A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

sábado, 8 de outubro de 2016

A dor nos ataca em nome de Paraná: CRB volta a perder fora de casa

Em Curitiba, jogo válido pela 30ª rodada, Paraná recebeu o CRB neste sábado (08), sendo uma partida onde as duas equipes necessitavam e muito da vitória, já que vinham de uma sequência lamentável de resultados.


Foto: GloboEsporte

Primeiro tempo

O CRB entrou em campo precisando e muito do resultado. Foi tentando chegar ao gol, mas sem sucesso. E quem conseguiu abrir o placar foi o Paraná. Aos 28' em escanteio cobrado por Nadson, Alisson sobe mais alto que todos na área e marca o primeiro gol da partida para o Paraná. 1 a 0 para os mandantes.

Não demorou muito para o segundo gol paranaense, acabou vindo aos 43' com Wellington Reis. Nadson outra vez na bola parada jogou a redonda na área, e Wellington bateu de primeira, para ampliar o resultado. Paraná 2 a 0.

O pesadelo não parava por ai, e aos 45' Fernando Karanga recebeu no meio, e deu passe para Diego Tavares, que entrou na área, e tocou na saída do goleiro. Paraná 3 a 0.

Claramente a defesa do CRB com dificuldades. Dois lances de bola parada, maior rival do Regatas neste campeonato. 

Segundo tempo

O jogo em si para o CRB estava horrível. Não conseguia nada, e só levava gols. Zé Carlos, Róger Gaúcho entraram no lugar de Neto Baiano e Luidy, respectivamente. A noite que já era horrível, ficou pior. Aos 29' Boaventura recebeu o cartão vermelho após fazer falta. Gabriel entrou no lugar de Welinton Júnior no minuto seguinte.

Aos 31' Nadson tocou para Fernandes, que bateu de longe com sua perna esquerda, e marcou o quarto gol paranaense na partida. 4 a 0 para o Paraná. 

Foto: GloboEsporte

Para diminuir o estrago paranista, o Galo diminuiu aos 36'. Escanteio cobrado pela direita, Zé Carlos se livrou da marcação e bateu de primeira, para diminuir o marcador e evitar uma grande goleada. Dois minutos depois, aos 38' após cobrança de falta pela esquerda, Pitty cortou mal, e Zé Carlos bateu de primeira. Marcos pulou, mas não alcançou. 4 a 2.

43' minutos, e após cobrança da esquerda, o goleiro Marcos saiu mal do gol. Adalberto antecipou-se e cabeceou para o gol. A bola ainda tocou em Pitty antes de entrar, mas de nada adiantou. Paraná 4 a 3 CRB.

O árbitro deu cinco minutos de acréscimo tendo em vista vários detalhes. Mas não adiantou, e aos 49' a bola bateu na mão de Gabriel dentro da área, e o árbitro deu pênalti. Nadson foi para a cobrança e marcou. Paraná 5 a 3.

Próximo compromisso

Agora o Galo volta para Maceió e terá de aguentar os protestos da torcida ao decorrer da semana. Zé Carlos apareceu na partida, e consigo trouxe três gols, marcando dois e chegando aos sete na competição. 


Zagueiro Gustavo Bastos, do ABC, vibra com mais um acesso na carreira



A noite de sexta-feira (07) jamais será esquecida pelos quase 15 mil torcedores que lotaram o Estádio Frasqueirão, em Natal, e viram de perto o acesso do ABC para a Série B do Campeonato Brasileiro. Mas dentro de campo, o zagueiro Gustavo Bastos também tem motivos de sobra para guardar esta data para sempre na memória. Além da bela jogada para o gol do acesso, o defensor alvinegro viveu a mesma emoção na temporada passada, quando vestia a camisa do Vila Nova. Na ocasião, a equipe goiana foi campeã da Série C do Campeonato Brasileiro, tendo o zagueiro como peça fundamental na campanha vitoriosa.

- Em 2015 tive a felicidade de fazer parte da equipe que recolocou o Vila Nova na primeira divisão do Estadual e comemorei também o título da competição nacional. Agora, aqui no ABC, nós conquistamos o Campeonato Potiguar e já garantimos o acesso para a Série B e, diga-se de passagem, foi muito merecido por todos que confiaram no trabalho a longo prazo. Vamos continuar trabalhando com os pés no chão para tentar o bicampeonato, tanto para mim, quanto para o ABC, conta o jogador.

Gustavo Bastos, que chegou em Natal no início da temporada, ainda lembra o quanto foi difícil conquistar esses objetivos.

- Foi um ano muito desgastante, muitas cobranças e falta de confiança no elenco, mas aos poucos, conseguimos dar a volta por cima e mostrar o nosso valor e o respeito que temos em vestir a camisa do ABC, revela.

Além de todas as dificuldades, o zagueiro ainda ficou de fora por quase um mês, após se lesionar na partida contra o Botafogo-PB, no dia 07 de agosto. Bastos sentiu a coxa e permaneceu no Departamento Médico até o início do mês de setembro.

- Quando me machuquei, pensei que não iria conseguir voltar. Mas, trabalhei muito para estar presente neste momento especial. Enquanto o grupo treinava, eu estava treinando no DM, trabalhei firme com os fisiologistas, me empenhei na academia, até mesmo quando o elenco estava de folga, eu estava lá trabalhando. Me dediquei de domingo a domingo para estar presente no jogo do acesso. Batalhei e sonhei com isso. E pude mostrar que estou pronto para ajudar o clube a conquistar o título, garante Bastos.

E foi após um grande jogada do defensor alvinegro, que o Erivélton marcou o gol da vitória.

- Foi um lance muito rápido, sabendo que o Zotti estava jogando o tempo inteiro como um falso atacante, quando a bola rodou entre a defesa do Botafogo, eu consegui ler a jogada e o que o volante faria, então encurtei a marcação em cima do Zotti, antecipei o passe e enxerguei o Erivélton livre. Não pensei duas vezes, toquei para ele e tive a felicidade de acertar um belo passe que resultou no gol, comemora o zagueiro.

Foto: Assessoria de Comunicação / ABC FC

←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana