A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Xepa LF - #27

  Fala, Cartoleiros e Cartoleiras

Senhoras e Senhores, meninas e meninos, quanta honra estar com vocês, brincar com vocês, mitar com vocês.

Didico e o Bruxo se alongando para mais um final de semana
Mais um decreto do final de semana quase chegando, e como todo bom confrade já estou adiantando meu serviço para poder mandar aquele MIM ACHER.

Depois de muitas rodadas fazendo boas apresentações, o Xepinha caiu um pouco de produção. Entretanto, aqui é trabalho, companheiro! Queremos retomar a liderança do mês na Liga Linha de Fundo e entrar no G5 do campeonato.

Então, sem mais delongas, vamos ao que interessa!

XEPA LF FC



Vanderlei – Goleiro
Jogando fora de casa contra o Sport, Vanderlei tem boas chances de sair com muitas DD’s e quiçá SG. O goleiro tem boa média e se destaca pelos seus jogos longe da Vila.

Fábio Santos – Lateral
O Atlético é um dos favoritos ao título e precisa demais da vitória. Já o Inter, de Celso Roth, deverá se fechar todo na defesa; contando com isso, o Galo terá que jogar pelos lados e Fábio Santos participará muito dos lances.

Ayrton - Lateral
Mesmo não sendo um ótimo mandante, o Figueirense dificilmente decepciona o Xepa. No Orlando Scarpelli, o Catarinense vai pegar o Santa Cruz, no Domingo. Promessa de um jogo fraco e com isso Ayrton poderá levar vantagem sobre Léo Moura.

Paulo André – Zagueiro
O Furacão é o melhor mandante do campeonato e jogará contra a Ponte Preta, que pouco assusta fora de casa. Jogo na Arena da Baixada é aquele sono e o resultado normal de 1x0 para o time da casa.

Joel Carli – Zagueiro
Estreante no Xepa, o defensor do Botafogo foi o último a ser escolhido, porém, não significa menos importância no nosso time. O Glorioso tenta almejar uma vaga no G4 depois de ser dado como um dos candidatos ao rebaixamento.

Camilo – Meia
O camisa 10 do Alvinegro comanda o time de General Severiano nesse Brasileirão desde que estreou contra o Internacional. Camilo, ou melhor, CAMITO sempre honra a camisa do Xepa e, nessa rodada, enfrentará o lanterna América-MG.

Diego – Meia
Assim como o meia do rival acima, Diego chegou no meio do Brasileirão e já comanda sua equipe. Buscando não ficar só no cheirinho de Hexa, o Flamengo vai enfrentar o conturbado Cruzeiro, em Cariacica, com ingressos esgotados.

Marlone – Meia
Expectativa de jogo polêmico, truncado e tudo mais por conta da partida dessa última quarta-feira (21) pela Copa do Brasil. Outro motivo para escolha do Marlone é a lei do ex...

Erik – Atacante
Não poderia faltar algum jogador do Líder enfrentando o Coritiba, em São Paulo. Erik vai a jogo com a missão de ajudar o Palmeiras a manter a primeira colocação na tabela e ser a maior aposta do Xepa nessa rodada.

Chávez – Atacante
Mesmo fora de casa, Chavéz foi escolhido para vestir a camisa do Xepa na vigésima sétima rodada. O São Paulo vai enfrentar o Vitória, no Barradão. Ambos times precisam dos três pontos para sair de perto do Z4, ou seja, muitos espaços, boas oportunidades para o goleador.

Fred – Atacante
Deverá ser um jogo de ataque contra defesa e nada melhor que Fred nesse tipo de partida. O artilheiro nato gosta bastante de duelos grandes. É a melhor opção de ataque nessa rodada. Anotem e me cobrem depois se não for.

Jair Ventura – Técnico
Mais jogadores de um time, escolha o treinador desse time. É a lógica

Abçs, Galera,

Matheus Freitas  @_MFreitas9_


Linha de Fundo  @SiteLF

Desculpe o transtorno, precisamos falar de Ricardo Gomes

Resultado de imagem para ricardo gomes no são paulo

Após a ida de Bauza para a seleção argentina e um curto período sendo comandado pelo técnico do sub-20, André Jardine, Ricardo Gomes chegou ao São Paulo sendo questionado desde o início pelos torcedores. E continua sendo, até mais do que antes.

Foram 6 jogos no Brasileiro: 2 empates (Internacional - fora - e Coritiba - em casa), 2 vitórias (Figueirense e Cruzeiro, ambas em casa) e 2 derrotas (Palmeiras e Atlético-PR, ambas fora). Com os jogos da Copa do Brasil foram os jogos de ida e volta contra o Juventude, 1 derrota em casa e uma vitória fora (com apenas 1 gol, não o suficiente para classificação). O que gera certa de 44,4% de aproveitamento, em relação ao ex-técnico Bauza, o número é melhor, já que o aproveitamento do argentino foi de 42,6% (em jogos nacionais).


Entretanto, o maior problema não são os resultados, já que os resultados são consequências de erros na escalação e nas substituições. O esquema tático adotado por Ricardo é de 4-1-4-1, que varia entre 4-3-3 e 4-5-1, dependendo da circunstância de jogo em sua visão. O maior problema que o técnico vem enfrentando é arrumar o meio de campo que ficou precário - para não dizer, inexistente - desde a saída de Paulo Henrique Ganso. Para isso, os técnicos (Bauza e Jardine) apostavam em Cueva como meia-armador, o que fazia com que a bola pouco chegasse nos atacantes. Ricardo Gomes então decidiu escalar Wesley nessa posição e optou por colocar Cueva na ponta. Algo que foi extremamente criticado e não compreendido no início, mas que após a partida contra o Figueirense percebemos que é onde ambos rendem mais. O maior "problema" dessa escalação é jogar com 3 volantes (Thiago, Wesley e Hudson) em todas partidas, inclusive nos jogos em casa e nos jogos que é necessário vencer (como contra o Juventude nessa última quinta). Além dos 3 volantes, algo que irrita a torcida tricolor são as substituições errôneas de Ricardo. Como por exemplo, na partida de volta contra o Juventude, o técnico optou por tirar Wesley - que era um dos melhores em campo - para a entrada do atacante Gilberto. O resultado era importante, e era necessário tirar um volante para colocar um atacante, entretanto Gilberto não fez nenhuma boa partida, talvez a melhor opção fosse colocar Daniel - ou até mesmo João Schmidt - no lugar de Thiago Mendes ou Hudson, deixando o meio mais próximo do ataque, já que poucas bolas chegavam nos pés de Chávez, por conta da defesa compacta do adversário. Outro erro nessa partida foi na opção de Buffarini no banco, Bruno foi quem deu assistência no gol de Rodrigo Caio, todavia falhou diversas vezes na marcação e nos passes. 

Talvez o maior erro de Ricardo nessa semana não tenha sido os treinos, a escalação ou as substituições, talvez seu maior erro tenha sido ter dado entrevista após a partida e dizer: "Não podemos esperar que o torcedor aceite a eliminação. Mas foi no primeiro jogo. Nesse jogo merecíamos a classificação. Três vitórias nos últimos quatro jogos, e por isso me deixa com confiança. Confiança pela qualidade do jogo, do espetáculo. No Brasil só fala-se em resultado e pouco se fala da qualidade do jogo. Aconteceu isso hoje, não aconteceu no jogo de ida. Fomos eliminado, sim, mas teve espetáculo". Não, os torcedores não vão aceitar a eliminação, exatamente por isso. A eliminação veio no primeiro jogo, ao perder no Morumbi por 2 a 1, todavia um time como o São Paulo possuía toda condição de vencer do Juventude em Caxias e não sei que jogo Ricardo assistiu para dizer que houve espetáculo. São Paulo foi sim superior toda partida, teve maior posse de bola, mas as maiores chances de perigo foram do Juventude. Tricolor jogou como se o resultado fosse favorável, como quem tinha ganho o primeiro jogo, não perdido. Foram muito passes errados, "chuveirinhos" e erros individuais que entregavam a bola nos pés dos adversários - muitas vezes os deixando em condição de fazer o gol -. 

Mesmo não gostando do comando de Ricardo, devemos apoiá-lo já que faltam poucas rodadas para o término do Brasileiro e nessa época, é completamente difícil algum técnico que aceite comandar uma equipe por curto tempo, além de que é prejudicial aos jogadores e ao time todo em si ficar trocando de técnico. Também não podemos culpar totalmente o técnico pela eliminação e pela má fase. Os jogadores que jogaram muito bem nas últimas partidas do Brasileiro, fizeram "corpo mole" nesse jogo, e alguns como Thiago Mendes, vem fazendo "corpo mole" desde o início do ano. Nós, torcedores, torcemos para que a eliminação na Copa do Brasil não comprometa os jogos no Campeonato Brasileiro, pelo contrário, agora com o foco total nele, São Paulo possui obrigação de "arrancar" de vez na tabela. Tricolor está em 12º com 34 pontos. Seus próximos 4 jogos são: Vitória (fora); Flamengo (em casa); Sport (fora) e Santos (em casa). 


Adiós EFL Cup - Bienvenido Arnautović!

Quando a fase é ruim tudo acontece, até mesmo o inexplicável... E nessa tarde de quarta-feira (21), o Stoke City jogou contra a equipe do Hull City, na cidade de Stoke e os torcedores presenciaram isso.
Mark Hughs continua tentando achar onde está o problema nesse esquema tático em que ele utiliza. Qual será a peça que está falhando tanto? 

Arnautovic is mobbed by his Stoke team-mates after giving his side the lead against Mike Phelan's Hull
Arnautović comemorando gol (Foto: Ogol)
Para a partida diante do Hull City, o técnico decidiu utilizar o goleiro reserva Grant, que aparentemente estava sem ritmo de jogo e algumas falhas bobas podem ser destacadas a partir de alguns chutes simples da equipe do Hull City. Com Shaqiri também poupado, o papel de protagonista foi destinado para Arnautović, que assumiu bem esta responsabilidade. 

Com o jogo bastante pegado no começo , parecia que os adversários ainda estavam se estudando. Após uma roubada de bola de Imbula no meio de campo, Cameron rolou para Arnautović, que foi levando a jogada, deu um drible seco no adversário e arriscou um chute na entrada da área, marcando um belo gol e abrindo o placar.

Marko Arnautovic lets fly with a superb effort which beats the Hull goalkeeper and gives his side the lead in the cup tie
Arnautović arriscando o chute (Foto: capitalbay)
Tudo parecia que iria terminar bem,os Potters finalizaram cinco vezes em 10 minutos, impondo um domínio no primeiro tempo. Porém, aos 45 minutos, Henriksen fez um lançamento na área e Manson acertou a bola ainda no alto e deixou tudo igual. Vale destacar que, para infelicidade do Stoke, o goleiro Grant achou que a bola iria pra fora e não esticou tanto o braço.

No começo do segundo tempo o Stoke pessinou e conseguiu chegar através da bola parada. Em uma falta na intermediária, o camisa 10 do Stoke City e destaque da partida, Arnautović arriscou uma cobrança e até acertou a rede, só que pelo lado de fora.

As primeiras alterações no Stoke vieram aos 70', quando Diouf e Adam entraram na partida, dano mais ofensividade a equipe. Já no fim, em mais uma cobrança favorecendo ao time do Stoke, Adam levantou uma bola na área e levou perigo, depois de uma bate rebate dentro da área. Na sobra, Sobhi teve a oportunidade de matar o confronto, mas chutou em cima de Marshall, que se saiu muito bem no chute a queima roupa.

But it was the visitors who won it as Henriksen scored his first goal in English football to send his side through to round four
Henriksen comemorando o gol da virada (Foto:Readhull)
A resposta veio minutos depois. Em uma lance que parecia ter total controle do Stoke City, Adam acabou errando o tempo da jogada e entregou a bola para a equipe rival, que não perdoou. Weir cruzou rasteiro para área, Maloney tocou para trás de calcanhar e Henriksen complementou o lance, sacramentando a classificação para a equipe visitante.

A zaga havia parado, todos estavam olhando incrédulos, mais um vexame da equipe do Stoke City  sofrendo uma eliminação da EFL Cup em casa. Curiosamente no final do jogo Arnautović junto com Henriksen foram eleitos os melhores jogadores da partida. 

Agora, Mark Hughs deverá analisar novamente o que deu de errado e manter o foco na Premier League, já que o Stoke City atualmente se mantém na lanterna com apenas 1 ponto conquistado. A equipe do Stoke irá receber no dia (24), no Britannia Stadium, o West Bromwich que vem de uma grande vitória por goleada.

COME ON POTTERS!

←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana