A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

sábado, 11 de março de 2017

CSA vence, mas depende de combinações para se classificar na Copa do Nordeste

Neste sábado o CSA recebeu o CRB em Maceió pela Copa do Nordeste. Apesar do empenho das duas equipes, em termos técnicos o jogo deixou a desejar. Especialmente no segundo tempo, o CSA buscou mais o gol. Quando o jogo parecia que iria acabar em 0x0, Thiago Potiguar acertou um chute de fora da área que deu a vitória ao CSA pela contagem mínima.

Com a vitória, o Azulão do Mutange chega a seis pontos. Como o Itabaiana venceu hoje, chegando a 10 pontos na competição, o CSA não consegue mais a primeira posição no grupo, já que chegaria a nove pontos com uma eventual vitória sobre o ABC na próxima rodada. Desta forma, para ser um dos três melhores segundos colocados, o CSA precisa torcer por algumas combinações de resultado ainda nesta rodada.

A seguir estão listadas as principais situações que podem ajudar o CSA, caso este vença o ABC em Natal e o Itabaiana não seja derrotado na última rodada do grupo.

Foto: Alisson Frazão/Ascom-CSA
- Grupo A: Mesmo improvável, uma vitória do Uniclinic frente ao Campinense seria muito interessante, pois manteria o time paraibano com oito pontos, sendo seu próximo adversário o líder Santa Cruz em Recife. Entretanto, o retrospecto do Uniclinic não ajuda: Quatro derrotas em quatro jogos.

- Grupo B: Se o Bahia for derrotado pelo Moto Club em São Luís, estaciona em oito pontos na liderança, sendo o segundo colocado o Fortaleza com sete pontos, que já jogou hoje. Como Bahia e Fortaleza se enfrentam na última rodada em Salvador, qualquer resultado serviria. Por outro lado, mesmo que o Bahia vença amanhã, ainda é possível um resultado de interesse neste grupo: Basta o Fortaleza não vencer em Salvador.

- Grupo E: Neste grupo as combinações são maiores. Em resumo, sendo Vitória o líder e Sergipe o vice-líder, ambos com sete pontos, bastam que um dos dois não atinja nove pontos nos próximos dois jogos. Também vale ressaltar que Botafogo/PB e América/RN também não podem alcançar os nove pontos.

Destes três resultados de interesse, ao menos dois precisam acontecer. Dado o retrospecto destes times, é mais provável que os resultados de interesse aconteçam nos grupos B e E.

Vamos acompanhar tudo, mas antes de pensar em todas essas combinações, o CSA precisa fazer seu próprio resultado de interesse em Natal.

O que foi isso, Denis?


Denis falhou nos três gols e São Paulo perdeu (feio) para o Palmeiras.


Após o bom resultado contra o ABC no meio de semana, São Paulo foi até o Allianz Park enfrentar seu rival Palmeiras, pela 8ª rodada do Paulista. Entretanto, com improvisos de Ceni e desastre de Denis, o Tricolor perdeu por 3 a 0.

Até sexta, Cueva estava entre os relacionados para a partida, entretanto, após exames foi constatado risco de lesão e o peruano não foi ao jogo para seguir em tratamento. Assim, Rogério Ceni teve que improvisar e não saiu muito bem com suas escolhas. Apostou em quatro volantes, sim, tu leu direito, quatro. Foram eles: Jucilei, João Schmidt, Thiago Mendes e Cícero. Na teoria, Jucilei e João seriam para proteger a zaga e Thiago Mendes e Cícero reforçariam o ataque. Mas, foi tudo tão confuso que nenhum deu certo. Cícero e Thiago mal apareceram na partida, Jucilei sentiu e foi substituído no 2º tempo e João Schmidt foi um terror à parte. Errou todas as bolas, passes, lançamentos, roubadas de bola, tudo. O pior da partida, sem dúvida.

Comentar o 1º e o 2º tempo separadamente não é necessário, já que o São Paulo fez toda a partida com a mesma tática. A ideia de Ceni - no papel - era contar com contra-ataques rápidos do Tricolor, como sempre ocorreu nos últimos jogos. Todavia, a bola não passou do meio campo. A torcida são-paulina viu o Prass apenas duas vezes na partida. O jogo em si estava bem equilibrado, sem nenhuma chance de perigo para nenhum lado, até o primeiro gol do Palmeiras. Após Buffarini perder a bola na lateral, Dudu recebeu de longe, viu Denis fora do gol e arriscou de longe mesmo. Deu certo. 1 a 0 para o Alviverde. No intervalo, Rogério tirou Jucilei e colocou Wellington Nem, na tentativa de deixar o Tricolor mais ofensivo, ainda colocou Lucas Fernandes no lugar de João Schmidt. Não adiantou. Tchê Tchê fez o segundo, a bola passou no canto do Denis, que não alcançou a bola... O terceiro gol é inexplicável. Borja recebeu, disputou com Douglas e Denis saiu do gol, mal demais, a bola passou por debaixo de suas pernas, com o gol livre, Guerra apenas empurrou para a rede.

A paciência da torcida com o Denis, já não existia, após essa partida, ficou mais do que comprovado de que ele não serve nem para o banco do São Paulo. Esperamos que o reserva do Sidão seja Renan Ribeiro, ou até dar chances para o garoto ser titular, já que quando entrou, entrou bem. No final da partida, Rogério pediu a contratação de um novo camisa 10. Já que ficou claro o quão perdido o time ficou sem um armador. Mas nos improvisos, Ceni poderia ter começado com o garoto Lucas, ao invés de arriscar com os quatros volantes. Destaque para Lucas Pratto, que não recebia a bola, mas voltava para marcar e tentava - de alguma forma - chegar até o ataque palmeirense, além de ter supostamente (ainda irá passar por exames) fraturado o nariz no 1º tempo, pediu para continuar e jogou os 90 min.

Erros à parte, não é hora de abaixar a cabeça. Pela Copa do Brasil, nessa quarta-feira (15/03), tem o jogo de volta contra o ABC, às 19h30. O Tricolor venceu a 1ª partida por 3 a 1. Pelo Paulista, mesmo com o revés, São Paulo continua líder do Grupo B. Próximo jogo é contra o Ituano, no Morumbi, sábado (18/03), às 16h.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Park - São Paulo
Gols: Dudu, Tchê Tchê e Guerra (PAL)
Cartões Amarelos: Vitor Hugo, Thiago Santos e Tchê Tchê (PAL); Rodrigo Caio, João Schmidt e Cícero (SAO)
Arbitragem: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, auxiliado por Bruno Salgado Rizo e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa

PALMEIRAS
Fernando Prass; Fabiano (Jean), Mina, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Tchê Tchê, Michel Bastos, e Guerra; Dudu (Keno) e Willian (Borja). Técnico: Eduardo Baptista

SÃO PAULO
Denis; Buffarini, Douglas, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei (Wellington Nem), João Schmidt (Lucas Fernandes) e Cícero; Thiago Mendes, Luiz Ara[ujp (Araruna) e Lucas Pratto. Técnico: Rogério Ceni

Fim de tabu: CRB perde chance de se classificar antecipado no clássico

Novamente com as torcidas presentes no Rei Pelé, CSA e CRB disputavam jogo válido pela 4ª rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste. A equipe mandante, caso não estaria eliminada da competição, já a equipe visitante poderia se classificar ainda nesta rodada se vencesse e o Itabaiana não conseguisse vencer o ABC.

Escalações:

CRB: Juliano; Marcos, Boaventura, Gabriel e Diego; Adriano, Yuri, Danilo Pires e Sérgio Mota (Chico); Maílson (Clebinho) e Elias (Neto Baiano).
Téc: Léo Condé

CSA: Mota; Celsinho, Thales, Douglas Marques e Rayro; Dawhan, Marcos Antônio, Everton Heleno (Cleyton) e Daniel Costa (Didira); Soares e Jacó (Thiago Potiguar).
Téc: Oliveira Canindé

Primeiro tempo

Jogo quente, euforia por parte das duas equipes. Jogadores discutindo em campo, torcidas cantando para empurrar suas equipes. Poucas chances de gol foram criadas nos primeiros vinte minutos, tocando a bola e tentando chegar pelos lados e pelo meio. Muitas faltas foram acontecendo, sejam de longa distância pelo meio ou pelos lados.

Foto: Globo Esporte
E foi assim, acontecendo fato por fato que as equipes começavam a deixar de brigar em campo para tentar marcar o gol. Maílson começando a ter mais a bola no pé, Danilo Pires também, só que pelo lado direito do campo de ataque. Destaque da equipe azulina neste começo de temporada, Everton Heleno não mostrava o mesmo futebol de partidas anteriores.

Jogador que teve destaque positivo e também alguns negativos na partida foi o zagueiro do CRB, Flávio Boaventura. Discutindo com jogadores do CSA, ajudando na marcação e chegando para finalizar em jogadas de bola parada.

Elias em dois minutos seguidos quase marcou gol. Mota no primeiro lance falhou e Elias também. No segundo lance, bola má recuada para o goleiro que se chocou com o atacante do Galo e precisaram serem atendidos em campo. As principais chances foram do CRB, mas não foram executadas da melhor forma.

Segundo tempo

Voltando para a segunda etapa, a equipe Maruja começou a atacar e exigir do goleiro Juliano. Em dois lances seguidos o arqueiro do Galo teve de participar para evitar o gol. Após os dois lances, Juliano foi atendido e continuou na partida normalmente. E no minuto 5' o primeiro cartão amarelo do jogo, Jacó, atacante do CSA recebeu após falta feita em cima do jogador Flávio Boaventura que foi seguro em vários momentos.

Elias teve outra chance que disputou com o goleiro Mota e novamente esteve perto de marcar o gol. A partida foi ficando interessante para o CRB, Elias sendo acionado sempre no ataque através de jogadas realizadas pela direita e esquerda por Danilo Pires e outros jogadores.

(João Marcelo Cruz / Portal TNH1)
Foto: TNH1
Outro jogo no segundo tempo, equipes disputando espaço por espaço para marcar o gol. As torcidas cantavam e empurravam as equipes para chegar ao gol. As oportunidades eram construídas sempre pelos lados, as finalizações variavam entre área e fora dela. As alterações foram feitas nas duas equipes, pelo CRB, Sérgio Mota foi o primeiro a sair do campo, dando lugar ao folclórico Chico.

Em alguns momentos o jogo "pegava fogo" em um dos ataques. Em outros momentos a partida foi esfriando e não tendo grande participação dos jogadores de frente de ambas as equipes. Muitas discussões aconteceram, mas nenhuma saiu sequer um cartão amarelo. E no minuto 29', Neto Baiano entrou em campo no lugar de Elias. No minuto 38', Clebinho entrou no lugar do jogador Maílson.

O CSA precisava atacar e marcar o gol para continuar vivo na competição, foi se lançando e precisando voltar para marcar o contra-ataque do Galo. E aos 45', após tanto precisar do gol, o CSA conseguiu marcar o gol com Thiago Potiguar para marcar o gol da vitória e deixar a equipe viva na competição. CSA 1 a 0 CRB. Soares expulso no minuto 47' após agredir o jogador Adriano.

Próximo jogo

No dia 19, o Galo irá enfrentar a equipe do Santa Rita na cidade de Boca da Mata, jogo que será válido pela 9ª rodada da primeira fase do Campeonato Alagoano. A partida será realizada no Estádio Olival Elias às 16h.

Foto: Globo Esporte
Números do clássico

508 jogos
193 vitórias do CRB
143 vitórias do CSA
161 empates

Taubaté: remendos e promessas de fortes emoções

O Burro da Central tem neste domingo mais um desafio pelo Campeonato Paulista da Série A2. Desta vez o adversário será a União Barbarense, lanterna da competição. Missão fácil para o Taubaté diante de seu torcedor? Nada disso!

Na rodada anterior, Taubaté bateu o Velo Clube em Rio Claro. Foto: Bruno Castilho/EC Taubaté
Apesar da grande diferença entre pontos das equipes no torneio, tudo indica que o torcedor taubateano terá uma manhã de fortes emoções. Primeiro pelo fato de o time até agora não passar muita confiança, apesar da sexta colocação, e segundo, pelos improvisos que o técnico Evaristo Piza terá que mais uma vez realizar na escalação dos onze titulares.

Não bastasse o velho problema da lateral esquerda, aonde Pedro Henrique e Rodrigo Soares seguem vetados pelo Departamento Médico, sendo que o primeiro deles dificilmente irá se recuperar a tempo de voltar a vestir a camisa do Taubaté na competição, para esta rodada Evaristo terá que quebrar a cabeça para escolher quem será o lateral direito do Alviazul. Rafael Ferro, novamente suspenso, e Israel, machucados, estão fora da partida. O provável substituto será o atacante Gabriel, que nos poucos minutos que esteve em campo na competição, atuando sem sua função de origem, pouco mostrou. O volante Alex Silva também pode pintar com a camisa de número 2 nesta partida.

Outra baixa certa é o zagueiro Éder, com problemas no joelho. Júnior Campos terá nova oportunidade entre os titulares.

O que também serve de alerta ao taubateano é a evolução do adversário, que na rodada anterior conquistou sua primeira vitória no torneio, e nos jogos anteriores dificultou a vida de equipes que, assim como o Taubaté, estão na parte de cima da tabela. Aquela Barbarense saco de pancadas das primeiras rodadas não existe mais.

Fica o alerta ao Taubaté. Vencer em casa é obrigação, caso contrário, um novo tropeço no Joaquinzão não será aceito pelo torcedor.

FC Porto goleia novamente e vence a nona partida consecutiva na Liga NOS

[Fonte: Site Oficial do FC Porto]
Dos últimos quatro jogos na Liga NOS, o FC Porto goleou três. A vítima da vez foi o Arouca, mesmo jogando fora de casa, os tripeiros não tiveram dó dos mandantes e golearam por 4x0. Os Dragões estão na liderança, mas o Benfica ainda joga na rodada contra o Belenenses dentro de casa e podem ultrapassar os azuis e brancos. O FC Porto vem esperando um tropeço rival vermelho à tempo, uma hora, eles  vão cair. Na próxima terça-feira, o Porto vai ter uma dura tarefa, Juventus, fora de casa, pela UEFA Champions League.

O atacante Soares que foi eleito o melhor jogador da liga no mês de fevereiro, foi mais uma vez infernal para o novo adversário. O camisa 29 marcou duas vezes e passou o outro atacante do Porto André Silva na vice-artilharia do campeonato, perdendo apenas para Bast Dost do Sporting. Os outros gols foram marcados por Danilo Pereira- jogador mais regular do time- e Diogo Jota no seu primeiro toque na bola.

[Fonte: Site Oficial do FC Porto]
A torcida do Porto deu mais um show, parecia que os tripeiros estavam a jogar em casa. O lateral-direito Maxi Pereira e o meio campista André receberam cartão amarelo e estão suspensos do próximo confronto na Liga. Com isso, enfrentam o Benfica, numa rodada dificílima que pode decidir o campeonato. O volante Rúben Neves teve o gol mais bonito do mês de fevereiro, quando marcou diante do Tondela.
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana