A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Reds, não nos abalemos, ainda estamos em cima

Liverpool's Philippe Coutinho looks dejected
Coutinho lamenta chance perdida (Foto: Mirror/Divulgação)
Podendo chegar ao mesmo número de pontos dos líderes Arsenal e Manchester City, o Liverpool foi a campo contra o maior rival Manchester United nesta segunda (17). O jogo tinha tudo pra ser bom, ao melhor estilo Premier League, mas acabou com um empate sem gols e com poucas chances criadas, muito por conta da tática adotada por José Mourinho.

No primeiro tempo, nenhuma grande chance foi criada por nenhum dos times. O United arriscou manteve-se muito bem postado no campo de defesa e marcando a saída de bola adversária, arriscou apenas em duas oportunidades com chutes de fora da área. Já o Liverpool apostava na movimentação e troca de passes na busca pelo gol; sem eficiência, não levou perigo a De Gea.

A partida melhorou na segunda etapa, os Reds foram pra cima e conseguiram por alguns minutos estabelecer uma pressão, ainda que não criasse chances de gols. Bailly era o xerife dos visitantes, já a zaga Red participava mais do jogo trocando passes na saída de bola do que qualquer outra coisa; quando exigida, acabava demonstrando pouca confiança, Karius ainda possui deficiências parecidas com Mignolet, e parece que precisaremos de um pouco mais de paciência para curar essa dor de cabeça que é a situação de nossos goleiros. Aos 7’, Pogba não teve muito problema pra cruzar e deixar Ibrahimovic sozinho, cara a cara com Karius, por sorte o sueco errou o cabeceio e mandou a bola pro lado.

Durante toda a partida o Liverpool esteve perto do gol apenas duas vezes e nas duas parou em um homem: David de Gea. O goleiro espanhol parou o chute de Emre Can aos 13’; aos 25’, Coutinho acertou um lindo chute de fora da área, mas o goleiro foi além e de maneira sensacional evitou o gol.



Apesar do Liverpool ter sido o melhor durante a maior parte do tempo, o empate no final saiu justo, já que o time visitante mostrou-se eficiente em sua proposta de jogo, que consistia em se defender. Foi por detalhes que a vitória não veio; faltou que alguém fizesse a diferença, Coutinho por pouco não foi esse jogador, Firmino e Manè foram apagados pela marcação forte do United. Apesar da fase pedir vitória sempre, clássico é clássico e o empate é aceitável. Espera-se que na próxima rodada voltemos a vencer para que continuemos na cola dos líderes.

Figueirense entra com recurso para anular partida com Palmeiras

E eis que virou moda pedir anulação de partida. Depois do Fluminense entrar no STJD com o pedido de impugnação do resultado de sua partida contra o Flamengo, nesta terça-feira, foi a vez do Figueirense entrar com o tal pedido.

O Presidente do Figueirense alega um 'erro de direito' da arbitragem na cobrança de lateral em que originou o segundo gol do Palmeiras no jogo deste último domingo (16), válido pela 31 rodada do Brasileirão.

Para se entender melhor, o erro de direito consiste no desconhecimento das regras ou na aplicação dessas regras de maneira errônea diante desse desconhecimento. Ou seja, o Figueirense em sua denúncia, alega que o árbitro da partida de domingo, errou por não conhecer a regra.

No lance citado, Dudu cobra o lateral rente a linha e não se tem certeza de que a bola entrou ou não no campo. Em sequência, Gabriel Jesus faz jogada e Jean faz o gol. O lance é muito difícil. A olho nu é quase impossível. Antes de produzir o texto para você, leitor do Linha de Fundo, o lance foi visto e revisto inúmeras vezes para se ter a certeza de algo, mas foi impossível ter uma opinião formada.

A opinião de maioria da torcida do Figueirense diz que o erro do árbitro não justifica o pedido de anulação. Concordo. Imagine você, se todo time prejudicado pedisse a anulação do jogo. Essa ação do Presidente Wilfredo Brillinger é uma bizarrice de tal tamanho, que chega a ser engraçado.

Muita gente comparando ao caso do Fla x Flu. Totalmente diferente. Totalmente! No caso do Fla x Flu, houve uma interferência externa o que é proibido pelas regras da FIFA. Nesse caso de Figueirense x Palmeiras, é só um erro de arbitragem. E o Figueirense pode alegar, sim como erro de direito. Mas tem é que provar que o árbitro desconhecia das regras.

Essa história pode dar muito pano pra manga, assim como pode dar em absolutamente nada, o que é provável. Mas o que é certo é que o futebol brasileira é um enorme circo em que acontecem coisas que até Deus duvida. E não é de hoje.

Patrick Silva | @figueiradepre

Em jogo de golaços, Milan vence e se coloca na briga por vaga a UCL

Nesse domingo (16), o Milan enfrentou o Chievo, fora de casa, pela 7a rodada do Campeonato Italiano. 
A partida entre o até então 5° colocado Chievo, surpresa do campeonato, o Milan, 6°, que também surpreendente, valia o segundo lugar do campeonato. A partida começou quente, o Chievo assustou nos primeiros 15 minutos, com jogadas laterais e se aproveitando da ideia de jogo do Milan, que cedia a bola ao adversário. Após os primeiros quinze minutos de pressão dos mandantes, o jogo esfriou, o Milan trabalhava mais a bola, e não cedia espaço para o jogo veloz da equipe de média de idade mais velha do campeonato.Tudo se encaminhava para um fim de primeiro tempo calmo, até que aos 44 minutos do segundo tempo o esloveno Kucka, roubar a bola já no campo de ataque, puxar para a perna esquerda e acertar um belo chute de longe. 0-1 para os visitantes de Milão.
Ambas as equipes não mudaram de jogadores, mas sim de personalidade. Mesmo com a saída de Chievo, logo aos 40 segundos Niang, deu um corte seco no zagueiro Gamberini e marcou um belo gol, o segundo golaço, o segundo do Milan. 


Mesmo com o gol, o Milan nao cansou, foram chances perdidas com Suso chutando de fora com desvio da defesa, Lapadula e uma grande defesa com o pé de Sorrentino, Niang com uma cabeçada rente ao travessão, todas elas com 20 minutos do segundo tempo. E como o clichê diz, quem não faz... 
Falta próxima a área e Valter Birsa, ex Milan, marcou com precisão. 1x2 que fez a equipe ir pra cima nos 15 minutos finais. O Chievo tinha a bola, mas não dava perigo ao Milan, que tentava converter os contra-ataques em gol.E no fim, já aos 49, o colombiano Carlos Bacca, que tinha entrado no decorrer da partida chuta a bola em direção a Dainelli a bola bate no zagueiro,e mata Sorrentino, dando números finais a partida, Chievo 1x3 Milan.

Com os três pontos, o Milan avançou na tabela, e foi para a 3a colocação, empatado com 16 pontos com a segunda colocada Roma. Já o Chievo, foi para sétimo, com 13 pontos.
Na próxima rodada, o Milan enfrenta a líder Juventus em casa, no sábado, e o time de Verona

Escalações:
Chievo Verona (4-4-2): Sorrentino, Gobi, Cacciatore, Dainelli, Gamberini; Castro, Birsa, Izco (De Guzman), Radovanovic, Inglessi (Meggiorini), Floro Flores (Pellissier). TEC: R. Maran.

Milan (4-3-3): Donnarumma; Abate, Paletta, Romagnoli, De Sciglio; Kucka, Locatelli, Bonaventura; Niang (Bacca), Suso (Poli), Lapadula (Sosa). TEC: V. Montella

POR: @acm_vinicius

Ainda bem que temos VOCÊ!

De Gea opera mais um milagre! (Reuters)
Como falei na última rodada, nosso paredão tem muito, mas muito crédito e, no clássico contra os menudos de Liverpool, De Gea garantiu o placar em branco.

Primeira grande defesa no maior clássico da Inglaterra! (Sky Sports)

Ele chegou em 29 de junho de 2011 para assumir o lugar de Van der Sar e confesso que de cara não me agradei muito da escolha do jovem espanhol desengonçado, mas tinha que dar um crédito a Sir Alex Ferguson que endossou a contratação.

Não teve uma chegada tranquila, inclusive houve um pequeno rodizio com o dinamarques Lindegaard, mas depois conquistou em definitivo a posição de número 1 do Manchester, na temporada seguinte conquistou sua primeira Premier League. Até agora a única, mas espero que venham outras pelos Red Devils. Voltou a conquistar um titulo de maior expressão na última temporada, com a FA Cup, o campeonato mais tradicional do mundo, e teve algumas super copas da Inglaterra, se não me engano três, 2011, 2013 e 2016.

Segunda grande defesa no chute de Coutinho! (Sky Sports)

O que mais me impressiona nele são as defesas de plástica e agilidade, em algumas parece até impossível que o corpo humano possa esticar, contorcer e reagir tão rapidamente. Costumo comentar com os meus amigos que são defesas de FIFA SOCCER, um jogo de videogame, são saltos gigantescos buscando bolas que entrariam exatamente na junção da trave com o travessão, a famosa gaveta, ou defesas de extrema explosão a queima roupa e até defesas desengonçadas com os pés, mostrando que o importante é a bola não entrar. Com essas defesas garantiu também prêmios individuais, foi o melhor goleiro europeu sub21 em 2011, o goleiro da seleção da Premier League 12/13 e atual tri campeão do prêmio Sir Matt Busby (13/14, 14/15 e 15/16). Não tem como negar nosso paredão já está registrado na história do clube.

Os dois destaques do Manchester no clássico, muito pouco para nossas ambições. (news group newspapers ltd)

Na temporada passada quase o perdemos para o galático Real Madrid, mas graças a um atraso na documentação garantimos ele por mais uma temporada, e com isso a grata surpresa da renovação, com a chegada de Mourinho e a decisão dele de continuar mais alguns anos conosco.

Muito bem na parte defensiva Herrera não deu espaço para o Liverpool. (Getty Images)

Você deve estar se perguntando, essa coluna não é sobre o clássico? O jogo foi tão ruim que nem sei se deveria mencionar mais alguma coisa que não fosse as duas defesas do nosso goleiro, uma num chute quase na pequena área e outra num arremate da entrada da área. Daquele jogador da seleção brasileira que adora marcar gols daí, mas ele não esperava que nosso goleiro fosse estragar a festa. Do resto do time só vou mencionar o também espanhol Herrera, 11 desarmes e anulou esse mesmo jogador que tentou marcar um gol em De Gea.

Se você for de Recife e quiser acompanhar o próximo jogo contra o Chelsea (domingo, 23/10 ao Meio Dia) com a galera do Manchester United BR e Red Devils Brasil, pode chegar que vai ser super bem vindo, venha nos encontrar no Open Time, olha o endereço:
Rua Real da Torre, 954 – Torre, Recife – PE
Torcedores do Chelsea, ou outros clubes ingleses são todos bem vindos, coloque o seu manto e venha fazer parte!

Vista seu manto e venha participar! (MUFCBR Red Devils Brasil)

Até a próxima rodada e GGMU!

Com virada heróica, São Paulo se distancia do Z4.

XÔ ZICA! Com gols de Thiago Mendes e Rodrigo Caio, São Paulo vira o jogo no Rio de Janeiro, e sobe na tabela



Depois de 4 jogos sem vencer, São Paulo foi até o Rio de Janeiro tendo a dura missão de trazer os 3 pontos contra o Fluminense. Com uma semana perturbada e possível queda de técnico caso houvesse derrota, o Tricolor suou, batalhou, mas conseguiu levar os 3 pontos no avião de volta para São Paulo.

Provavelmente se você assistiu apenas o 1º tempo da partida não deve ter entendido como o São Paulo virou o jogo. Na 1ª etapa, houve ataques massacradores do Tricolor Carioca. A defesa são-paulina conseguiu por um bom tempo conseguir conter o ataque fluminense, entretanto após bobeada da zaga são-paulina, Wellington foi derrubado na área por Denis, ele mesmo cobrou o pênalti e converteu. 1 a 0 para o Fluminense. Tricolor Paulista teve chance de empatar no final do 1º tempo, após saída errada de bola do time da casa, porém Cueva bateu cruzado e a bola tocou na trave e saiu pela linha de fundo.


Os primeiros minutos da 2ª etapa ainda estavam desesperadores para o torcedor são-paulino, com direito a bola no travessão e Denis espalmando, a história começou a mudar quando o atacante da base David Neres entrou no lugar de Buffarini, assim Wesley ficou na lateral, enquanto David Neres foi para o meio. E foi em uma jogada dele que quase o São Paulo fez, todavia Thiago falhou na finalização. Falhou nesse, mas não falhou no outro. Depois de cobrança de falta de Wesley, a zaga do Fluminense afastou e no rebote Kelvim jogou para área, Chavez dominou e cruzou, Gum e Marquinho falharam e a bola sobrou nos pés de Thiago Mendes que pegou o rebote e arriscou de fora da área, a bola ainda desviou no Gum e entrou no canto de Júlio César. Depois do empate, só deu São Paulo. Thiago teve outra chance, dessa vez a bola acertou o travessão. Mas aos 36', depois do Levir tanto dizer para os jogadores do Fluminense tomarem cuidado com ele, Rodrigo Caio, virou o placar. Após cobrança de escanteio de Kelvin, Rodrigo subiu mais alto que a zaga e cabeceou para o fundo do gol. São Paulo teve a chance de ampliar o placar com Cueva, mas a bola parou nos pés de Júlio César. Interessante comentar que após o gol de Rodrigo Caio, o zagueiro foi até o banco abraçar o técnico Ricardo Gomes e ainda soltou um "esse foi pra ti", já que o técnico sofre extrema pressão no comando do time. 

Com esse resultado, São Paulo pula de 16º para 12º, agora com 39 pontos. Próximo jogo é contra a Ponte Preta, sábado (22/10), às 17h no Morumbi. A provável escalação do time deve ser o qual terminou a partida do Fluminense, sem Maicon que levou o terceiro amarelo. Os suspensos são: Maicon, Buffarini e Lugano. Mas tem a volta de Lyanco. 



FICHA TÉCNICA
Local: Estádio Giulite Coutinho, Mesquita - RJ
Gols: Wellington (FLU); Rodrigo Caio e Thiago Mendes (SAO)
Cartões Amarelos: Wellington (FLU); Denis, Buffarini, Maicon e Lugano (SAO)

FLUMINENSE:
Júlio César; Wellington Silva (Igor Julião), Gum, Henrique e Giovanni; Pierre (Douglas), Cícero, Gustavo Scarpa e Marcos Junior (Marquinho); Wellington e Richarlison. Técnico: Levir Culpi

SÃO PAULO:
Denis; Buffarini (Kelvin), Maicon, Rodrigo Caio e Mena; João Schmidt, Thiago Mendes, Wesley, Robson (David Neres) e Cueva; Chavez (Pedro). Técnico: Ricardo Gomes

Por @PqMillen
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana