A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Deus perdoa, o Cruzeiro não

Fala nação azul, juro que estou tentando com todas as minhas forças para não me iludir ou criar expectativas com esse time do Cruzeiro. Uma equipe que muitos subestimam, tiras suas próprias conclusões, mas poucos realmente de fato entendem o que é torcer pelo Cruzeiro. Enfim hoje contra o Tupi, conseguimos escrever mais um capitulo de um triunfo e com o aproveitamento a nosso favor.

Foram cinco jogos disputados ate aqui, e cinco vitórias conquistadas sendo assim o melhor inicio de temporada do Cruzeiro desde 2009. O resultado reflete a maneira que o grupo está entrosado e bem treinado, o que mostra também a maneira que os jogadores têm algum objetivo para esse ano.

E uma ótima observação é que agora nós torcedores, não precisamos mais reclamar sobre a escassez de cobradores de falta, porque agora parece que todos fazem esse tento.

@Cruzeiro
Enaltecer o trabalho de um bom técnico é o mínimo que podemos fazer e é impressionante o que Mano Menezes vem fazendo até agora, um grande exemplo disso é o modo que a Raposa consegue manter a calma nas saídas ou recuperação da bola, sem contar que as trocas de passes estão quase impecáveis, tudo trabalhado, detalhado, sinônimo de uma equipe que sabe o que fazer quando tem algo ao seu favor, é a cara do Cruzeiro Esporte Clube.

Descanso? Esta aí uma coisa que o Cruzeiro não vai saber o que é durante a temporada, quarta-feira já tem a Raposa em campo novamente, dessa vez, estreando pela Copa do Brasil, contra o Volta Redonda, fora de casa, ás 21h45.

Sobre o jogo, não precisa ser um grande entendedor de futebol para saber que a equipe celeste, começou com um nível de superioridade incrível, criou muitas oportunidades, como sempre perdeu alguns gols e desta vez ainda tínhamos a trave para nos impedir.

Só dava Cruzeiro, era questão de tempo para fazermos o primeiro gol. Aos 19’da primeira etapa, em uma cobrança de falta, Rafael Sóbis, não fez um gol, ele fez uma pintura, que golaço, é praticamente indescritível.

@Cruzeiro
Poucos minutos depois, o Maior de Minas balançou novamente as redes, o zagueiro Léo marcou o segundo tento da Raposa e acabou entrando para o top três dos zagueiros artilheiros do Cruzeiro Esporte Clube. Tudo bem, que foi o zagueiro cruzeirense que teve o trabalho de cabecear, mas méritos, para o Ezequiel, certo? Que fez um cruzamento na medida para o jogador.

Acham que acabou por ai? Bom, não, ainda teve caixa para mais dois gols, isso mesmo. Robinho fez o terceiro gol celeste, até porque não pode faltar gol dele. O quarto gol? Sim, ele marcou duas vezes no jogo, Sóbis, que nós quase não criticamos fechou a goleada estrelada para cima do Tupi, 4x0.

Paula Fernandes / @Paulinha_CEC

Mitroglou bisa, Carrillo assina obra de arte e Benfica lidera

Melhor em campo, Carrillo assinou obra de arte na Luz (Foto: Lusa)
O Benfica venceu com autoridade o Arouca, nesta sexta feira na Luz. O placar de 3 a 0 foi uma mostra do melhor Benfica que o adepto encarnado se acostumou a ver, com solidez defensiva e mobilidade pelos flancos, além de passes certos e objetivos. Foi assim que o Glorioso conseguiu a vitória com três tentos, dois de Mitroglou e uma obra de arte de Carrilo, que quase colocou a Luz abaixo. O Benfica ainda jogou toda a segunda etapa com um a menos, após Ederson ver o cartão vermelho no fim dos primeiros 45 minutos.

Os encarnados começaram com grande volume de jogo, Zivkovic e Carrillo estavam infernais pelos lados do campo. Mas o primeiro gol foi de criação da dupla maravilha Jonas recebeu a bola na direita e cruzou para Mitroglou marcar o primeiro da partida. Logo em seguida, em jogada incrível pelo lado esquerdo do campo, em uma bela jogada Entre Eliseu e Carrillo, a bola por fim ficou com o lateral que assistiu Mitroglou que fez o segundo do Benfica e o segundo dele na partida. O grego chegou à marca de 10 gols no campeonato e é o artilheiro benfiquista na temporada.

Júlio César rendeu Ederson, após expulsão do camisa 1
Tudo parecia ter desenhos de uma goleada benfiquista na Luz, sem maiores dificuldades. Foi aí que o árbitro da partida, aliás, o auxiliar José Gomes, alertou o árbitro central Manuel Mota sobre um pontapé de Ederson em Matheus no fim do primeiro tempo. Num lance, em que no máximo o arqueiro deveria receber cartão amarelo.

Júlio César veio para o jogo, e Mitroglou que já havia feito dois foi sacrificado para dar lugar ao arqueiro brasileiro. Júlio César pouco tempo teve para se aquecer, porém fez uma boa defesa antes do fim do primeiro tempo e se mostrou ligado e também focado no objetivo do tetra campeonato.

Ao segundo tempo, o Benfica começou o jogo com tudo e logo aos 3 minutos da etapa complementar fez o terceiro, numa linda jogada coletiva que culminou na mais linda ainda finalização de Carrillo por cobertura. Um gol que fez a Luz quase vir a baixo com seus pouco mais de 46 mil espectadores.

Até o fim, mesmo com um a menos e com a boa vantagem no placar o SLB se fechou e fazia uma partida sem comprometimentos defensivos, Júlio César entrou bem na partida e estava seguro assim como a dupla de zaga. Quanto mais se aproximava o fim do jogo, mais se ouvia das bancadas o grito forte de "EU AMO O BENFICA" vindo das bancadas, no estádio da Luz. Fim de jogo, 3 a 0 e liderança assegurada.

Agora o Benfica pensa noutro campeonato, o próximo compromisso benfiquista é na terça-feira 14, o Borussia Dortmund pelas oitavas de final da Uefa Champions League, jogo no Estádio da Luz.

Dennis Bergkamp, o herói que não voava

No ano de 1995, chegava ao Arsenal certo holandês, seu nome: Dennis Nicolaas Maria Bergkamp, ou simplesmente, Iceman — como ficou conhecido pela frieza absurda ao jogar futebol, uma das principais qualidades de Bergkamp.

Antes de chegar a Londres, Dennis havia tido passagem vitoriosa pelo Ajax (1986-1993); por lá ele marcou 122 gols pelo clube e venceu títulos importantes como a Copa da UEFA e a Recopa Europeia, entre outros... Em 1993, deixou o clube holandês e transferiu-se para a Internazionale; pela Itália sua passagem não foi das melhores, ainda assim, sagrou-se campeão novamente da Copa da UEFA pelo clube italiano.

Após essa breve passagem pela Inter, Bergkamp completou a última transferência de sua carreira como jogador, conforme citado acima, no ano de 1995, rumou ao Norte de Londres para se tornar uma LENDA ABSOLUTA do Arsenal — em minha humilde opinião, Dennis é o maior jogador da história de nosso clube.

Ao todo foram 423 partidas disputadas pelo Arsenal, onde marcou 120 gols e conquistou 11 títulos pelos Gunners: 3 Premier League; 4 FA Cup e 4 Community Shield. Bergkamp fez parte do time invencível de 2003-04 e — talvez a mais amarga lembrança — foi vice-campeão da UEFA Champions League 2005-06.

Uma imagem que simboliza o sucesso do Arsenal (Foto: Arsenal.com).
Dennis continha a classe que poucos jogadores tiveram, era mágico vê-lo jogar, um jogador extremamente inteligente e com uma técnica além do normal — o que diferenciava ele dos demais — e fazia com que as jogadas parecessem fáceis, como encobrir o goleiro adversário, ou dar uma assistência que pudera ser classificada como improvável. Não havia o improvável para Dennis Bergkamp, ele mostrou isso para o mundo com o gol INEXPLICAVELMENTE INACREDITÁVEL, FANTÁSTICO E SURREAL contra o Newcastle, o gol mais épico da história da Premier League  — e tantos outros inesquecíveis.

Por 11 anos o Arsenal teve um herói em seus elencos, entretanto ele não voava, como dito no título do texto. Sim, Dennis Bergkamp não voava, sua frieza ficava só dentro de campo mesmo, pois fora dele não conseguia usá-la para fazer uma simples viagem de avião, chegou até a perder jogos fora da Inglaterra por isso. Algo curioso e engraçado — torço para que ele tenha perdido esse medo.

O tempo passou, trouxe com ele o indesejável fim, o adeus ao futebol de uma lenda não só do Arsenal, mas do esporte em questão. Um dos maiores jogadores que a Holanda já formou; O jogador que nos proporcionou tantas alegrias e momentos que jamais sairão da memória dos torcedores — principalmente nós Gooners — era o momento de se aposentar do futebol, mas terminou da forma mais bonita possível. Nosso Iceman ganhou um testimonial, uma homenagem mais que justa, na verdade, para Dennis, era preciso.

O cenário era ideal e perfeito; Uma despedida na inauguração do novo estádio em partida disputada por lendas do Arsenal e do Ajax. Além de tudo isso, Dennis ainda ganhou uma estátua, que serve como um cartão de visitas ao torcedor que vai ao Emirates, um verdadeiro símbolo do clube imortalizado, ali, em nossa casa, para mostrarmos ao mundo nossa lenda, um atleta único e memorável. Um dos grandes orgulhos de todos os fãs do Arsenal.

Um momento para ser lembrado hoje e sempre (Foto: Arsenal.com).
A parte boa de ser um torcedor é essa, nós temos o prazeroso trabalho de manter a história do nosso clube sempre viva — e como não poderia ser diferente — lembrar-se de Dennis e contar suas histórias não tem preço, cabe a nós apenas apreciar e reverenciar o grande herói que a vida deu ao Arsenal.

Por: Thalles Monari // Twitter: @_thallesmonari

PROMOÇÃO DOS DRAGÕES BOTAFOGO

Neste sábado começa a segunda rodada do Campeonato Paulista de 2017, e o Fogão entra em campo a noite, para enfrentar o Novorizontino, em sua segunda partida no torneio. Essa partida também será o primeiro jogo oficial do Tricolor dentro de seus domínios, no gigante Santa Cruz, mais conhecido popularmente em Ribeirão como "Santão".

Para essa partida, Moacyr Junior deve querer aproveitar os atletas que no decorrer da semana, conseguiram liberação legal no BID para poder atuar. São os casos dos atacantes Francis e Kauê. Ambos contratados no fim da semana passada, não tiveram documentação regularizada a tempo de estrear na partida inaugural do estadual, contra o Palmeiras em São Paulo.

Moacyr recebeu também essa semana o reforço de Clebinho, jogador muito conhecido pelo torcedor do Pantera. Em 2012, em partida frente ao Guarani, na última rodada do Estadual daquele ano, Clebinho fez o gol que garantiu a vitória por 2 a 1 do Fogão, e manteve o time na primeira divisão do campeonato. Ele estava no Caxias, e se machucou gravemente no fim da temporada passada, e vem para fazer a recuperação pós-cirurgia nas instalações do Botafogo. Bem provável que logo após a recuperação, faça parte do plantel.

SEMANA DO FOGÃO:

No decorrer da semana, desde terça-feira quando o elenco voltou a trabalhar focando na partida do próximo sábado, Moacyr teve todos seus atletas do elenco a disposição, e pode organizar a equipe de diversas maneira pensando no adversário que terá pela frente. O técnico comandou treinos táticos e físicos em dois períodos por toda a semana, alternando manhã e tarde. Ele cobrou a mesma vontade e gana, mas algumas mudanças paralelo ao que foi observado na partida contra o Palmeiras.

- Pedi duas mudanças de postura para minha equipe. O que é uma coisa normal. Diante do Palmeiras, tivemos uma busca de saída de jogo diferente daquela que teremos que ter neste sábado. Contra o Novorizontino, temos que colocar em prática tudo aquilo que aprimoramos na pré-temporada, alternando a saída de bola e buscando a transição ofensiva. A segunda mudança será em relação à marcação. Dependendo dos fatores da partida, alternaremos nossa marcação - disse Moacyr Junior.

Foto - Botafogo-SP, site oficial.




Uma das coisas que foi muito treinada pelo comandante durante a semana, foi em relação a chutes ao gol. Um tanto insatisfeito com as múltiplas chances perdidas no jogo diante do Palmeiras, o técnico fez muitos trabalhos de chute ao gol, cobranças de falta, e outras ocasiões de bola parada. Ele pede um rendimento melhor em relação a esse atributo.

O Botafogo ficará hospedado em um hotel, onde fará toda a concentração para a partida fechado, e só irá para o Santa Cruz horas antes de a bola rolar. Entretanto, o time ainda treina amanha no CT Manoel Leão (Isso mesmo, treino em dia de jogo!) e só depois vai para o alojamento.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO - Neneca; Samuel Santos, Gualberto, Matheus Mancini e Fernandinho; Bileu, Marcão Silva, Diego Pituca e Rafael Bastos; Marcão. Técnico: Moacyr Junior.

NOVORIZONTINO - Tom; Moacir, Domingues, Jéci e João Lucas; Éder, Henrique e Fernando Gabriel; Roberto, Alexandre e Cléo Silva. Técnico: Junior Rocha

ARBITRAGEM - Luiz Flávio de Oliveira, ASSISTENTE 1 - Daniel Luis Marques, ASSISTENTE 2 - Marco Antonio de Andrade Motta Junior.

Notas: É apenas o segundo confronto entre as equipes. No primeiro, ouve empate. 1 a 1, em 2016.

PROMOÇÃO DOS DRAGÕES:

A Torcida Os Dragões do Botafogo, estará fazendo uma promoção super interessante e legal para você que estiver indo ao Santa Cruz. Veja abaixo. Vale a pena comparecer!


T.O Os Dragões

T.O Os Dragões

←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana