletas. Então, vamos direto ao que interessa.

Tentando entender o critério de valorização da segunda rodada
XEPA LF FC

Goleiro: Magrão (Sport) – Jogando em casa, o ídolo do Sport tem boas chances de garantir o SG, uma vez que o time do Botafogo peca muito nas finalizações.

Lateral: Dener (Chapecoense) – Em Chapecó, a terra do índio do Oeste, o lateral da Chapeterror fez uma boa pontuação na rodada passada, então, além de ter mínimas chances de desvalorizar, pode repetir a atuação da primeira partida.

Zagueiro: Vitor Hugo (Palmeiras) – O Palmeiras vem de uma boa vitória em casa e é um dos favoritos ao título. Jogando contra a Ponte, em Campinas, o zagueiro palmeirense é uma boa aposta para defender o honrado time do Xepa.

Zagueiro: Rafael Lima (Chapecoense) – Com a mesma intenção do Dener, o zagueiro da Chape é um dos mais escalados nessa rodada. A boa média e a chance do SG influenciaram na escolha do jogador.

Lateral: W.Silva (Fluminense) – O lateral tricolor, apesar de jogar no lado oposto ao seu habitual, já mostrou que pode exercer bem a função. A característica ofensiva pode levar ao nosso escolhido uma chance de ASS.

Meio Campo: Élber (Cruzeiro) – Além das roubadas de bola, Élber chega muito bem ao ataque. Jogando em casa contra o Figueirense, o nosso meia tem possibilidades de manter a boa média.
  
Meio Campo: Cazares (Atl-MG) – Depois da eliminação na Libertadores, o Galão da Massa concentra todas suas forças no Campeonato Brasileiro, sendo um dos favoritos ao título. O equatoriano é uma boa aposta para meiuca do Xepa.

Meio Campo: Scarpa (Fluminense) – Mais uma rodada na qual o meia tricolor não “scarpa’ do Xepa. Considerado o melhor jogador do time carioca, o jovem atleta é uma ótima aposta ofensiva.

Atacante: Lucas Gomes (Chapecoense) – A campeã de Catarina enfrenta o campeão Mineiro, e a promessa de gols fica por conta do novato Lucas Gomes. Uma grande aposta.

Atacante: Roger Guedes(Palmeiras) – O jogador fez seu primeiro gol com s camisa do Verdão e quer fazer mais. Contra a Ponte, o atacante tem boas possibilidades de deixar o dele.

Atacante: Richarlison (Fluminense) – Mais um garoto no time. O atacante tricolor é uma aposta boa e barata. Voltou de lesão com sede de gols e precisa mostrar um bom futebol para permanecer no ataque do time da Laranjeiras.

Técnico: Guto Ferreira (Chapecoense) – Jogando em casa, a sua equipe pode render bem e fazer com que o nosso treinador obtenha uma boa pontuação.


Com esses jogadores, com esses mitos, O XEPA VAI MITAR!

Abcs, Galera,

   Matheus Freitas         @_MFreitas9_ // @SiteLF

Patrão Cartoleiro - Rodada #2

Fala aí, cartoleiros e cartoleiras! O Patrão chegou para dar dicas de como montar sua equipe para a 2ª rodada do Campeonato Brasileiro. Essa é aquela rodada que você fica no desespero, pois não foi tão bem na estreia e está sendo zoado pelo seu amigo. Não se preocupe. O seu desempenho irá melhorar com as nossas dicas, mas tem que seguir tudo direitinho ou terão que ter uma conversa com meus capangas. Vamos lá?

Patrão na última rodada:

Pra quem seguiu as melhores dicas do patrãozinho na primeira rodada, pode até ter ficado decepcionado com algumas coisas. Eduardo Sasha e Rafael Moura decepcionaram a grande massa de cartoleiros pelo Brasil assim como outros jogadores, mais ao menos o Deus Grafite nos salvou marcando dois gols. A pontuação na estreia foi de 48.20. Nada mal para um começo se formos pensar, mas sabemos que podemos fazer mais do que isso. O Patrão não decepciona mais vocês, e quem não trabalhar, vai pagar o preço.

Melhores times para se apostar - 2ª rodada:

CHAPECOENSE - Você apostou contra ela na primeira rodada, então, agora é hora de apostar nela. O maior Verdão do Brasil vai jogar em casa contra o América Mineiro, que cá entre nós, ainda não aprendeu a jogar uma primeira divisão. A Chape vai mostrar pra eles o que é bom pra tosse e por isso é bom apostar nos seus jogadores.

CRUZEIRO - O renovado e animado Cruzeiro chegará para enfrentar o fraco Figueirense, que parece que não se recuperou ainda da ressaca do estadual. Jogando em casa, os celestes querem os três pontinhos e vão encontrar um Figueira bem recuado. A defesa não vai ter muitas dificuldades e o ataque pode render boas pontuações.

SANTOS - "Agora quem dá bola é o Santos"! Bom, pelo menos nessa rodada, parece que é isso mesmo. Os meninos da Vila recebem o candidato ao rebaixamento, Coritiba, e os santistas vão fazer de tudo para facilitar a vida deles na tabela de classificação.

Escalação - 2º rodada:

E se a escalação fosse somente dos três clubes que citei acima? Pois é. Nada melhor que correr o menor risco possível e contar apenas com três partidas que no papel, é bem mais fácil de pontuar. Vocês já lucraram um pouco mais e agora, podem gastar mais, porém, ainda com cautela.

GOLEIRO:

Nome: Fábio
Clube: Cruzeiro (MG)
Preço: C$ 13,75

Que tal apostar na experiência para impedir que seu time tome gol? Então, aposte em Fábio. O capitão do Cruzeiro não deve ter muito trabalho para segurar as bolas do Figueirense e sendo assim, os riscos estão seguramente pequenos. Ainda não é a hora de fazer loucuras e apostar num goleiro que vai fazer defesas difíceis na partida.

LATERAIS:
Nome: Zeca
Clube: Santos (SP)
Preço: C$ 10,00

Agora vamos apostar num jovem? Nada melhor para achar esse padrão no Santos, que irá para o jogo com o lateral Zeca. Com um preço relativamente alto, se espera muito do garoto nesse Brasileirão e uma boa hora para se mostrar serviço e nos jogos mais fáceis em casa. É uma boa aposta.
Nome: Dener Assunção
Clube: Chapecoense (SC)
Preço: C$ 6,69

Agora é a vez da Chapecoense pintar no seu time, e pelas laterais, o nome certo é Dener Assunção. O jogador é um dos principais nomes desse elenco do Verdão e pode ser um dos destaques da partida nessa rodada, pois marca bem e aparece muito para o jogo. Resta saber se irá jogar bem.

ZAGUEIROS:
Nome: Bruno Rodrigo
Clube: Cruzeiro (MG)
Preço: C$ 11,84

Que tal um xerife para a sua defesa? Sempre é bom prevenir de tomar gols e Bruno Rodrigo, além de ser um líder em campo, sabe fazer a diferença com a camisa do Cruzeiro. O zagueiro celeste ainda gosta de marcar alguns gols de vez em quando. Quem sabe não é dia do Bruno? O Patrão está apostando em alto nesse jogador.
Nome: Léo
Clube: Cruzeiro (MG)
Preço: C$ 1,47

Você já gastou um bom preço no seu xerifão, então, vamos economizar no parceiro de defesa dele? O zagueiro Léo, do Cruzeiro, também será titular na partida contra o Figueirense e está com um preço baixo. Vale a pena apostar nele.

MEIAS:
Nome: Élber
Clube: Cruzeiro (MG)
Preço: C$ 9,11

Chega de Cruzeiro? Só que não. O meia Élber é mais um dos que vão cair bem na sua equipe nessa rodada, pois é um jogador com características de passes e de boa participação nas partidas. Pode contar com ele pra aparecer no jogo e quem sabe, fazer bons números.
Nome: Thiago Maia
Clube: Santos (SP)
Preço: C$ 4,84

Voltando ao Santos, é hora de colocar um meia veloz, então, Thiago Maia é o nome certo. O meia santista vai ser um dos titulares na partida contra o Coxa e além de ser um dos principais jogadores do elenco do Peixe, é bem barato também. 
Nome: Gil
Clube: Chapecoense (SC)
Preço: C$ 5,15

O meia Gil é uma das boas apostas para seu time no Cartola. A Chapecoense deve dominar o meio de campo na partida contra o América de Minas, e Gil pode ser uma referência. Experiente e habilidoso e também com um preço razoável.

ATACANTES:
Nome: Bruno Rangel
Clube: Chapecoense (SC)
Preço: C$ 6,25

Hora de apostar em artilheiros, não é mesmo? Bruno Rangel é o cara certo. O autor do gol que deu o título do Catarinense ao Verdão do Oeste será um dos titulares contra o América e vai ir com fome de gols para a estreia da Chape na Arena Condá nesse Brasileirão. O melhor é que o preço dele não é alto.
Nome: Willian
Clube: Cruzeiro (MG)
Preço: C$ 16,25

Um artilheiro já é bom? Imagina dois. Willian é o cara que gostava de liquidar nas partidas em casa do Cruzeiro na temporada passada. Esse ano, ele não quer passar limpo também, por isso, é um bom jogador para se colocar. Está com um preço mais alto do seu time, mas vale a pena apostar.
Nome: Gabriel
Clube: Santos (SP)
Preço: C$ 11,18

Agora, que tal três artilheiros? Gabigol está na área e é sempre bom pegar o garoto que mais marca gols na Vila Belmiro nos últimos jogos. Na partida contra o Coritiba, a bola vai chegar muito ainda nos pés de Gabriel e a promessa é de que ele não vai querer desperdiçar. Preço até razoável para a qualidade dele.

TÉCNICO:
Nome: Guto Ferreira
Clube: Chapecoense (SC)
Preço: C$ 6,53

Para comandar esse time de ouro que montamos, nada melhor do que o "Gordiola", mais conhecido como Guto Ferreira, o treinador da Chapecoense. Ele com certeza fará de tudo para sair com os três pontinhos da Arena Condá e também com mais pontinhos para seu time no Cartola.

Preço do time: C$ 103.08

Wagner Oliveira || @wagneroliveiraf
Linha de Fundo || @SiteLF
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana