A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

domingo, 2 de abril de 2017

West Ham vacila e perde de virada para o Hull City

O West Ham, novamente, esteve bem próximo de pontuar fora de casa e desperdiçou sua chance. A equipe Londrina esteve na frente do placar durante o 1º tempo e deixou acontecer à virada no 2º tempo, com esse resultado o West Ham acrescenta mais uma partida sem vencer e chega a seis jogos sem vencer na Premier League.

A equipe comandada por Slaven Bilic entrou em campo com uma postura bastante diferente: Um futebol mais oportunista pôde ser visto no início da partida. Os Hammers tinham vantagem na posse de bola e nas finalizações. Aos 18 minutos do primeiro tempo, Andy Carroll teve toda calma após cruzamento de Aaron Cressweell para dominar e abrir o placar do time Londrino.


Foto: SkySports
Durante o final do primeiro tempo e o início do segundo, o West Ham continuou com seu futebol objetivo e tendo bastante tranquilidade com a bola no pé. Mas em uma falha de posicionamento da defesa tudo desabou, pois o Hull City conseguiu chegar ao empate com Andrew Robertson, acordando a torcida da casa.

O gol parece ter abalado a equipe somente nos primeiros 5 minutos, pois Slaven Bilic teve toda calma e soube substituir deixando a equipe mais veloz, a posse de bola voltou a ser dominada e consequentemente surgiram novas oportunidades, mas sem sucesso na finalização.

O futebol não é ganho somente de boas estatísticas na partida, o Hull City soube aproveitar a sua grande chance aos 85 minutos e cravou a vitória após um lindo cabeceio de Andrea Ranocchia. Bilic ainda tentou algo no tempo restante substituindo Kouyaté por Calleri, não obtendo sucesso.

Durante a partida podemos ressaltar o bom rendimento de Kouyaté, que teve total responsabilidade na ligação ataque e defesa, além de conseguir oito interceptações e errar pouquíssimos passes.

Nildo, pegue os R$ 100

Volante entrou no segundo tempo e anotou o gol da vitória aos 47 minutos. Foto: Caíque Toledo/EC Taubaté
O clima em Penápolis era de que o time da casa venceria fácil. A imprensa local antes do confronto diante do Burro da Central cantava vitória. O prêmio de R$100,00 para quem anotasse o gol do triunfo era anunciado a todo tempo na rádio local, sem contar a forma irônica que o Taubaté era tratado, sendo chamado por Santo André e Batatais diversas vezes durante o jogo pelo comentarista local.

O “desacreditado” Taubaté, neste ponto até por muitos torcedores do próprio Alviazul, entrou em campo sob o comando do novo treinador, Paulinho McLaren, que havia comandado apenas dois treinamentos antes da partida.

Quando a bola começou a rolar, as coisas pareciam que não iam ser tão fáceis como se cantava aos quatro ventos. O primeiro tempo, sem emoções, ficou no 0x0. Na segunda etapa, os times saíram mais para o jogo. Aos 9 minutos, a “Lei do Ex” finalmente funcionou a favor do Taubaté, com Caíque, que em 2016 vestiu a camisa do time de Penápolis, abrindo o placar para o Burro.

Em desvantagem, a Penapolense partiu para o ataque e no abafa chegou ao empate com Marcus Vinicius cobrando falta em falha do goleiro Célio, que apesar do erro ainda possui crédito com a torcida.

Nos acréscimos, quando o placar final parecia ficar no empate, o Burro chegou à vitória. E o futebol, com todo seu charme, pregou mais uma daquelas peças. O volante Nildo, o menos cotado a marcar, que na partida diante do Guarani errou grotescamente no lance que originou o gol adversário, balançou as redes.

Ótimo Nildo, está perdoado. E para provar que não temos rancor, pegue os R$100,00 pelo gol da vitória com o pessoal de Penápolis e tome aquela gelada para celebrar nossa vitória.

De virada, Cordino bate o Imperatriz e é campeão do primeiro turno do Maranhense

O primeiro turno do Campeonato Maranhense foi decidido neste sábado. Imperatriz e Cordino fizeram o jogo da volta, no Estádio Frei Epifânio D’Abadia, com mais de 10 mil torcedores, às 18h30, em Imperatriz. O primeiro jogo, na última quarta-feira, terminou em 0 a 0. O Cavalo de Aço tinha a vantagem de ser campeão apenas empatando. Ao time de Barra do Corda interessava apenas a vitória. De virada, o Cordino venceu o jogo por 2 a 1 e sagrou-se campeão do primeiro turno.

A Onça de Barra do Corda cravou os dentes no Cavalo de Aço (Foto: Divulgação/Cordino)

O Imperatriz abriu o placar aos 20 minutos. Após a indecisão da defesa do Cordino, que pedia a marcação de impedimento na jogada, Rubens fez um passe “açucarado” para Adauto, que mandou a bola para o fundo das redes.

Aos 39 minutos, o Cordino empatou a partida. Michel cobrou escanteio e o atacante UIisses aproveitou sobra de bola dentro da área e finalizou para o gol para igualar o marcador.

O Cordino chegou ao gol da virada aos 47 minutos. Michel alçou a bola na área em cobrança de falta e Ulisses mostrou o seu faro de gol apurado ao cabecear para colocar o time de Barra do Corda à frente no placar. Os jogadores do Imperatriz fizeram um estardalhaço reclamando com a arbitragem, alegando não ter ocorrido a falta que gerou o gol. Após muita conversa e algumas expulsões de jogadores, o árbitro validou o gol.

A partida foi encerrada e uma nova confusão se formou, sendo necessária a intervenção da polícia. Mas nada tirou a beleza da festa do Cordino, campeão maranhense pela primeira vez. A campanha do time de Barra do Corda foi assim: 5 vitórias, 3 empates e 1 derrota. Ulisses terminou o primeiro turno como artilheiro com 10 gols. Parabéns ao Cordino, que agora tem vaga garantida na final geral do Maranhense, na Copa do Brasil e na Copa do Nordeste de 2018!


O segundo turno do Maranhense terá início nesta quarta-feira (05/04). Os times do Grupo A enfrentarão os do Grupo B, com apenas jogos de ida.

FICHA DO JOGO:
IMPERATRIZ 1 X 2 CORDINO
Local: Estádio Frei Epifânio D’Abadia, Imperatriz (MA)
Data: 01 de Abril de 2017, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Maykon Matos Nunes
Gols: Adauto, aos 20’ 2ºT (Imperatriz); Ulisses, aos 39’ 2ºT e aos 47’ 2ºT (Cordino)
Cartões amarelos: Robson Simplício e Bruno Lopes (Imperatriz); Eduardo Alves, Jerfferson, Alison e Michel (Cordino)
Cartões vermelhos: André Penalva (Imperatriz); Bruno Erlan (Cordino)
Imperatriz: Rodrigo Ramos; João Rodrigo, André Penalva, Bruno Lopes e Bruno Limão; Robson Simplício (Carlos Dutra), Dudu, Adauto (Matheus Ferreira) e Rubens; Léo Paraíba (Júnior Lacraia) e Cris. Técnico: Sinomar Naves.
Cordino: Eduardo Alves; Michel, Bruno Erlan, Emerson e Jerfferson; Júnior Negrão (Jocivan), Romero, Alison (Rony) e Di Maria; Ulisses e Pedro Gusmão (Matheus). Técnico: Marlon Cutrim.

Marcos Fernandes || Twitter: @poetafernandes
Linha de Fundo || @SiteLF
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana