A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

quinta-feira, 20 de abril de 2017

A Velha gigante de Torino

O tempo passa. Implacável destruidor de sonhos e história, muda os os personagens a todo instante. Promove os esquecidos e esquece os protagonistas. Quem tem hoje por volta de 20 anos de idade ou menos nunca viu a Juventus atuar em nível europeu como nas partidas contra o Barcelona. É um choque para muitos, mas apenas uma volta a realidade para tantos outros.

Claro que existem torcedores da Juventus fora da Itália com menos de 20 anos. Eles têm as mais diversas características que os tornaram assim. Uma delas pode ser o apreço em desvendar o passado. Um passado nem tão distante, aliás, que teve apenas um hiato no final da década passada.

Para exaltar a classificação da Juventus, preciso exaltar também nosso adversário. Disse aqui, neste blog, que o Barcelona seria o pior adversário possível para a Juventus. As lembranças de Berlim eram muito latentes na minha mente. Que time não gostaria de ter Messi, Neymar e Suárez?

Entretanto, nosso adversário já não era mais o mesmo de dois anos antes. Faltava coletivo e ansiava desesperadamente pelo lampejo de seus craques. Antes dessa eliminatória muitos diziam (inclusive eu) que Neymar poderia ser candidato ao melhor jogador do mundo nesta temporada. Ficou difícil agora.

Neste momento entra em cena a Velha de Torino. Que muitos desdenharam, que não sabiam da sua grandeza. Ser a maior campeã da Itália não é fácil, não é para qualquer um. Em nenhum outro país europeu temos 3 grandes clubes com tamanha tradição em nível internacional como na Itália. A Itália sempre foi protagonista, seja com sua seleção, seja com os clubes. Desde os primórdios do futebol, até os dias atuais. Na mesma prateleira que os italianos, apenas Brasil e Alemanha conseguem conciliar sucesso de clubes (no caso da Alemanha, no singular) e seleção.
Qualquer torcedor da Juventus sabe este time de cor.  Time que tem coração! Foto: Juventus.com

A Juventus foi implacável. Dominou os dois jogos deixando a bola com o Barcelona. Há alguns anos seria impensável que alguém pudesse dominar um adversário sem a bola. Mais impensável ainda seria que alguém dominaria o Barcelona deixando este, que a trata tão bem, com a posse. A Juve assim o fez e foi magnífica.

Durante os 180 minutos a Juventus controlou o Barcelona, os deixando sem ação, sem saber o que fazer. O empate em 0x0 de ontem (19) mostrou a força do nosso futebol. Alguém lembra a última vez que o Barça ficou sem marcar em casa pela UCL? Talvez a única bola que realmente eles tiveram chance real de marcar (no primeiro jogo, bola de Messi pra Iniesta) entrou em cena aquele que anseia por vencer este torneio. A Velha precisa de seu super-herói. Placar agregado: 3x0 pra Juventus.

Ontem  Allegri não inventou. Não havia porquê inventar. O jogo não estava ganho e existia uma certa dúvida se o Barcelona poderia fazer “La Remuntada”, algo como “a virada”, em catalão. Além de toda história da Juventus ser maior que o PSG (realmente é) o momento futebolístico deste time é superior ao francês. A mentalidade vencedora que esta no DNA da Juventus está neste time que é cinco vezes campeão italiano e duas vezes campeão da Copa da Itália. Porém, falta algo. Falta a UCL.

Difícil elogiar os jogadores individualmente. Todos foram fantásticos. Não há um bianconero vivo no planeta que critique a contratação de Dani Alves. Alex Sandro está na prateleira dos 3 melhores da sua posição. Pjanic e Khedira, a dupla de volantes mais difícil de pensar, está fazendo algo que nem Pirlo, Vidal e Pogba juntos, fizeram. Cuadrado e Mandzukic são chatos demais. Higuain, quando não joga bem, joga pelo time. Então, nos sobram Buffon, Bonucci, Chiellini e Dybala. Esses quatro são o coração da Juventus.

Há dois anos também havíamos chegado na semi da UCL. Nossos outros adversários eram Real, Bayern e Barça. Eliminamos o Real, Barça eliminou o Bayern e o final todos sabem. Hoje temos um cenário completamente diferente. Incluindo o próprio Real Madrid.

O Real Madrid é o time a ser batido, é o favorito. Possui um elenco de dar inveja e não apenas 11 titulares (talvez o maior problema do Barcelona). É o atual campeão, com o melhor jogador do mundo e sem pontos fracos tão visíveis. O time base joga junto há alguns anos e tem um técnico que conhecemos muito bem. Zidane tem o time nas mãos. Time base: Navas, Carvajal, S. Ramos, Pepe (Varane), Marcelo; Casemiro, Kroos, Modric; Bale, C. Ronaldo e Benzema.

O Atlético talvez tenha o perfil mais parecido com a Juventus. Forte sistema defensivo, também costuma controlar os adversários mais fortes sem a posse de bola. É um time que sabe sofrer. Tem talentos no ataque com um que se destaca: Griezmann. Simeone é o grande mentor desta equipe. Chegou duas vezes na final e perdeu as duas para o maior rival. Time base: Oblak, Juanfran, Savic, Godin, F. Luis; Fernandez, Gimenez, Koke, Saul; Carrasco e Griezmann.

O patinho feio da história é o Monaco. Eliminou o Borussia Dortmund sem fazer maiores esforços com um futebol insinuante, envolvente e letal. Leonardo Jardim faz um grande trabalho com uma mistura de jogadores jovens e experientes. Mbappe é a joia do principado. Importante ressaltar que o ótimo trabalho não é apenas na UCL.  No campeonato local, o Monaco lidera com o mesmo número de pontos que o ricaço PSG, com a vantagem de um jogo a menos. Time base: Subasic, Toure, Glik (ele mesmo), Jemerson, Mendy; Bakayoko, Fabinho, Lemar, Bernardo Silvia; Mbappe e Falcao.

Nós estamos melhores que há dois anos, mais consistentes. Não há diferenças no nível do jogo que apresentamos para os outros adversários. Temos nosso próprio estilo (que se aproxima ao estilo do Atlético) e sabemos impor nosso jogo ao adversário, machucá-lo, incomodá-lo. Torcemos agora para que todos os nossos jogadores continuem saudáveis e em boa fase técnica. A parte mental está no caminho certo.
Como de costume, após o jogo os jogadores foram cumprimentar os torcedores bianconeri presentes ao Camp Nou. Eram quase 5 mil. Foto: Juventus.com

Nosso próximo jogo é contra o Genoa, domingo (23) no Juventus Stadium, pelo Campeonato Italiano. É a luta pelo inédito hexa! Antes, teremos o sorteio da semi-final na sexta-feira (21) pela manhã. Quem vem?

Novamente a Juventus fazendo história e se apresentado aos desconhecidos. A Velha é gigante, tem lastro e está trilhando um caminho que nos deixa orgulhosos de apoiar este clube. O envolvimento é grande e não temos nada a temer, apenas respeitar na medida certa.


Fino alla fine, FORZA JUVENTUS!
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana