A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Unanimidades - #25

A rodada 24 reservou algumas surpresas aos apostadores do Brasil. As Unanimidades derraparam e a surpresa compareceu. Explicamos melhor: Andrés Chavez, o comandante o ataque São Paulino, ainda desconhecido aos olhos de grande parte da torcida brasileira, nossa indicação de menos peso digamos, mitou com 15,4 pontos. O badalado Ramón Ábila, por sua vez decepcionou, contrariando todas as expectativas ao pontuar negativamente (-1,5) na derrota do Cruzeiro ante o Botafogo. Diego Souza foi o meio termo, fez grande jogo, foi decisivo nas assistências no duelo entre Sport e Santa, mas o cartão vermelho foi o decisivo para que o craque não fizesse uma pontuação de fato boa, marcando apenas 5,7 pontos.



Nesta rodada de meio de semana, teremos jogos de tirar o fôlego, e consequentemente grandes Unanimidades para o nosso cartola. Os nomes indicados são:


LINS: O atacante Linswandowski do Figueirense, é nossa primeira aposta, jogando com a força do Orlando Scarpelli, diante do lanterna e cada vez mais afundado na crise América-MG, é a principal aposta do ataque alvinegro, já que o He-Man foi vetado por contusão. Com suas principais características, velocidade e precisão na finalização, vem como esperança de gols.


Nome: Lins
Posição: Atacante
Time: Figueirense
Preço: C$ 3.33

CHAVEZ: Vindo representar o ataque do tricolor paulista, o argentino Andrés Chavez enfim parece ter caído nas graças do torcedor São Paulino. Depois de 8 jogos, e cinco gols marcados e uma assistência, e enfrentando o Cruzeiro no Morumbi, vem como principais nomes para a rodada, e com a esperança de gols e pontos para as Unanimidades.



Nome: Andrés Chavez
Posição: Atacante
Time: São Paulo
Preço: C$ 14.50

FRED: Quando o Atlético-MG entra em campo no Independência, já sabemos que uma das Unanimidades virá do Galo mineiro. Com a trinca ofensiva representada por Robinho, Pratto e na nossa aposta da rodada, o centroavante Fred, o artilheiro depois de passar em branco na última partida, vem com tudo para o duelo contra o Sport, que enfrenta a deficiente defesa do Leão.



Nome: Fred
Posição: Atacante
Time: Atlético-MG

Preço: C$ 18.38

Já não sonha mais, aquele que desejava ir longe

CRB e Avaí se enfrentaram nesta noite de terça-feira (13) no Estádio Rei Pelé. O jogo em si, foi válido pela 25ª rodada da Série B.

No começo do primeiro tempo, o Galo estava com sede de gol. Neto Baiano que substituiu Zé Carlos na noite de hoje por conta de seu mau rendimento, teve uma oportunidade aos 4' onde recebeu passe pela direita, invadiu a área mas finalizou cruzado para fora. No minuto seguinte, aos 5', escanteio para o CRB. Marcos Martins bateu o escanteio na pequena área e Neto Baiano apareceu para finalizar no chão no meio da defesa do Avaí. O Galo largou na frente, 1 a 0 no começo do jogo.


Gilvan Moreira / Portal TNH1

Seu gol de número nove na temporada, e segundo na Série B. Neto Baiano, substituto de Zé Carlos, dava mais mobilidade no ataque, se oferecia para receber o passe, e corria atrás dos defensores que tinham a posse de bola.

O Galo tinha domínio do jogo, e tentava ampliar o placar, mas acabava não conseguindo tal feito. Olívio recebeu cartão amarelo após se estranhar com Romulo, e como já tinha recebido dois ao longo da competição e este sendo o terceiro, não irá enfrentar o Sampaio Corrêa na próxima rodada. Após isso, Peri recebeu cartão amarelo, e logo depois, já nos 42' fez falta na entrada da área em jogador do Avaí, e recebeu o cartão vermelho. Na cobrança de falta, Renato que é alagoano, bateu por fora da barreira com sua perna direita, e Juliano apenas observou. 1 a 1 no primeiro tempo.


Gilvan Moreira / Portal TNH1

Respirando por aparelhos no segundo tempo, mas ainda tentando se manter vivo. Poucos jogadores mantiveram sua dedicação e máximo respeito ao clube na partida. Realmente, foram poucos aqueles que corriam pelo resultado, mesmo com desgaste físico. O que será do CRB na próxima rodada? Sem Olívio, seu principal jogador de marcação. Mas por sorte, deverá ter a volta de Luidy, que entre boas e más partidas deixa uma dúvida na cabeça do torcedor.

No segundo tempo, o Galo foi perdendo chances dentro da área. Seus jogadores cometiam falhas individuais, e deixava o torcedor com medo do que poderia vir. Boaventura perdeu as oportunidades que teve, Galdezani pouco produziu no jogo. Magrão, onde não chegava na técnica, mostrava sua raça. Certamente com um jogador a menos o time teve problemas no decorrer do jogo, mas foram as falhas individuais que acabaram com a noite regatiana.

Neto Baiano aproveitou a oportunidade que teve, e deixou o campo para Zé Carlos entrar. Bocão recebeu chance, e entrou no lugar de Róger Gaúcho. Um minuto antes de sair, aos 32', Marcos Martins errou feio o recuo para Juliano. Lucas Coelho roubou, tirou do goleiro e bateu para o gol vazio. Avaí 2 a 1. Marcos Martins saiu e Assisinho entrou.

Os que entraram na segunda etapa, não conseguiram produzir, e o resultado ficou assim. Duas derrotas consecutivas do CRB em casa, sendo as duas por virada e por 2 a 1.

Próximo compromisso

A próxima partida será contra o Sampaio Corrêa em São Luís, no Maranhão. O confronto entre as duas equipes ocorrerá às 16h no horário de Brasília. O Galo não terá Peri e Olívio, por conta dos cartões recebidos na partida contra o Avaí, mas terá a volta de Luidy. Dos três reforços para o segundo turno desta Série B, apenas Peri atuou. Emaxwell e Élton ainda não se sabe quando os mesmos devem estrear.

Análise

O grupo que jogou o "outro campeonato" da Série B deste ano, não é o mesmo. Das últimas cinco partidas no Estádio Rei Pelé, o CRB venceu apenas uma e perdeu cinco. Isso mostra que algo deve ser mudado, e já. Na defesa, Jussani e Boaventura estão juntos faz um certo tempo, e alguns torcedores mostram insatisfação com ambos, tendo Adalberto, Audálio e Gabriel no banco de reservas esperando oportunidade. 

O presidente e seu departamento de futebol deve explicações do que se vive dentro do grupo, e também de novas contratações e dispensas de alguns atletas. Isso tendo em vista o crescimento de algumas equipes da parte de baixo da tabela, e do péssimo rendimento de atletas do clube.

Deve ser buscado no mercado a contratação de um bom lateral direito, e regularização de atacantes como Emaxwell e Élton.

Week 1 da NFL: Emoção desde o kickoff


A temporada 2016/2017 da National Football League começou da mesma maneira como a última se findou: com vitória do Denver Broncos sobre o Carolina Panthers. Recheada de emoção, com jogos disputadíssimos e placares apertados, a NFL voltou com tudo. Os fãs puderam, após sete obscuros meses, matar a saudade do melhor futebol americano do mundo.

Confira detalhes das dezesseis partidas da semana 1:

Carolina Panthers 20@21 Denver Broncos
Na reedição do Super Bowl 50, quem se deu melhor foram, novamente, os Broncos. Em uma partida muito mais emocionante que a grande final da última temporada, a franquia de Denver, agora sem Peyton Manning, garantiu a vitória apenas no final. Em sua estreia como titular, Trevor Siemian completou 18 de 26 passes para 178 jardas, um touchdown e duas interceptações. Já Cam Newton completou 18 de 33 passes para 194 jardas, um touchdown e uma interceptação.

Nas duas campanhas iniciais de Trevor Siemian comandando o ataque, dois turnovers: um fumble, que não foi culpa do quarterback, e uma interceptação. O primeiro não foi aproveitado pelos Panthers; do segundo, surgiram os primeiros pontos da partida. Depois de oito jogadas, Kelvim Benjamim provou estar completamente em forma depois da lesão que o tirou de toda a temporada passada e deixou seu cartão de visitas anotando o primeiro TD da temporada regular 2016. Para mostrar que fullback também é gente, o calouro Andy Janovich correu para touchdown e deixou tudo empatado no  Sports Authority Field. Duas perdas, contudo, complicaram a vida dos mandantes ainda no primeiro tempo. Jordan Norwood e Brandon Marshall sofreram concussões e ficaram fora do jogo. Os Panthers cresceram e retomaram as rédeas da partida com um touchdown com Cam Newton e um field goal de 44 jardas de Graham Gano.

Dois touchdowns de  CJ Anderson viraram o jogo para os Broncos. O ataque de Carolina, que esteve apagado em quase todo o segundo tempo, voltou a funcionar no final. Com uma posse de bola de desvantagem, o time foi para cima, mas teve que se contentar com mais um FG de Graham Gano, de 36yds. A pontuação, entretanto, não era suficiente. Em sua última campanha, correndo contra o relógio e auxiliado por faltas, Cam Newton mostrou porque foi MVP em 2015 e garantiu ao kicker Graham Gano uma boa posição para chutar a bola decisiva. Gano foi para o chute de 50yds e pegou muito mal na bola – que passou à esquerda das traves.


Tampa Bay Buccaneers 31@24 Atlanta Falcons
Em partida disputada e bem movimentada, o Falcons conseguiu se manter na busca pelo resultado até o intervalo, mas o ritmo diminuiu e Jameis Winston fez a festa. O quarterback garantiu a vitória passando para três touchdowns, sendo um faltando quatorze segundos no relógio do segundo quarto. Atlanta ainda tentou marcar pontos, mas já era tarde demais.

Buffalo Bills 7@13 Baltimore Ravens
Não foi um grande jogo em Baltimore. Voltando a jogar em seu estádio, o Ravens fez o suficiente para garantir a vitória sem sofrer muitos problemas, mas não encheu os olhos de seu torcedor. No primeiro tempo, os donos da casa fizeram ótimo jogo, principalmente pela atuação do QB Joe Flacco, e abriu 10 a 0 rapidamente. Tyrod Taylor não estava em um bom dia, porém, deu bom passe para O RB LeSean McCoy correr e colocar mais sete pontos no placar.

A segunda etapa foi tão defensiva quanto a primeira, já que nenhuma equipe marcou touchdown e os dois times fizeram duelo mais acirrado. Com o show de sacks e tackles e números cada vez maiores de passes incompletos, a única pontuação saiu já no último quarto, quando Justin Tucker acertou chute de 37 jardas.

Chicago Bears 14@23 Houston Texans
Em jogo morno e sem grandes emoções Texans viraram o jogo sobre os Bears. Jogando em Houston a equipe da casa passou sem grandes dificuldades pela franquia de Chicago que ate fez um bom primeiro tempo. Caindo de rendimento nos dois últimos quartos os Bears não conseguiram segurar o QB Brock Osweiler & Cia. Destaque para o WR calouro Will Fuller que passou das 100 jardas e anotou 1 TD para a equipe de Houston.
 
Green Bay Packers 27@23 Jacksonville Jaguars
Sofrendo mais do que esperavam, os Packers passaram por Jacksonville e estrearam na temporada com vitória. O destaque foi o quarterback Aaron Rodgers. Com a frieza e a precisão de sempre, A-Rod terminou a partida com 20/34, 199yds, dois passes para TD e mais um corrido. Jordy Nelson, que perdeu a temporada 2015 inteira por conta de uma lesão, voltou recebendo touchdown, além de 32 jardas. Menção honrosa também para a defesa, que apareceu quando o time mais precisava,  impedindo uma conversão de quarta decida nos segundo finais.

Já o Jaguars mostrou que de bobo não tem nada. Com um time jovem e extremamente promissor, os Jags ficaram no quase. Blake Bortles quase conduziu sua equipe a uma vitória nos últimos segundos da partida. O jovem QB mostrou evolução como líder do time e teve 1 TD, 1 INT, 320 jardas, além de acetar 24 de 39 passes.  

San Diego Chargers 27@33 Kansas City Chiefs

Foi um dos jogos mais loucos da primeira semana de futebol americano. No que parecia uma lavada de San Diego, os visitantes seguraram a empolgação do Chiefs, que conseguiu marcar com Cairo Santos e seu ótimo chute no primeiro drive. O primeiro touchdown saiu logo depois da inauguração do placar e só deu Chargers no primeiro tempo, já que a franquia marcou mais dois TDs e conquistou boa vantagem.

Sem o WR Keenan Allen, que se lesionou ainda na etapa incial, San Diego ainda ampliou a vantagem com um field goal, mas a reação de Kansas City começou no fim do terceiro período. Mais um touchdown e dezessete pontos do Chiefs, que não teve pronlemas e levou apenas três adversários. O empate de 27 a 27 levou às equipes à prorrogação e quem resolveu foi o QB Alex Smith, que correu direto para a endzone e fechou de vez o placar.

Oakland Raiders 35@34 New Orleans Saints
Em um dos jogos mais emocionantes da primeira semana os Raiders calaram o Superdome e venceram o jogo. Nos dois primeiros quartos o jogo foi marcado pelo equilíbrio com uma pequena vantagem para a franquia de New Orleans, que se manteve a frente no terceiro quarto e parecia encaminhar para uma vitoria tranquila, porém no ultimo período do jogo o QB Derek Carr chamou a responsabilidade e conduziu a reação dos Raiders.

O mais surpreendente ainda estava por vir, com menos de 1 minuto para o fim do jogo Derek Carr lançou o WR Seth Roberts que marcou o TD e deixou a franquia de Oakland a um extra point do empate. O HC dos Raiders Jack Del Rio ousou e tentou a conversão de 2 pontos, o jogo que parecia se encaminhar para um OT ganhou ares de suspense, se convertesse os Raiders virariam o jogo caso contrario a vitoria seria dos Saints os donos da casa. Del Rio e sua equipe foram recompensados pela ousadia e conseguiram converter a jogada em 2 pontos, dando números finais a partida. No fim em um drive rápido os Saints ainda tentaram a virada com um field goal de 61 jardas, nada feito.

Cincinnati Bengals 23@22 New York Jets

Em mais um jogo bastante equilibrado os Bengals foram a New York e trouxeram na bagagem uma importante vitoria. Bem postada à defesa dos Jets pressionaram bastante o QB Andy Dalton conseguindo 7 sacks no jogo, todavia o mesmo, que estava em uma tarde inspirada conduziu o eficiente ataque de Cincinnati garantindo uma importantíssima vitoria para os Bengals. Os destaques da partida foram o Kicker Nick Folk pelos Jets, o QB Andy Dalton e o WR AJ Green pelos Bengals.

Cleveland Browns 10@29 Philadelphia Eagles
Bem-vindo à NFL, Carson Wentz! O primeiro jogo do rookie que foi segunda escolha geral do último draft não poderia ter sido melhor. Wentz liderou uma vitória consistente dos Eagles sobre os Browns, terminando sem nenhum turnover cedido e 278 jardas com dois TDs, além de um rating de 101.0. Do outro lado, não havia um novato, mas o quarterback era também um estreante na franquia. Robert Griffin III não foi bem. Além de números fracos, o QB se machucou em uma corrida de 11 jardas, no último quarto da partida. No momento que tentava sair do campo, RG3 foi atingido pelo defensive back Jalen Mills, dos Eagles. A fratura no ombro esquerdo obrigará o atleta a perder ao menos oito jogos por conta da lesão.

Minnesota Vikings 25@16 Tennessee Titans
Jogando em Tennesse os Vikings venceram com dois tempos bastante distintos. Nos dois primeiros quartos a franquia de Minnesota que mais parecia estar em clima de férias assistiu os Titans abrirem 10@0 e pouco mostraram para uma possível reação. Nos dois tempos subsequentes o ataque passou a funcionar e a defesa acordou ajudando os Vikings a garantirem a primeira vitoria na temporada regular. Destaques para a defesa dos Vikings que foram muito bem no geral e para o WR Stefon Diggs com 103 jardas e 7 recepções.



Miami Dolphins 10@12 Seattle Seahawks
O jogo começou com polêmica em mais um gesto importante e de muito significado para o futebol americano. De um lado, quatro jogadores de Miami se ajoelharam durante o hino, maior manifestação em um time até então. Do outro, os jogadores do Seahawks deram os braços e fizeram uma corrente contra a violência.

Em campo, o que se viu foi um Dolphins mais empenhado em jogar, mas batendo diretamente com a defesa de Seattle. Ao mesmo tempo, os defensores de Miami fizeram ótimo trabalho, forçando apenas field goals para os dois lados no primeiro tempo.

A medida que o cronômetro chegava perto do zero, as equipes começaram a ficar mais nervosas e, no último período, o QB Ryan Tannehill finalmente conseguiu o primeiro touchdown do jogo. Em seguida, foi a vez do Seahawks reagir e, então, após campanha longa, Seattle conseguiu virar o confronto. Na bola final, a equipe de Miami não conseguiu chegar perto do field goal e foi derrotada.

A notícia ruim é a perda do QB Russell Wilson, que teve um entorse no tornozelo durante a última campanha e corre risco de ficar fora da segunda semana da NFL.

New York Giants 20@19 Dallas Cowboys
Emoção também não faltou em Giants vs Cowboys. O New York Giants teve alguns problemas no ataque, mas conseguiu uma importante vitória diante do rival de divisão. O destaque do jogo foi o retorno de Victor Cruz, após 700 dias. O wide receiver  teve atuação boa e ainda conseguiu o touchdown da virada.

Pelo lado de Dallas, O rookie Dak Prescott não fez partida ruim, mas teve dificuldades na redzone e, claramente, sentiu a pressão. Com o QB novato em campo, a defesa do Giants focou suas atenções em parar Ezekiel Elliott, outro calouro, limitando-o a correr apenas 51 jardas em 20 carregadas. A torcida dos Giants viu um cenário bem comum se repetir no final do jogo, enquanto Dallas marchava para tentar um field goal que daria a virada. Contudo, Cowboys se perdeu no relógio e não teve tempo de efetuar o chute que da vitória.

Detroit Lions 39@35 Indianapolis Colts
O destaque desse duelo foram as defesas ruins, que para variar não funcionaram e deixaram que os ataques conseguissem se impor durante as campanhas. O placar elástico mostra que defender foi um problema, mas não significa que não foi um duelo equilibrado. O Colts ficou quase o tempo inteiro atrás do placar e a virada veio apenas no minuto final. Porém, o Lions recuperou a posse e avançou, conquistando um field goal e, quando Indianapolis estava com quatro segundos no relógio e a bola, acabou se enrolando e o desespero deu em um safety.

New England Patriots 23@21 Arizona Cardinals
Foi difícil, foi suado, mas, em mais uma partida emocionante, os Patriots conseguiram derrotar a fortíssima equipe de Arizona na estreia. Mesmo sem Brady, Gronkowski, Dion Lewis, Nate Solder e Ro Ninkovich, a franquia de Boston volta para casa com a vitória na bagagem. Com a difícil tarefa de substituir o insubstituível, Jimmy Garoppolo foi bem, soube aparecer nos momentos certos e foi bem auxiliado pela contestada e desfalcada OL patriota. Já os Cardinals, um dos francos favoritos ao Super Bowl, mostrou ter um ataque bastante explosivo e por muito pouco não ficou com a vitória.

Logo no começo, Jimmy provou que é muito mais que um rostinho bonito e conectou um passe de 39 jardas para Chris Hogan abrir o placar. Foi o primeiro passe para TD de Jimmy G na NFL. Ainda no primeiro quarto, os Pats anotaram um fiel goal de 47yds com Gostkowski. Tudo indicava que o jogo tomaria o mesmo rumo no segundo quarto, mas Chandler Jones mostrou que a lei do ex não perdoa nem na NFL, recuperou um fumble de Garoppolo e deu um gás ao time de Arizona. O turnover foi capitalizado, após longa campanha, com uma clássica conexão de Carson Palmer com Larry Fitzgerald.

Na primeira campanha ofensiva do segundo tempo, LeGarrette Blount fez o que melhor sabe: passou como um trator pela defesa adversária e aumentou a vantagem patriota. Seguindo o script da primeira etapa, os Cardinals conseguiram mais um turnover e logo depois descontaram com um TD de David Johnson. Depois, foi a vez do Sr. Automático Gostkowski anotar mais um FG, desta vez de 53yds. Fitzgerald colocou o Cardinals em vantagem, pela primeira vez no jogo, com uma baita recepção no o canto esquerdo da endzone. Os comandados de Bill Belichick gastaram o relógio o máximo que puderam e saíram de campo recuperando a vantagem, após Stephen Gostkowski acertar seu terceiro FG na noite. Se o kicker de New England viveu uma noite perfeita, o mesmo não pode-se dizer de Chandler Catanzaro. Palmer posicionou seu kicker para um chute de 47 jardas a 40 segundos do fim, mas, prejudicado por um snap ruim e uma demora do holder para ajeitar a bola, Catanzaro errou.

Pittsburgh Steelers 38@16 Washington Redskins
Steelers mostram força em Washington e não tomam conhecimento do Redskins. Mesmo com o importante desfalque do RB Le’veon Bell o ataque de Pittsburgh comandado pelo Big Ben atropelou a defesa dos Red Skins. Variando bem seu ataque entre jogadas aéreas com o WR Antony Brown e terrestres com o RB DeAngelo Willams, Big Ben mostrou que os Steelers vêm para brigar forte na temporada 2016/2017. Pelos Redskins o alento fica pelo primeiro quarto da defesa que incomodou bastante o QB adversário.

Los Angeles Rams 00@28 San Francisco 49ers 
 “Acadêmicos dos Los Angeles Rams. NOTA: ZEROOOOOOO...”. E assim começa a saga do HC Chip Kelly no comando dos 49ers. Jogando em Santa Clara os 49ers não tomaram conhecimento e atropelaram os Rams. A franquia recém-contratada de Los Angeles cometeu muitos erros no ataque facilitando o trabalho da defesa de San Francisco que anulou com primazia as investidas do RB Tood Gurley. O destaque da partida foi Carlos Hyde RB dos 49ers que anotou 2TD e correu para 88 jardas.

A partida que teve o primeiro Shutout da temporada encerrou a primeira semana da temporada regular da NFL. Seja bem vinda de volta sua linda.

Janaína Wille (@janainawille), Mariana Sá (@marigarboggini) e Marcílio Viana (@MarcilioVM)
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana