A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Experiente, mas exausto

    Fala, Turma da Fuzarca!

   Nós, Vascaínos, já cansamos dessa Série B. O Vasco já cansou. Os jogadores cansaram. Sim, vai ser um texto crítico ao Vasco, mesmo líder isolado, bem encaminhado a volta e tudo mais.

Foto: Espn




    O primeiro turno acabou com um empate contra o Ceará, vice-Líder da competição, sendo um dos piores jogos que já vi entre duas equipes com o Vasco presente. Foram 18 jogos e em poucas rodadas foi vista uma tentativa de reformulação no elenco. A expectativa no início era testar os garotos da base ao longo da Série B, com a finalidade de amadurecer os jovens para eles não sentirem o peso da primeira divisão no ano que vem. Porém, nada disso ocorreu até agora.

    Após a derrota para o Atlético-GO, perdendo a invencibilidade de mais de trinta jogos, os medalhões entraram nas partidas seguintes com pouco estímulo e muita falta de atenção. As principais peças, tirando Andrezinho, caíram de produção. Jorginho insiste com alguns jogadores experientes, como Eder Luís, que sempre entra no segundo tempo e cansa vinte minutos depois. Evander, o mais escalados dos garotos, ainda assim foi testado em poucos jogos. O revezamento entre Diguinho e Marcelo Mattos rendeu a Andrey um belo banco de reservas.

Foto: Carlos Gregório
    Caio Monteiro, infelizmente, machucou-se e assim não teve grandes oportunidades. Outros três que poderiam ser testados são Kadu Fernandes, Alan Cardoso e Hugo Borges. Os dois primeiros têm boas chances de serem testados, o último já é um pouco complicado por conta da chegada do Éderson e Júnior Dutra, ainda com Thalles e Leandrão.

    O Vasco tem bons titulares, entretanto, falta ter um elenco forte. Digo isso pensando a longo prazo, para a primeira divisão em 2017. Ou então...

Abcs, Galera,
Matheus Freitas  @_MFreitas9_

Linha de Fundo   @SiteLF

Xepa LF - #18

  Fala, Cartoleiros e Cartoleiras

     Senhoras e Senhores, meninas e meninos, quanta honra estar com vocês, brincar com vocês, mitar com vocês.

     Já peço enormes desculpas e pensei em desistir do Cartola na rodada passada – quem nunca?! – por causa da nossa pontuação. Fizemos apenas 30 pontos e pela primeira vez ficamos abaixo da média geral dos Cartoleiros.







      Entretanto, nada de crise aqui no nosso Xepinha. O Top 10 ficou distante, mas seguimos com a mentalidade de ficar entre os dez primeiros lugares da Liga Linha de Fundo.

      Agora, sem mais delongas, vamos ao que interessa:


                                                                Xepa LF FC




João Carlos -  Goleiro
A Ponte Preta dificilmente perde pontos fora de casa e vai enfrentar o Botafogo que necessita da vitória. Não acredito em SG, mas confio em DD’S.

Diego Renan – Lateral
É um dos poucos laterais que comanda o time; bate pênalti, escanteio, falta... Jogando contra o Coritiba, tem uma boa chance de pontuar bem com gols e Ass, sendo que ainda pode levar os 5 pontos do SG.

Marcelo Oliveira – Lateral
Se quer apostar em SG, escolha os defensores do Grêmio. Na Arena do Grêmio é quase impossível o Imortal perder pontos do SG. (Anti Zica)

Wallace Reis – Zagueiro
Mais um defensor do Grêmio. (NÃO ZIQUEMOS)

Matheus Ferraz – Zagueiro
O Leão vai enfrentar o pior ataque do Campeonato, na Ilha do “HellTiro”. Que Deus proteja nosso SG.

Diego Souza – Meia
Sport? Ilha do Retiro? Diego Souza? OBVIO!

Arrascaeta – Meia
To sentindo que o Cruzeiro desencanta nessa rodada. Já prevejo Arrascaeta fazendo a festa no Mineirão.

Douglas – Meia
O Camisa 10 clássico. O ídolo do LF. O Rei do Danone. O dono da meiuca do Linha de Fundo.

M. Bolaños – Atacante
O Gringo tem que fazer a diferença. Novamente estamos apostando nele. É agora ou nunca.

Rodney Wallace – Atacante
Outro que tem a missão de pontuar bem. Segunda rodada seguida no Xepinha, ou seja, é mitar ou vazar.

Pablo – Atacante
Atlético Paranaense jogando em casa é muito forte, a defesa do Corinthians já não passa a tranquilidade de outros tempos.

Oswaldo Oliveira – Sport
Seus jogadores irão mitar, consequentemente, ele vai mitar!

Com esses jogadores, com esses MITOS, O XEPA VAI MITAR!!!

Abçs, Galera,

Matheus Freitas   @_MFreitas9_


Linha de Fundo   @SiteLF

Assombração de SC: Papão derrota terceiro catarinense na B

Depois de mais um empate, da última vez contra o Vila Nova, o Paysandu entrou em campo nesta terça-feira sob o comando do auxiliar Rogerinho Gameleira. O time a ser enfrentado desta vez era o Criciúma, que estava invicto dentro de casa. 

Depois de vencer Avaí e Joinville, o clube paraense enfrentou o terceiro catarinense nesta Série B e, assim como fez com os outros dois, venceu a partida contra os Tigres, acabando com a sequência de empates na competição e com a invencibilidade do adversário no Heriberto Hülse.

Apesar de uma escalação que demonstrava que o Paysandu ficaria o tempo inteiro esperando o Criciúma jogar, quando partida começou quem buscou mais jogo foi o clube visitante. Aos seis minutos, Tiago Luis conduziu pelo meio e tocou para Jhonnatan, o camisa 18 devolveu a bola para Tiago, mas na hora do chute, Luiz dividiu com ele e afastou o perigo.


(Foto: Ascom/Criciúma)
O time da casa parecia estar jogando fora de seus domínios. Sua oportunidade mais clara só saiu aos 24 minutos, quando Elvis tabelou com Roberto e depois chutou em direção ao gol. A bola acabou desviando na zaga e saindo a esquerda de Emerson. Três minutos depois, o Paysandu surpreendeu o time aurinegro. Após cruzamento rasteiro de João Lucas, Alexandro chegou apertado pela marcação e furou, Lucas chegou e bateu de primeira por baixo de Luiz, abrindo o placar no Heriberto Hülse.


No segundo tempo, o Criciúma fez uma substituição forçada, a saída de Luiz por lesão e, uma buscando mudar o jogo, o atacante Andrew no lugar do meia Juninho. No começo da segunda etapa, o mandante esbarrava numa forte marcação alviazul e não conseguia o seu objetivo, chegar perto do gol de Emerson. E quem não faz, leva. O Paysandu conseguiu ampliar o placar aos 15 minutos, quando Tiago Luís bateu falta de muito longe e com muita categoria, surpreendendo o goleiro Edson, mandando a bola no ângulo.

Depois do gol, o Tigre resolveu mudar a postura e conseguiu se infiltrar pela defesa do Papão. Dois minutos após a mudança no placar, Elvis chegou pela direita fazendo fila, porém, na hora de chutar, acabou dando tempo para Emerson se posicionar melhor, querendo ajeitar para bater com a perna boa. Na conclusão do lance, a bola foi em cima do goleirão do time paraense. Aos 18', Niltinho cobrou falta e assustou Emerson, entretanto a bola só passou a esquerda do arqueiro.


Depois dos lances de perigo do clube da casa, Alexandro foi derrubado pelo zagueiro Raphael Silva na área e sofreu o pênalti, o mesmo foi para cobrança, fez a paradinha e bateu super fraco para fácil defesa de Edson. Mas esse gol não fez falta para o Paysandu, que aos 45 minutos conseguiu fazer o terceiro e fechar o placar. Celsinho deu o passe para Leandro Cearense, que dominou e deu um toque sútil por cima de Edson, que nada pôde fazer para impedir o terceiro e último gol da partida.

Palavra da colunista: Este foi um dos jogos em que a atuação importava muito pouco, a torcida inteira só pensava na conquista dos três pontos para poder lutar por alguma coisa no returno. Rogerinho Gameleira se saiu bem no comando do Paysandu, apesar da escalação muito questionada, ele montou bem o time, buscando dar liberdade a Tiago e ter uma defesa compacta. 

Na prática, a defesa pôde demonstrar a segurança que o interino esperava, fazendo com que Emerson, que se saiu bem quando foi exigido, tivesse menos trabalho. O clube não teve um grande desempenho, ficou com uma atuação razoável no geral. Lucas soube aproveitar o momento para abrir o placar e não comprometeu. Porém, o destaque foi mesmo Tiago Luís, que poderá ser a válvula de escape que o Papão precisava nesta Série B. 


Cearense até cometeu alguns erros, mas por incrível que pareça teve a visão e inteligência de centroavante para marcar o terceiro. João Lucas e Roniery foram verdadeiras avenidas e destoaram do resto, juntamente de Alexandro, que sem dúvidas foi o pior com a camisa do Paysandu nesta terça.

Próximo confronto: O Paysandu só volta a jogar na terça-feira do dia 16/08, contra o Ceará, que descansa na vice-liderança da Série B. A partida ainda não tem local definido, visto que os jogadores pedem para voltar a jogar no Mangueirão.
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana