A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

domingo, 15 de janeiro de 2017

Sul-Americano Sub-20: Tudo que você precisa saber sobre o torneio de seleções de base

Dia 18 deste mês, começará no Equador, o torneio mais importante de seleções de base nas Américas. O Sul-Americano Sub-20, que já revelou muitos grandes astros do futebol continental, terá neste ano, sua edição em um dos dois únicos países que não fazem fronteira com o Brasil. Com todas as seleções já convocadas, as delegações já estão chegando ao país, para se preparem para a competição que dá vaga no Mundial da categoria, em Maio, a ser disputado esse ano na Coréia do Sul.

Esse guia especial do Linha de Fundo, vai trazer tudo que você deve saber a respeito dessa competição, quais jogadores já desfilaram seu talento pelos gramados do torneio, e a convocação da nossa seleção para a disputa deste Sul-Americano.
Logo Oficial do Sul-Americano Sub-20
O site trará matérias em todos os dias de competição, falando dos jogos, mostrando a classificação, e claro, sempre dando maior destaque e acompanhamento aos garotos da nossa seleção.

HISTÓRIA:

O campeonato Sul-Americano de seleções Sub-20, é disputado de dois em dois anos, desde sua primeira edição em 1954. Existem muitas confusões envolvendo a data inicial deste torneio, pelo fato de que em 1954, o torneio era disputado com jogadores até 19 anos, um ano a menos do que a idade exigida na atualidade, e também não qualificava nenhuma seleção ao Mundial da categoria, que ainda não existia.

Em 1977, foi a primeira vez que o torneio foi disputado, com distribuição de vaga aos melhores colocados, ao Mundial da categoria. Com chancela da FIFA, finalmente no fim da década de 70, o Mundial de seleções para jogadores até 20 anos foi criado pela entidade, e assim, o Sul-Americano passou a ser via direta para classificação a competição. Esta edição inicial do Sul-Americano, também foi jogada na Venezuela.

Por anos, a idade máxima para se jogar foi de 19 anos, até que em 1983, na primeira edição do torneio realizado na Argentina, a CONMEBOL mudou o regulamento, possibilitando jogadores até 20 anos atuarem no torneio. Regra que se mantém até os dias atuais.

FORMATO:

O formato de disputa sempre foi o mesmo, desde a primeira edição, até os dias atuais. Pelo fato de contar com um número de 10 países associados, a região da CONMEBOL no futebol de base sempre foi organizada com um campeonato de dois grupos de cinco seleções. Em cada um dos grupos, cada seleção joga contra a outra em cinco rodadas, classificando-se três de cada chave, para jogarem um hexagonal final no mesmo formato, todos contra todos. Ao fim das seis rodadas do hexagonal, o campeão, e os outros três melhores colocados, se classificam para o Mundial da categoria.

Em anos que antecedem os Jogos Olímpicos, o torneio também serve de qualificação para o torneio de futebol masculino. Nestas ocasiões, apenas o campeão e o vice garantem vaga nas Olimpíadas. O terceiro e o quarto vão apenas para o Mundial da categoria.

MAIORES CAMPEÕES:

BRASIL – 11 títulos. (Em 1974, 83, 85, 88, 91, 92, 95, 2001, 2007, 2009, 2011)
URUGUAI – 7 títulos. (Em 1954, 58, 64, 75, 77, 79, 81)
ARGENTINA – 5 títulos. (Em 1967, 97, 99, 2003, 2015)
COLÔMBIA – 3 títulos. (Em 1987, 2005, 2013)
PARAGUAI – 1 título. (Em 1971)

Obs: Esses títulos contabilizam também o antigo torneio Pré-Olímpico de seleções. Torneio esse, que deixou de ser disputado no ano de 2003, quando a partir dali então, o próprio Sul-Americano passou a ser a forma direta de qualificação para as Olimpíadas.

ULTIMA EDIÇÃO (URUGUAI-2015):

Na última edição do Sul-Americano Sub-20 disputado, os campeões foram os nossos irmãos Argentinos, jogando em terreno Uruguaio.

Jogado em Montevidéu, nos estádios Gran Parque Central, Domingo Burgueño, Suppici e no gigante Centenário, o torneio foi de 14 de janeiro, até dia 7 de fevereiro de 2015. A seleção Argentina venceu a competição, e se garantiu de tal forma, para os Jogos Olímpicos do Rio, no ano seguinte, justamente pelo título. A vice-campeã, a seleção da Colômbia, foi outra a conseguir ingressar ao torneio olímpico. A seleção Brasileira ficou em quarto, classificou-se ao Mundial da categoria, e como país sede, já estava automaticamente classificado aos Jogos.

Foto: Federação Argentina
O artilheiro do Brasil naquela edição foi o meia Marcos Guilherme, jogador do Atlético-PR, com quatro gols. O goleador máximo foi Giovanni Simeone, filho do técnico Diego Simeone do Atlético de Madrid, e atacante, na época do River Plate. O centroavante fez nove gols no torneio, e ajudou sua seleção a chegar ao título.  

EQUADOR-2017:

Para edição deste ano, ao contrário do que foi no Uruguai há dois anos atrás, o Equador terá quatro cidades como sedes do torneio, e respectivamente quatro estádios. O estádio Bellavista, em Ambatto; estádio Olímpico de Riobamba, em Riobamba; Olímpico Atahualpa, em Quito; e o estádio Olímpico de Ibarra, em Ibarra, serão os locais de jogos na competição neste ano.

O Brasil se encontra no Grupo A, ao lado de Colômbia, Paraguai, Chile, e a dona da casa, Equador. No Grupo B, estão Argentina, Uruguai, Peru, Venezuela e Bolívia. O jogo de abertura será entre Colômbia e Paraguai, mas de fundo, o jogo principal, que marca a estreia dos donos da casa, o Equador enfrentando o Brasil. Ambas as partidas serão em Riobamba.

No Grupo B, os jogos serão no dia seguinte, com abertura de rodada para Uruguai e Venezuela, e logo em seguida, Argentina e Peru.

Os jogos serão sempre intercalados por grupo, dia pós dia. Ou seja, cada seleção terá apenas um dia como descanso. O Brasil, por exemplo, estreia no dia 18, e já no dia 20 joga sua segunda partida. A primeira fase promete ser maçante fisicamente para os atletas.

OS CONVOCADOS DO BRASIL:

O treinador da seleção Brasileira no Sul-Americano do Equador será Rogério Micale. O mesmo responsável por dirigir a seleção nas Olimpíadas do Rio, ano passado, que terminou com o inédito ouro olímpico.

O treinador que continuará seus trabalhos a frente da base da seleção nacional, divulgou no último dia 23 de dezembro, os jogadores que irão defender a camisa canarinho do torneio em Janeiro.

Foto: CBF Oficial
Goleiros: Caíque (Vitória-BA), Cleiton (Atlético-MG), Lucas Perri (São Paulo).

Laterais: Dodô (Coritiba-PR), Guilherme Arana (Corinthians), Robson (Santos), Rogério (Juventus-ITA).

Zagueiros: Gabriel (Avaí-SC), Léo Santos (Corinthians), Lucas Cunha (Braga-POR), Lyanco (São Paulo).

Volantes/Meias: Allan (Hertha Berlim-ALE), Caio Henrique (Atlético de Madrid-ESP), Douglas Luiz (Vasco), Maycon (Corinthians), Lucas Paquetá (Flamengo).

Atacantes: Artur (Palmeiras), David Neres (São Paulo), Felipe Vizeu (Flamengo), Giovanny (Atlético-PR), Léo Jabá (Corinthians), Matheus Sávio (Flamengo), Richarlison (Fluminense).

Na TV: Você acompanha o Sul-Americano Sub-20 no SporTV na televisão fechada, e na Rede Record pela televisão aberta.

Primeiro teste e primeira vitória do ano

Na tarde deste domingo (15), o Figueirense fez um jogo-treino preparatório para o Campeonato Catarinense. A partida foi contra o Inter de Lages, e a vitória foi alvinegra pelo placar de 4x2.

Jovem atacante Elias foi quem iniciou a vitória alvinegra (Foto: Luiz Henrique/Figueirense FC)
Pensando no Catarinense que está por começar em breve, o Figueira entrou em campo com muitas caras novas. No ataque, por exemplo, o alvinegro teve as presenças do jovem Elias, contratado junto ao Brasil de Pelotas, e do experiente Bill, vindo do Ceará. E foi o jovem atacante que resolveu o jogo no primeiro tempo. Com dois gols, Elias pôs o Figueirense com boa vantagem na partida.

Na segunda etapa, o time todo do Figueirense foi modificado, e algumas mudanças também ocorreram na equipe lageana. O Leão Baio diminuiu o placar após cobrança de escanteio de André Gava que Michel Schmöller chegou de cabeça marcando e garantindo a lei do ex da partida. O empate lageano não demorou muito e também veio em cobrança de escanteio. André Gava cobrou, a zaga alvinegra não conseguiu desviar, e o meia Enercino chegou de carrinho para deixar tudo igual.

Minutos depois, o Figueirense concretizaria a vitória com mais dois gols de um mesmo atacante. Primeiramente, o árbitro marcou pênalti para o alvinegro do Estreito. Na cobrança, Anderson Aquino, recém-chegado do Botafogo, cobrou alto e repôs o Figueira em vantagem. Logo em seguida, o mesmo Anderson Aquino bateu no ângulo do goleiro Nei e colocou números finais no jogo-treino.

Após a vitória, o técnico do Figueira Marcos Santos disse que "o que menos importava hoje era o resultado, mas é claro que iniciar o ano com uma vitória é melhor ainda. Estamos trazendo peças que são compatíveis com o nosso orçamento que está menor em relação ao ano anterior. Sabemos das dificuldades, e somente trarão de volta a confiança do nosso torcedor". Derrotado, o meia colorado, Enercino, partiu pelo mesmo discurso e falou que "o resultado não importa nesta etapa do trabalho. As partidas servem principalmente para o time melhorar o condicionamento físico e pegar o ritmo de jogo".

O Figueirense voltará a campo para mais um jogo-treino, quarta-feira (18), contra o Rio Branco-PR, no Scarpelli. Já o Inter de Lages terá como seus próximos testes, a equipe do Passo Fundo-RS, quinta-feira (19), em terras gaúchas. E no sábado (21), o Leão Baio enfrentará o seu xará gaúcho em Viamão.

Ficha Técnica - Figueirense 4x2 Inter de Lages

Data: Domingo, 15 de janeiro de 2017
Horário: 16h (horário de Brasília)
Local: Estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis, SC
Gols: Elias [2x] e Anderson Aquino [2x] (FIG); Michel Schmöller e Enercino (INT)

Figueirense: Luis Carlos (Jr Oliveira), Weldinho (Dudu), Henrique Trevisan (Pereira), Dirceu, (Guilherme Morassi) Marlon; Juliano (Josa), Hélder (Patrick), Everton (João Pedro), Matheus (Anderson Aquino); Elias (Gabriel Esteves), Bill (Índio) | Técnico: Marcos Santos

Inter de Lages: Neto Volpi (Nei), Duda, Cristian, Marcus Vinícius (Dantas), Jefinho (Ganso); Bruno (Kassiano), Michel Schmöller, Mateus Arence, André Gava; Marquinhos (Enercino), Paulo Henrique (Igor) | Técnico: Joel Cornelli

Patrick Silva | @figueiradepre
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana