A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

terça-feira, 28 de março de 2017

Amargo empate para o Uberlândia

Uberlândia, MG, 28 - Com interferência direta da arbitragem e diante de uma bela festa no monumental do Parque do Sábia, Cruzeiro arrancOU empate com o UEC.

Ontem (27) o torcedor do Maior Verde de Minas Gerais, teve motivos para encher o peito de orgulho, de dizer com todas as letras - U-B-E-R-L-Â-N-D-I-A. Aquela euforia de torcer pelo time de sua cidade e mais que isso, receber e não se acovardar frente ao "todo poderoso" Cruzeiro, foi vivida novamente em uma noite mágica de segunda-feira em Uberlândia, como há muito não se respirava, a paixão pelo Furacão Verde da Mogiana, pulsa.

Árbitro da partida viveu "outra" noite ruim. Foto: Reprodução/Twitter Oficial da Federação Mineira de Futebol.
O público que foi ao Parque do Sábia, que lotou as áreas que foram abertas para a partida, mobilizou a cidade com o ar do futebol brasileiro de outrora, na arquibancada mostramos ao restante do estado que aqui Cruzeiro e Atlético são meros rivais, jamais os preferidos do coração uberlandense. Mostramos que aqui o ambiente é hostil e que a capital não tem vez. Comprovamos apenas que temos a melhor média do interior do estado.

É possível tirar algumas conclusões claras do confronto, o Cruzeiro apresentou um pobre futebol, o Uberlândia se superou, soube lidar com o time da capital mineira e por vezes esteve melhor na partida e podemos também constatar que vimos mais do mesmo, choveu no molhado, foi jogo de cartas marcadas, use o ditado popular que melhor lhe convir. É deprimente ver uma atuação tão tendenciosa da arbitragem, novamente, rotineiramente.

O detalhe é que esse comentário acontece nas Minas Gerais desde que o interior é interior, é algo ouvido de norte a sul, do triângulo à zona da mata. Sempre a equipe do interior é prejudicada ou no mínimo tratado com critérios diferenciados. Na capital não se tem tal noção, pois, não passam ou sofrem o que as equipes do interior vivem ano após ano.

O que não entendo é por quê? Porquê uma equipe que tem um investimento imensamente superior, maior capacidade de atrair patrocínio, de maior torcida, maior exposição midiática, com atletas mais técnicos, mais fortes fisicamente, mais velozes e uma infindável lista de adjetivos, necessitam de ajuda. O que sei viu no Sábia foi um verdadeiro show de horrores.

Com bola rolando, o Verdão foi tratando logo de abrir o placar, aos 7 minutos com Schumacher. Com o placar a favor, o UEC não se fechou na defesa, longe disso, dentro de nossas possibilidades jogamos, o Cruzeiro até teve mais volume de jogo, mas chances claras, nenhuma. Aí então entrou em cena a figura do "assoprador de apito" que viu pênalti inexistente no último lance da primeira etapa que Sobis converteu. O pseudo-pênalti foi o ato máximo, pois uma incontável quantidade de faltas marcadas próximo à área do Uberlândia, o que, aliás, é praxe aconteceu novamente. Final de primeiro tempo, 1-1.

L'immagine può contenere: 2 persone, persone che praticano sport e spazio all'aperto
Uberlândia se portou bem durante toda a partida. Foto: Daniel Teobaldo/Cruzeiro.
No segundo tempo, o Cruzeiro voltou pressionando e logo virou a partida com Ábila. Depois do gol, o Uberlândia não se apequenou e foi quando a torcida ajudou a renovar o brio da equipe, o Verdão passou a pressionar o Cruzeiro, acertou bola na trave, perdeu gol feito, e viu o adversário apelar para a cera, isso mesmo, o time da capital fez cera para segurar o resultado no Parque. Mas não deixaríamos escapar o resultado, em uma jogada magnífica de Schumacher no pivô, ajeitando para Caio Dantas finalizar de primeira buscando o ângulo e explodindo a massa verde e branca. Final apesar dos obstáculos, 2-2.

O UEC segue vivo na disputa por uma vaga na semifinal, a Série D está praticamente assegurada para 2018 e teremos um confronto decisivo no clássico do Triângulo em Patos de Minas no próximo final de semana. De ponto positivo a coragem dos jogadores e do Catanoce de jogarem para cima e não desistirem nunca. Nota triste para a lesão no cotovelo do garoto da base, Saulo, que fazia sua estreia.

Uberlândia: Thiago Braga, Cesinha, Mauro Viana, Bruno Costa, Rogério, Bruno Moreno, Rodney, Alê, Diogo (Juninho Arcanjo), Jerfersom Berger (Saulo) (Caio Dantas), Shumacher. Tec. Paulo César Catanoce.

Próximo Jogo pelo Campeonato Mineiro:
02 de Abril - 16h (hora de Brasília) - Zama Maciel
URT x Uberlândia.

Por: @carlosjr92educa
Carlos Alberto de Sousa Júnior - Colunista do Uberlândia

Fixo Willian Perú vive a expectativa da estreia do Joaçaba Futsal na Liga Nacional

A equipe do Oeste de Santa Catarina encerrou a fase de amistosos antes da estreia na Liga Nacional de Futsal com uma bela vitória diante da Seleção do Paraguai, na última quarta-feira (22), no Centro de Eventos Unoesc, pelo placar de 3 a 1. Esse foi o sexto amistoso no ano da equipe de Willian Perú, que falou sobre a importância desses jogos antes do apito inicial pela LNF.

- Os amistosos serviram para nos adaptarmos ao esquema tático e para compreensão do jogo que o técnico estabeleceu. Nossa última partida antes da estreia na Liga Nacional deu uma grande moral pro grupo, pois vencemos uma seleção que vai jogar a Copa América, competição muito nivelada, isso nos deixa mais confiantes para a sequência da temporada, explica o camisa 5 do Joaçaba Futsal.

Contratado depois de uma grande temporada pelo Floripa Futsal em 2016, Willian Peru já demonstra bastante entusiasmo com a nova equipe. O atleta, que vem se preparando desde as férias, com treinos físicos e específicos, falou sobre as expectativas de vestir pela primeira vez o manto que representa o futsal do meio oeste de Santa Catarina.

- A diretoria do Joaçaba formou um elenco muito qualificado, com um alto número de jogadores, criando assim uma expectativa muito grande por parte dos torcedores, acredito estarmos aptos para corresponder e preparados para a nossa estreia. Estou na minha melhor forma física, a pré-temporada me deu esse suporte, estou adaptado ao clube e ansioso para jogar. Apesar do Joaçaba ter uma filosofia totalmente diferente das equipes por onde passei, estou aproveitando essa nova experiência para crescer como profissional, analisa o atleta.

A partida de estreia do Joaçaba Futsal na Liga Nacional acontece na quarta-feira (29), às 20h15, no Centro de Eventos Unoesc, contra o Atlântico Erechim.

Foto: Assessoria de Comunicação / Joaçaba Futsal

←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana