A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

A hora do pesadelo - Parte: QUATRO

Depois da última rodada ficou mais do que comprovado que o Stoke City nesse ano de 2016 continuará com o seu campeonato a parte, disputando um melhor posicionamento no meio da tabela. O time ainda não obteve uma sequência positiva diante dos líderes da Premier League, pelo contrário, dos quatro jogos até agora contra os cinco melhores colocados da Premier League - Tottenham, Manchester City, Arsenal e Liverpool. O time de Stoke foi derrotado e por um placar elástico em todos os jogos, na última terça feia (27) os Potters viajaram até a cidade de Liverpool para enfrentar os Red's que atualmente ocupam a vice-liderança do campeonato e mostraram o porquê tem o melhor ataque da temporada. Com a derrota o Stoke City manteve os 21 pontos conquistados mas caíram para a 13ª posição.

Peter Crouch
Destaque para Peter Crouch que foi relacionado como titular. (Foto:TheMirror)
Para este jogo, Mark Hughes para muitos ousou um pouco na escalação. O gales acabou optando por Peter Crouch que fez o papel de centroavante fixo, recuando o veterano J.Walters que vinha desenvolvendo esse papel. Walters acabou formando a trinca dos três meias atacantes ao lado de Allen e Diouf, Algo que repercutiu mais do que a derrota do time, foi a insistência do técnico em manter um dos melhores jogadores do time na reserva, Shaqiri mais uma vez não saiu do banco de reservas nem para o aquecimento, o treinador não comentou sobre o caso.

ESQUEMA TÁTICO



A proposta do time do Stoke City ficou clara desde o ponta pé inicial, dar um pouco mais a posse de bola para o adversário e apostar nos contra-ataques. Com uma defesa bem solida e com volantes que fizeram bem a recomposição durante todo o jogo o resultado em si refletiu o que foi o jogo, o adversário foi superior em todos os quesitos.

Aos 11' após uma bobeira da zaga na saída de bola, Pieters aproveitou e cruzou a bola para área, com a marcação mais reforçada no centroavante P.Crouch, o veterano Walters se antecipou na jogada e desviou a bola para o gol, abrindo o placar em Anfield Road.

J.Walters abrindo o placar. (Foto:TheMirror)
Após o gol o time da casa mudou muito o seu comportamento em campo, esse foi um dos erros do Stoke City, não conseguiram manter a proposta de jogo e a zaga cometeu erros cruciais para a mudança de resultado ainda no primeiro tempo. Aos 35' Lallana recebeu um passe de Mané dentro da área, a zaga não antecipou a jogada e o atacante do Liverpool em dois lances chutou cruzado e empatou a partida.

A virada era só uma questão de tempo, os visitantes tentaram cadenciar mais a partida visando o fim do primeiro tempo para acertar alguns pontos, mas após uma triangulação do lado do campo entre Lallana, Milner e Firmino, a bola sobrou nos pés do atacante brasileiro e chutou colocado para dentro do gol, o goleiro Grant nada pode fazer, já que a bola bateu nas duas traves antes de entrar.

Firmino virando o jogo. (Foto: The Guardian)
Os Potters voltaram para o segundo tempo sem mudanças e com a mesma proposta de jogo, só que dessa vez apostaram mais nos cruzamentos, só no segundo tempo foram sete cruzamentos para área com a intenção de obter sucesso em alguma cabeçada milagrosa de P.Crouch, mas foram os Reds que ampliaram o placar, aos 60' Henderson achou Origi na lateral do campo, o Belga cruzou a bola rasteira para a área e o volante Imbula tentou interceptar a bola, mas cometeu a infelicidade e fez o gol contra, ampliando a vantagem do Liverpool.

Imbula marcando contra. (Foto:TheGuardian)
Com o terceiro gol sofrido na partida, os Potters ficaram entregues em campo, Mark Hughes promoveu uma substituição poupando o volante Whelan e colocando o meia atacante Ramadan Sobhi, para dar ritmo de jogo para o jovem, mas o atacante mal tocou na bola durante o restante do jogo. Aos 70' o jovem zagueiro Shawcross recuou mal a bola, o atacante Sturridge interceptou a bola e com frieza não perdoou e sacramentou o placar com o quarto gol do Liverpool.

Com a derrota diante dos Reds, o time de Stoke City chegou à quarta partida sem vitória, um momento que pode ser comparado com o filme clássico: A hora do pesadelo.

Na próxima rodada os Potters terão outro grande desafio, já que o jogo será em Londres contra o atual líder Chelsea, é um cenário perfeito para encerrar o ano quebrando esse pequeno jejum dessa temporada e quem sabe finalmente conseguir um bom resultante diante do melhor time da competição.

COME ON POTTERS!

Por: Yuri Ramos || Twitter: @yuriramosq
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana