A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

terça-feira, 4 de abril de 2017

Heat perde, mas se mantém na oitava colocação do Leste

O Miami Heat entrou na partida deste domingo (02) precisando vencer do Denver Nuggets, em casa, para chegar à sétima posição do Leste novamente. O time ainda não contava com Dion Waiters, que sofre com uma lesão no tornozelo esquerdo e permanece sem data para retornar.

O primeiro quarto teve uma dominância da equipe do Colorado e com muitas faltas para o Heat, em sua maioria em cima de Nikola Jokic, surpresa da temporada e candidato ao prêmio de "Most Improved Palyer", ou seja, o jogador que mais evoluiu. O segundo quarto começou com um placar de 37-30 para os Nuggets e logo mostrou que Miami tinha condições para virar, mas o time relaxou e acabou indo para o intervalo perdendo por 68-58, se tornando o maior número de pontos que o Heat tomou antes do intervalo na temporada, superando a marca de 66 pontos cedidos para o Brooklyn Nets em 25 de Janeiro de 2017.

Tyler Johnson sobe para a bandeja sobre Wilson Chandler (Foto: Heat Nation)
O terceiro quarto foi marcado por uma defesa agressiva da equipe da Flórida e chances no ataque, chegando a colocar um ponto de frente no placar, a maior diferença que o Heat conseguiu ter a seu favor durante o jogo. Mesmo assim, Denver conseguiu achar uma resposta e foi para o último período vencendo por 93-87. O jogo continuou pegado até o final, com os times alternando bons momentos e um Danilo Gallinari inspirado para a equipe visitante, anotando 29 pontos no jogo e um Josh Richardson anotando 3-4 em bolas de três pontos no quarto pela equipe da casa. O jogo foi decidido após o único erro de J-Rich em bola de três no período.

No final, o Miami Heat perdeu por apenas três pontos para os Nuggets, com o placar final sendo 109-106, e estão 3-5 em jogos sem seu ala-armador principal, que não joga na quarta-feira contra o Charlotte Hornets.

Josh Richardson lamenta após errar a bola de 3 que levaria o jogo à prorrogação (Foto: Miami Herald)
Goran Dragic- 22 pontos, 6 assistências
Josh Richardson- 17 pontos (4-6 em 3 pontos), 3 tocos
Hassan Whiteside- 16 pontos, 12 rebotes, 3 tocos
Tyler Johnson- 15 pontos, 5 assistências
Rodney McGruder- 11 pontos, 6 rebotes, 4 assistências

GO HEAT

Gabriel Barros

Eliminados pelo Santos... Do Amapá

O Remo jogou ontem contra o Santos-AP no estádio Zerão, em Macapá, pelas quartas de final da Copa Verde. O time paraense foi muito bem recebido pelo Fenômeno Azul no Amapá, e esperava-se um resultado extremamente favorável à equipe visitante, devido à diferença técnica entre ambas as equipes.

Foto: Akira Onuma / O Liberal
Assim que a partida começou, percebeu-se que seria bem equilibrada. O Leão começou perdendo algumas boas oportunidades de marcar gols, a maioria perdida por Gabriel Lima, e igualmente fez o Santos. Todavia aos 14' do primeiro tempo, Balão Marabá percebeu o goleiro André Luís adiantado e lançou a bola pra Fabinho desviar e marcar o primeiro do Peixe.

Os azulinos passaram a ter mais dificuldade em atacar, e quando conseguiam pecavam na finalização. Durante todo o jogo, Gabriel Lima perdeu sete gols, sem contar os outros vários perdidos por outros jogadores. O jogo permaneceu equilibrado até o final da primeira etapa, que terminou em 1x0.

No segundo tempo a postura azulina manteve-se a mesma (se não mudou para pior), porém o Santos agora construía melhor suas jogadas e dominava a partida. Os visitantes buscavam desesperadamente o empate nos 45 minutos finais e, por isso, cometeram muito mais erros em relação ao primeiro tempo. Fabinho aproveitou um desses erros para puxar o contra ataque e cruzar para Denilson marcar o segundo do Santos. O elenco remista desanimou, e 10 minutos depois Batata fechou para o Peixe: 3x0. 

Foto: Akira Onuma / O Liberal
Com esse resultado o Remo está fora da Copa Verde, e quem enfrentará o Paysandu pelas semifinais será o Santos. Agora o Remo participa somente do Parazão, único campeonato que disputará até dia 14 de maio, quando jogará contra o Fortaleza pela Série C do Campeonato Brasileiro. O próximo confronto azulino será dia 08/04, contra o Paragominas.

Riscos e vantagens dos números para o almejado Hexa na Itália

Bem marcado, Higuain foi destaque sem brilhar (foto: Ansa)
Com o término da trigésima rodada esportiva do calcio italiano, a Juventus já faz seus devidos planejamentos para a obtenção dos pontos necessários a fazer com que o grito de campeão ecoe forte de Turim pelo sexto ano seguido no campeonato. A atuação que gerou críticas para muitos e solidez para outros quando analisados no aspecto coletivo diante do Napoli remete à dúvida: A Juventus está relaxada ou consciente?

Na Itália, é sabido que o jogo contra a Juventus é o jogo do ano para muitos, o Napoli o encarou como tal e fez boníssima atuação em seus domínios enquanto a Juve expôs seu poder de fogo nos minutos iniciais usando a forma do adversário para obter o gol, as triangulações. Depois do tento, a Juve fez seu jogo pragmático e conciso defensivamente (4-4-2 em linha sem a bola como na imagem abaixo) e evitou muitos ataques que os locais estavam acostumados a criar no San Paolo e Buffon não teve que fazer grandes defesas. 

4-4-2 em linha com os 11 jogadores compactos (Asamoah fora do plano mas marcando Callejón na lateral esquerda)
Agora a Velha Senhora entra nas oito rodadas finais com seis pontos de vantagem e os cálculos são simples: Chievo (08/04) em Turim, Pescara (15/04) perto do Mar Adriático e Genoa (23/04) são nove pontos mais do que obrigatórios para a obtenção do título, restando cinco jogos para o fim. Em seguida Atalanta fora (30/04), Derby della Mole em casa contra o Torino (07/05) e Roma (14/05) são de fato importantes, mas sem a mesma obrigação absoluta de vencer, já que um empate na capital complicaria pra Roma na luta pelo título. Por fim Crotone (21/05) no Juventus Stadium e Bologna como visitante na semana seguinte fecham a temporada onde tropeços ou não da Roma e Napoli antes do apito final podem definir, mas a Juve não conta com seus tropeços, mas sim com sua solidez e a necessidade real de convencer mais ofensivamente na criação de jogadas, mesmo que faça testes e emergencialmente como Lemina de ponta direita em Nápoles, sempre atentos para que isso não se torne uma surpresa ou um relaxamento que complique as coisas diante do Barcelona, este sim o duelo dos Bianconeri na temporada até então.

A volta da esperança em Roma

A 30ª rodada do Campeonato Italiano trouxe a esperança de volta para o torcedor romanista. Após a vitória sobre o Empoli por 2 a 0, o empate por 1 a 1 entre Napoli e Juventus ficou de bom tamanho. Alcançar o título ainda é uma tarefa quase impossível, mas agora a diferença para a líder Juventus é de seis pontos.

Contando com uma vitória no confronto direto (em Roma), precisamos apenas de um tropeço do time de Turim para chegarmos à primeira colocação. Mas o objetivo não é tão simples assim, apesar disso, confesso que já fiz minhas contas mais de uma vez e creio que muitos torcedores do time da capital fizeram a mesma coisa.

foto: asroma.com
No jogo do último final de semana destaque para o camisa 9 Edin Dzeko. O centroavante bósnio chegou aos 23 gols na Serie A, artilheiro ao lado de Andrea Belotti, do Torino e da seleção Italiana. Os atacantes ocupam a 5ª posição na eleição de artilheiros da Europa, a chuteira de ouro, atrás apenas de Aubameyang (Dortmund), Dost (Sporting) e Lewandowski (Bayern) com 24 gols, e de Messi (Barcelona), líder com 25. Cavani (PSG) tem mais gols, 27, porém o coeficiente muda no Campeonato Francês, considerado mais fácil pela eleição. Juntando todas as competições disputadas, Dzeko tem 33 gols na temporada.

Com a ajuda de Dzeko, a Roma precisa vencer o Bologna fora de casa no próximo final de semana. Aliás, se quiser continuar sonhando com o scudetto, não pode tropeçar contra os times que estão mal no campeonato. Mas antes disso o compromisso é nesta terça-feira. A partida é contra a Lazio, em clássico válido pelas semifinais da Coppa Italia. No primeiro duelo o time azul venceu a Roma por 2 a 0. Agora a Roma é a mandante e tem uma difícil tarefa.

Arthur Godioso - @arthurgodioso
←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana