A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

sábado, 15 de abril de 2017

É campeã, Chapecoense vence Joinville e garante vaga na final do Catarinense

Uma tarde para ficar na história da cidade de Chapecó, os pouco mais de 12 mil torcedores que foram a Arena Condá na tarde deste sábado (15), viveram momentos emocionantes e de lembranças, já que a vitória de 2x0 sobre o Joinville, garantiu o título do returno, e a Taça Sandro Pallaoro para a galeria de troféus do Verdão.

Foto: Sirli Freitas
Foi uma campanha incontestável, muitas vezes usando da superação e a força vinda de 71 estrelas no céu iluminando esse novo grupo de jogadores e comissão técnica. Se no turno faltaram três pontos para alcançar o Avaí na tabela, esses três pontos sobraram no returno, garantindo a melhor campanha na tabela geral com uma rodada de antecedência, já que a equipe da capital foi derrotada em casa para o Almirante Barroso por 1x0.

Com a bola rolando e precisando apenas da vitória para seguir vivo na competição, o Joinville começou os primeiros minutos anulando o Verdão, com forte marcação e a maior posse de bola, a equipe do norte do estado esfriava o jogo, e corria em busca do gol.

E foi assim que o Joinville quase abriu o placar aos 15 minutos, depois de cruzamento de Fernandinho, a zaga do Verdão falhou e a bola caiu nos pés de Bruno Batata, que livre de marcação chutou por cima da meta de Arthur Moraes, e desperdiçou grande oportunidade.

A Chapecoense respondeu aos 19 minutos, quando Reinaldo cobrou falta na direita e encontrou Arthur Caíke, também livre de marcação cabecear por cima do travessão de Matheus. A bola parada era mesmo a principal arma para o Verdão tentar abrir o placar, novamente em cobrança de falta, mas desta vez direto, Reinaldo quase surpreendeu e encobriu o goleiro do JEC.

E foi na bola parada que a Chape enfim abriu o placar na Arena Condá, aos 31 minutos Reinaldo cobrou o lateral forte na área, o zagueiro Darlei se atrapalhou todo e colocou a mão na bola, Sandro Meira Ricci sem dúvidas assinalou penalidade para o Verdão, o lateral esquerdo foi para a cobrança, deslocando Matheus e jogando a bola no fundo das redes.

O resultado e a noticia da vitória parcial do Almirante Barroso sobre o Avaí incendiaram os torcedores e jogadores do Verdão na segunda etapa, voltando dispostos a definir logo a partida. Logo nos primeiros minutos, uma pressão verde e branca, aos 3 minutos após cobrança de escanteio, Arthur cabeceou no ângulo, Matheus se esticou todo e salvou o Joinville. Dois minutos depois foi a vez de a trave salvar, quando Rossi invadiu a área e tirou do goleiro, caprichosamente a bola bateu na trave e salvou o JEC.

Com o andar do relógio, e a pressão total do Verdão, era questão de tempo para o torcedor soltar o grito de campeão, que ficou mais intenso aos 38 minutos, quando Girotto encontrou Túlio de Mello livre na área para marcar o segundo, definir o placar e dar o título do returno e a vaga na grande final do Campeonato Catarinense.

A Chapecoense volta a campo na próxima terça-feira (18), quando receberá na Arena Condá o Nacional do Uruguai, pela terceira rodada da Taça Libertadores da América.

Com a melhor campanha na classificação geral, a Chapecoense fica com a vantagem de decidir à segunda partida da final na Arena Condá, as datas ainda a serem definidas pela Federação Catarinense de Futebol, mas deverão ficar entre dia 30/04 a partida de ida na Ressacada, já a volta no dia 07/05, na Arena Condá em Chapecó.

A Taça Sandro Pallaoro fica onde deveria estar, em Chapecó e com a Chapecoense, cidade e clube que o presidente Pallaoro, vítima do acidente aéreo do dia 29 de novembro. Sandro foi junto com Maurinho e Cadú, os responsáveis por tirar a Chapecoense de sem série, para a Série A do Brasileirão, e a final da Copa Sul-Americana, o sonho de conquistar a América acabou interrompido a poucos quilômetros de Medellín. Como o presidente sempre tratava do roupeiro ao presidente, foi assim que a Chapecoense cresceu, e vai continuar crescendo, honrando cada passo dado e que jamais será esquecido.

SANDRO, SANDRO PALLAORO PARA SEMPRE IREMOS TE LEMBRAR!

Marcelo Weber || @acfmarcelo
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana