A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

domingo, 7 de agosto de 2016

Flu bobeia e termina turno sem vitórias seguidas


Imagine que você tenha uma semana para treinar um time que não ganha há dez jogos. Some isso ao fato de que a equipe em questão jogou na quinta-feira e tomou uma bela virada. Além disso, o adversário trocou de técnico recentemente e o recém-chegado ainda não teve tempo suficiente para treinar o elenco. Tenha consciência que eles só levam perigo em bolas paradas, tendo feito metade dos gols dessa forma. Qual o resultado esperado? Vitória.

O problema é que o Fluminense se encontrou nessa situação, esteve na frente do placar duas vezes e mesmo assim conseguiu empatar. A atuação foi lamentável e o erro da arbitragem anulando um gol legítimo, que transformaria o jogo em 2-0, contribuiu ainda mais para que o Tricolor conseguisse terminar o turno sem conquistar duas vitórias consecutivas.

Começamos bem e com o belo gol de Gustavo Scarpa logo aos três minutos. Passamos o primeiro tempo criando algumas chances e não deixando o Inter jogar. Nosso meio campo não levava muito perigo, mas pelo menos não levava sustos. O placar de 1-0 e ainda com o gol mal-anulado davam a impressão que, sem forçar muito, o Flu conseguiria os três pontos. O problema é que temos jogadores do naipe de William Matheus no elenco. Saímos no contra-ataque faltando um minuto para o fim da primeira etapa com Cavalieri mandado uma bola no pé do lateral-esquerdo que, aos trancos e barrancos, foi lutando contra ele mesmo para conduzir jogada e perder tempo suficiente a ponto de cruzar em cima de um adversário que estava dez metros atrás. O cruzamento não só foi um desperdício de uma chance de ouro, mas pegou todo o nosso time desarrumado e deixou que Seijas empatasse.

Douglas não fez uma boa partida, deixando o meio muito lento com se já não bastasse o Cícero
Foto: Ricardo Duarte/ Divulgação Sport Club Internacional 
Os 45 minutos finais começaram como sempre: alterações. Henrique Dourado e Marcos Junior saíram, aparentemente machucados, para entrar Samuel e Danilinho. Nem é preciso dizer o desfavor que Samuel prestou ao time. Danilinho também ficou bastante apagado, aparecendo apenas para dar o passe para o segundo gol de Scarpa. Parecia que conseguiríamos vencer. O Inter se desesperou, colocou o centroavante Ariel e deixou claro que ficaria cruzando bolas até o final. No entanto, parece que o Flu não sabia que o Internacional só tem a bola parada de jogada forte e deixou que, em um escanteio, a bola passasse por toda a área para que Fernando Bob, o melhor segundo volante do Brasil nas palavras de Abel Braga, empatasse e desse números finais ao jogo. 2-2.

Jogaremos só no próximo final de semana contra o América que, apesar de último, segurou o Grêmio, Sport e venceu o Santos. Temos de ficar espertos e vencer esse jogo em casa. A torcida não aguenta mais esse time bipolar.

Saudações Tricolores

Matheus Garzon

Isso, isso, isso: Chávez marca dois gols e São Paulo volta a vencer no Brasileiro

Santa Cruz não teve paciência com Chávez... e nem com Denis.

Após dois jogos com resultados nada favoráveis em pleno Morumbi (empate com Chapecoense e derrota para o Atlético-MG), o São Paulo fechou o primeiro turno com vitória contra o Santa Cruz, em Recife. 

Já sem Bauza (que foi para a Seleção Argentina), o São Paulo foi comandado por Jardine (técnico do sub20), ele apostou no esquema 4-1-4-1 e assim conseguiu com que Chávez estivesse sempre dentro da área, mas nunca sozinho, já que Hudson e Thiago entravam para acompanhar o atacante argentino. O esquema deu tão certo que os dois gols do Tricolor foram dele.

A primeira etapa começou com Santa Cruz superando o Tricolor, entretanto, após uns 15 minutos de partida, o São Paulo percebeu que havia um buraco no meio de campo do Santa e foi por ali que o visitante se aproveitou. O time paulista chegou com perigo muitas vezes, mas apenas aos 38' Chávez abriu o placar. Cueva passou para Mena, que cruzou na cabeça do argentino para ele completar para o fundo da rede.

No segundo tempo, o Santa Cruz voltou muito melhor, pressionou, assustou e, quando estava melhor na partida, em um contra-ataque, Chávez, novamente, marcou. Kelvin deixou Cueva na cara do goleiro, ele rolou para Chávez, que "sem querer, querendo" marcou o segundo dele e do São Paulo. Assim, o jogo esfriou até que Luiz Araújo derrubou Arthur dentro da área e o juiz marcou pênalti. Grafite bateu e, pela primeira vez como titular, Denis defendeu. Todavia, minutos depois, Keno girou dentro da área e bateu colocado, diminuindo para o Santa. O Tricolor teve a chance de fazer o terceiro com Wesley, mas o meia driblou os marcadores e o goleiro, mas não driblou a saída da bola pela linha de fundo. Assim, o jogo terminou 2 a 1.

Com esse resultado, o São Paulo vai para 9º com 26 pontos, atrás da Ponte Preta que possui 27. Próximo jogo do Tricolor é domingo (14/08), às 16h15, no Morumbi, contra o Botafogo.

FICHA TÉCNICA
Local: Estádio do Arruda, Arruda - Recife (PE)
Gols: Keno (ST); Chavez (2) (SP)
Cartões Amarelos: Derley (ST); Mena, João Schmidt e Luiz Araújo (SP)
Arbitragem: Bruno Arleu de Araújo (RJ), auxiliado por Rodrigo F. Henrique Correa e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (ambos RJ)

SANTA CRUZ:
Tiago Cardoso; Léo Moura (Renatinho), Neri, Danny M. e Tiago C.; Derley, Jadson (Arthur), D. Pires (Bruno Moraes) e João Paulo; Keno e Grafite. Técnico: Milton Mendes

SÃO PAULO:
Denis; Buffarini, Maicon, Lyanco e Mena; João Schmidt, Hudson e Thiago Mendes (Wesley); Kelvin, Cueva (Luiz Araújo) e Chavez (Gilberto). Técnico: André Jardine

←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana