A SUA LINHA DE NOTÍCIAS

Tecnologia do Blogger.

Arquivo do blog

TWITTER

FACEBOOK

Premier League Brasil

Siga-nos nas redes sociais

Popular Posts

Quem sou eu

CLASSIFICAÇÃO

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Em noite de Holloway, Pinheiros vence jogo 5 e elimina o Vasco


Dizem que nas partidas decisivas os homens aparecem. Na noite dessa segunda-feira tivemos a prova viva disso. Desmond Holloway, o ala-armador norte americano do Pinheiros, deu um show dentro de quadra e ajudou a sua equipe a derrubar o Vasco por 93x82 e se classificar para as oitavas de final do NBB. A série, que foi marcada por um grande equilíbrio, teve um roteiro parecido em seu capítulo derradeiro, um jogo 5 bastante apertado. Entretanto, a atuação de Holloway, que anotou incríveis 36 pontos, pesou e a equipe paulista saiu com a classificação. O adversário será o atual tetracampeão do NBB, Flamengo.

Holloway anotou 36 pontos e ajudou sua equipe a avançar no NBB (Foto: Ricardo Bufolin / ECP)

Na mão dos norte-americanos

Corderro Bennett e Desmond Holloway são as esperanças da torcida do Pinheiros para seguir avançando nos playoffs, os dois destaques da equipe tem papéis essenciais no plano de jogo e precisam continuar liderando o restante do plantel. Outro ponto positivo do time da capital paulista é sua força dentro do garrafão, o Pinheiros é a quarta melhor equipe no quesito rebotes, com média de 37,45 por jogo e conta com bons nomes que atuam em baixo da cesta como Gemerson e Teichmann.

Decepção cruzmaltina

Ficou um gostinho de "quero mais" para os vascaínos nessa volta à elite do basquete nacional. O elenco, que contava com grandes nomes como Nezinho, David Jackson e Murilo, não conseguiu se encaixar durante a competição e amargou um nono lugar na classificação geral, se complicando nos playoffs. A contratação do técnico Dedé Barbosa no meio da temporada fez com que o Vasco melhorasse taticamente, entretanto os erros defensivos continuaram aparecendo e sendo decisivos nas derrotas da equipe. O que resta agora é juntar os cacos e buscar novas peças para a próxima edição do NBB.

O que esperar de Flamengo x Pinheiros

O confronto será muito complicado para a equipe paulista. Além de ter o mando de quadra, o Flamengo tem um grande elenco e a força da torcida a seu favor, condições adversas que precisam ser superadas pelo Pinheiros para seguir na busca do título. Na temporada regular foram dois encontros entre as equipes com duas vitórias para o Flamengo, 96x88 no Rio de Janeiro e 84x77 em São Paulo.

Henrique Ferreira

Choque de realidade no São Paulo

(Foto: Bruno Cheri/saopaulofc.net)
Apesar de acreditar na nova ideologia de futebol que Rogério Ceni vem tentando impor no time tricolor, essas duas primeiras partidas importantes de mata-mata fez com que qualquer torcedor entusiasmado com o começo do ano do São Paulo colocasse os pés no chão.  Depois de ficar algumas partidas sem tomar gols, vimos mais uma vez um tricolor frágil na defesa e impotente no ataque. É certo que, se não mudar drasticamente algumas coisas, dificilmente o tricolor conseguirá reverter os dois próximos confrontos e terá ao menos duas semanas para repensar muitas coisas para o Brasileirão.

Este é um momento crítico que o SP passará, a imprensa e boa parte da torcida cairão matando para cima do Rogério procurando alguém para crucificar.  E quem seria o culpado?

É sabido, pelo menos para mim, que o São Paulo viverá um ano de reconstrução. Tenho dito que o SP ainda será apenas coadjuvante em todos os campeonatos esse ano. Porém, não podemos isentar ninguém de algumas escolhas desastrosas e prepotentes que vemos. Exemplo: a diretoria por achar que o tricolor já tem elenco suficiente, Rogério por achar que o SP é o Barcelona para agredir todos os adversários e o elenco pelas deficiências técnicas e pela falta de vontade.  

De certa forma, perder para o Cruzeiro é tolerável por toda construção que o time mineiro vem tendo, mas levar um "vareio" de bola, como levamos do limitado Corinthians, é inaceitável.

Estaremos atentos e cobrando a diretoria por um elenco mais qualificado, Rogério por um time mais organizado e os jogadores por mais aplicação e raça para que o Tricolor volte a levantar canecos. 

Bruno Cerqueira

Ceará 2 x 0 Guarani: Precisando evoluir

Ceará venceu o Guarani de Juazeiro pela segunda partida da semifinal do Campeonato Cearense e tem vantagem para o terceiro e decisivo jogo, Lelê e Magno Alves marcaram os gols do alvinegro.

Depois daquele ''purgante'' chamado de primeiro jogo no dia 05/04 em Juazeiro, Ceará e Guarani fizeram um jogo bem mais movimentado, principalmente na segunda etapa onde apareceram as principais chances de gols.
Lelê e Magnata decidiram o jogo. FOTO: Cristhian Alekson/Cearasc
A primeira grande oportunidade foi do Ceará, aos 34 minutos Jackson Caucaia cabeceou e a bola passou perto do gol, no minuto seguinte Maxi Biancucchi chutou e o goleiro Léo segurou firme. A melhor chance do Leão do Mercado ocorreu após um erro da defesa alvinegra, Everson saiu mal e se não fosse Tiago Cametá, que tirou a bola no momento certo, poderia ter sido pior. O Vozão respondeu aos 42 minutos, no primeiro lance Magno Alves obrigou o goleiro a realizar uma difícil defesa e no rebote Victor Rangel tentou um voleio, mas mandou por cima da meta.

No segundo tempo Givanildo sacou Victor Rangel e colocou Lelê em campo, na tentativa de tornar seu ataque mais veloz, mas foi o Guarani que teve duas boas chances, sendo a segunda um milagre de Everson. Depois do susto o Ceará acordou e Magno Alves quase marcou, aos 25 estava livre na área e chutou para fora e aos 34 em uma bela cabeçada. A bola parecia que não queria entrar, mas ela acabou entrou e duas vezes. Lelê recebeu um passe açucarado do Magnata e chutou forte, no final da partida Raul serviu Magno Alves que deu números finais para o placar.
Lele marcou o 1º gol do Ceará. FOTO: Helene Santos/ Diário do NE
Para quem teve muito tempo para treinar, já era para o Ceará ter demonstrado muito mais dentro de campo, ontem mais uma vez o time mostrou sua deficiência no setor ofensivo. A entrada de Lelê surtiu o efeito esperado, o ataque ficou menos engessado, porém bem longe do que o torcedor espera desse elenco. A primeira partida de Ricardinho como titular já deixou evidente que ele irá ajudar bastante a melhorar a criação no meio de campo alvinegro, mas nada de exigir que ele apresente o futebol de 2015 assim de cara, para voltar a ser o que já foi vestindo a camisa do Vovô, o maestro precisará de tempo e principalmente ritmo de jogo.

Também é preciso destacar as importantes defesas do goleiro Everson, ele até deu suas vaciladas, mas quando foi exigido foi muito bem. Existem algumas peças que não disseram para que estão em Porangabussu, Maxi Biancucchi é uma, o argentino está no mesmo barco do seu irmão Emanuel (que jogou no Ceará em 2016). Mesmo com todas as dificuldades e limitações o elenco consegue dar uma resposta, entretanto ainda é pouco para quem tem os melhores jogadores da competição.
Everson garantiu o resultado. FOTO: Mateus Dantas/Opovo
O Ceará voltará a campo no próximo sábado 22/04 as 16:00 contra o Guarani pelo terceiro e decisivo jogo das semifinais do estadual, para essa partida Givanildo não terá o zagueiro Rafael Pereira e o atacante Victor Rangel, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Em contrapartida a equipe terá os retornos de Romário e Richardson que cumpriram suspensão na ultima partida.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 2 X 0 GUARANI DE JUAZEIRO

CEA: Everson, Cametá, Rafael Pereira, Luiz Otávio, Rafael Carioca, Raul, Jackson Caucaia (Pero Ken), Ricardinho (Wallace Pernambucano), Maxi Biancucchi, Victor Rangel (Lele) e Magno Alves. T: Givanildo de Oliveira

GUA: Léo, Talisson, Regineudo, Luiz Gustavo, Zé Aquiraz, Dim, Da Silva (Rosivaldo), Adenilson, Leilson, Ítalo (Emerson Catarina), e Ronda (Roberto Jacaré). T: Washington Luiz

CARTÕES AMARELOS: CEA: Victor Rangel, Rafael Pereira e Rafael Carioca  / GUA: Da Silva e Ronda.

GOLS: Lelê aos 36 do 2º Tempo e Magno Alves aos 45 do 2° Tempo

Davi Maia | @davims 

Voltamos para a briga

Da luta vem a vitória, e a torcida veio pronta para a guerra. (MUFC/Getty)
A vitória foi fundamental para restaurar a confiança dos jogadores na Premier League, vimos o Manchester United dominar o atual líder da competição sem dar nenhuma chance de reação em Old Trafford. O placar de 2x0 acabou ficando barato para o Chelsea, que viu o ataque adversário perder muitas oportunidades.

Antes de falar sobre a partida queria dizer que durante a semana visitamos o Anderlecht na Bélgica pela Liga Europa e trouxemos um bom resultado. O empate em 1x1, gol de Mkhitaryan, para quem assistiu à partida pode parecer que foi ruim pelas circunstâncias apresentadas, pois antes do empate dos belgas, perdemos duas chances de ampliar o placar, mas é inegável que um empate com gols fora de casa é um bom resultado, assim é mais fácil definir o resultado em casa.
Mkhitaryan marcou no empate contra o Anderlecht. (MUFC/Getty)
Antes da partida contra o Chelsea fomos surpreendidos com a escalação, Ibra e Mkhitaryan no banco e Rashford e Young no jogo. Poupar logo no jogo contra o líder pareceu um erro, mas foi só a bola rolar que Mourinho mostrou que estava certo. O ataque com Lingard, Young e Rashford confundia a defesa dos azuis e logo no início do jogo o garoto das estreias abriu o placar, 1x0, Rashford.

A defesa dominou o ataque do Chelsea e não deu chances para eles criarem nenhuma situação de gol, podemos dizer que De Gea foi um espectador dentro das quatro linhas. Nossos volantes marcaram forte sem espaço para falhas e Herrera foi premiado com um gol no início da segunda etapa, o 2x0 foi até o fim da partida sem nenhum susto.
Herrera anulou o principal jogador azul e ainda foi premiado com um belo gol. (MUFC/Getty)
Na próxima quinta-feira receberemos o Anderlecht pela Liga Europa e começamos a partida classificados, basta o 0x0 para passarmos para a semifinal da competição, eu acredito sim na nossa classificação, e acho que somos fortes candidatos ao título.

Pela Premier League teremos uma sequência difícil com quatro partidas e três delas fora de casa, incluindo os clássicos contra o City e Arsenal. Faltam sete partidas para acabar o campeonato e todos os pontos que podíamos perder já foram perdidos, então temos que somar o máximo possível para continuarmos na briga pela classificação para a próxima Liga dos Campeões.
Provocador por natureza, o Special One saiu do campo comemorando. (MUFC/Getty)

Encerro por aqui muito contente com a vitória e mais ainda com o desempenho dos Red Devils na rodada, GGMU!

#SangueRedDevil

Obrigado artilheiro. Estamos salvos

O fantasma de um possível rebaixamento para a Série A3 do Campeonato Paulista não ronda mais o Joaquinzão. A vitória do último domingo pelo placar de 3x2 diante do São Caetano garantiu com uma rodada de antecedência a permanência do Taubaté na A2 do estadual.

Os três pontos diante do líder do campeonato foram conquistados com muito sofrimento, algo comum na história do Burro da Central. O Alviazul começou dominando as ações na partida e no final do primeiro Cassinho colocou a equipe em vantagem. No início do segundo tempo, Éverton, cobrando pênalti, ampliou. O Taubaté não tinha uma penalidade assinalada a seu favor há mais de um ano, e atuando no Joaquinzão o último pênalti marcado a seu favor havia sido em 2015.

Éverton comemora seu nono gol na Série A2. Foto: Bruno Castilho/EC Taubaté
O 2x0 no placar poderia indicar uma tranquilidade para os taubateanos. Poderia, mas não foi o que aconteceu. Em 20 minutos, o Taubaté mais uma vez quase colocou tudo a perder. O zagueiro Edgar foi expulso (o sexto vermelho da equipe em 18 partidas no campeonato), ao cometer pênalti. Gol de Carlão. Pouco tempo depois, o time do ABC igualou o placar.

Com um jogador a mais, o São Caetano pressionou o Taubaté. O gol da virada parecia questão de tempo.

Foi então que mais uma vez brilhou a estrela do artilheiro Éverton. Aos 37 minutos, o camisa do 11 do Burro da Central recebeu passe de Rafael Rosa e como muita categoria e oportunismo recolocou o Taubaté a frente no marcador. Gol da vitória, gol que permanência do Taubaté na A2, gol que garante ao clube a cota de mais de um milhão de reais pela disputa da competição em 2018.
Torcedores do Alviazul temiam pela queda da equipe para a Série A3. Foto: Rafael Citro/Jornal Voz do Vale
Após o apito final da partida, festa no Joaquinzão. O peso de mais de uma tonelada saiu das costas de todos os taubateanos, levando o técnico Paulinho McLaren as lagrimas. O Taubaté é grande, o Taubaté não cai.

Obrigado Éverton, gostaríamos de que você eternamente vestisse o manto azul e branco, mas no fundo sabemos que será muito difícil segura-lo por aqui após o campeonato, porém seus gols não serão esquecidos. Obrigado fera!

Final de semana 100%

Meninas do Burro conquistaram a primeira vitória no Paulista. Foto: Jonas Barbetta/Top10 Comunicação
O final de semana foi perfeito para os taubateanos. Além da vitória que garantiu o time na A2 do ano que vem, o time feminino do Burro da Central atropelou o Centro Olímpico, 3x0. Nas categorias de base, vitórias sobre o União Mogi no sub15 (3x0) e sub17 (6x0). Quatro jogos, quatro vitórias, com quinze gols marcados e dois sofridos. Nada mal Burrão. 

NBA Playoffs: 1ª Rodada

Durante o final de semana teve o início da pós-temporada da NBA. Os oito classificado de cada conferência tiveram o primeiro jogo da série melhor de sete jogos. Vamos a eles:

Indiana Pacers (0) 108 - 109 (1) Cleveland Cavaliers

LeBron James enterrada de costas em ponte aérea durante Cleveland Cavaliers x Indian Pacers (Foto: Reuters/David Richard-USA TODAY Sports)
LeBron James enterra na ponte aérea feita por Kyrie Irving (Foto:Reuters-USA Today)
Em um jogo disputado de ponta-a-ponta, os atuais campeões iniciaram a série com vitória para cima dos Pacers. Mas foi suado! A última posse de bola foi dos visitantes e o SG CJ Miles errou o arremesso final, dando a vitória para os Cavs. Destaque para o ''King James'' com 32 pontos e 13 assistências.

Milwaukee Bucks (1) 97 - 83 (0) Toronto Raptors

Giannis Antetokounmpo, do Milwaukee Bucks, passa pela marcação de Cory Joseph, do Toronto Raptors (Foto: Reuters/John E. Sokolowski-USA TODAY Sports)
O grego comandou a vitória dos Bucks (Reuters-USA Today)
Apesar de irem para o intervalo com a vantagem de 51 à 46, os Raptors não conseguiram segurar o forte time do Milwaukee. Liderados por Giannis Antetokoumpo, que anotou 28 pontos. Só que desta vez, o seu time o ajudou. Outros jogadores fizeram mais de 10 pontos, como Tony Snell, Greg Monroe (14 pontos e 15 rebotes, duplo duplo para ele), Malcom Brogdon e Dellavedova, e contribuíram bastante para essa importante vitória dos Bucks.

Memphis Grizzlies (0) 82 - 111 (1) San Antonio Spurs

Kawhi Leonard é marcado em cima por Marc Gasol no jogo 1 da série entre Spurs e Grizzlies (Foto: Reuters)
Kawhi Leonard com mais uma atuação de gala (Foto:Reuters)
Apesar do susto no início do jogo, os comandos de Greg Popovich transformaram o deslize em massacre. O time não tomou conhecimento dos visitantes e sempre com uma boa atuação coletiva, iniciaram a série com o pé direito. Destaque para o monstruoso Kawhi Leonard, com 32 pontos marcados.

Utah Jazz (1) 97 - 95 (0) Los Angeles Clippers

Joe Johnson Clippers x Jazz NBA (Foto: Reuters)
Joe Johnson matou a bola nos segundos finais e garantiu a vitória dos Jazz (Foto:Reuters)
Logo no início do jogo, o Utah perdeu seu pivô Rudy Gobert por lesão. E para enfrentar um Clippers, de DeAndre Jordan e Blake Griffin sem seu principal nome no garrafão, parecia missão impossível, mas não para o Utah Jazz. Com uma ótima atuação coletiva, com destaques para Gordon Hayward com um duplo-duplo (19 pontos e 10 rebotes) e para o veterano Joe Johnson, que vindo do banco, fez 21 pontos e ainda matou no último segundo, a bola que deu a vitória para o Utah.

Atlanta Hawks (0) 107 - 114 (1) Washington Wizards

basquete John Wall (Foto: Getty Images)
John Wall comandou mais uma vez os Wizards (Foto: Getty Images)
A eficiência de Washington mais uma vez funcionou e o time abriu a série com vitória sobre o Atlanta Hawks. o jogo foi bastante disputado, mas os 32 pontos e as 14 assistências (melhor marca do jogador em playoffs) do armador John Wall fizeram a diferença no Verizon Center. Destaque também para os 22 pontos do seu companheiro Bradley Beal e o duplo-duplo do pivô polonês Marcin Gortat, com 14 pontos e 10 rebotes.

Portland Trail Blazers (0) 109 - 121 (1) Golden State Warriors

Curry dribla o armador Damian Lillard (Foto:Kyle Terada/USA Today)
Com uma excelente atuação defensiva de Draymond Green, os Warriors venceram a primeira batalha contra os Trail Blazers. O ala-pivô anotou 19 pontos, mas pegou 12 rebotes, 9 assistências, 3 roubos de bolas e 5 tocos. Além dele, destaques para Kevin Durant, Stephen Curry e Klay Thompson, todos com 32, 29 e 15 pontos respectivamente. Do lado do Portland, os 41 pontos de CJ McCollum e 34 de Lillard não foram páreos para os comandados de Steve Kerr.

Chicago Bulls (1) 106 - 102 (0) Boston Celtics

Isaiah Thomas com lágrimas nos olhos antes do início do jogo contra os Bulls (Foto: Getty Images)
Isiah Thomas se emocionou com o falecimento da irmã um dia antes do jogo (Foto:Reuters)
Mesmo com a luta do baixinho Isiah Thomas, o Chicago Bulls se agigantou e saiu do TD com a primeira vitória na série. No sábado, o amador perdeu sua irmã em um acidente de carro e havia muita especulação de sua ida ao jogo ou não. Ele foi. Jogou, se emocionou, converteu 33 pontos, mas não foi suficiente para seu time sair com a vitória. Do lado dos Bulls, destaques para Jimmy Butler, com 30 pontos, Robin Lopez com 14 pontos e 11 rebotes e Bobby Portis, que veio do banco e fez 19 pontos e pegou 9 rebotes.
#ForçaThomas

Oklahoma City Thunder (0) 87 - 118 (1) Houston Rockets

Oklahoma City Thunder v Houston Rockets - Game One
Harden comandou o Houston na vitória de ontem (Foto:Bill Baptist/Getty Images)
No duelo dos dois principais candidatos a MVP, James Harden levou a melhor sobre Westbrook e abriu vantagem na série sobre o OKC. Harden teve uma ótima atuação, anotando 37 pontos, com 7 rebotes e 9 assistências. E o time ainda teve ajuda de outros jogadores que ajudaram bastante, como Patrick Beverley, Capela, Lou Williams e do brasileiro Nene, que veio do banco e anotou 15 pontos. Pelo Thunder, destaque para Westbrook que anotou um duplo-duplo combinando para 22 pontos e 11 rebotes.



João Eduardo Gurgel









































Jogo morno, vitória quente

(Foto: Liverpool FC/Divulgação)

West Bromwich e Liverpool se enfrentaram no último sábado pela 33º rodada da Premier League. Em um jogo morno a maior parte do tempo, os Reds conseguiram ser superiores mesmo com a apresentação discreta de seus principais jogadores. 

Foram poucas chances no primeiro tempo até que Firmino marcasse no minuto 46. Nos raros momentos de perigo, quem sempre esteve perto do gol fomos nós. Aos 15' Coutinho interceptou passe no campo de ataque e tocou para Firmino chutar cruzado e não abrir o placar por pouco. Como de costume, o West Bromwich valorizava muito as bolas paradas, mas em um dia feliz da nossa defesa, não obteve êxito em momento algum. Quando tudo indicava um placar zerado para o intervalo, o feitiço voltou-se contra o feiticeiro e após cobrança de falta, Roberto Firmino cabeceou para abrir o placar, 1-0 Liverpool.

O segundo tempo foi mais movimentado, e ainda assim, o placar não se alterou. Firmino continuou produzindo bastante no ataque, enquanto Origi e Coutinho eram mais modestos. Os donos da casa também criaram, exigindo com que Mignolet trabalhasse; a 10 minutos do fim do jogo, Matt Phillips ficou cara a cara com o goleiro belga, que fechou a meta e evitou o empate. Mas a parte mais emocionante do jogo ficou mesmo pro final, quando o goleiro Foster foi ao ataque em busca do gol de empate ao West Bromwich. O arqueiro não conseguiu finalizar e, de quebra, ainda tivemos duas oportunidades seguidas de marcar sem ninguém sob as traves. Na primeira, Alberto Moreno errou o alvo e mesmo sem goleiro, perdeu o gol. Na segunda, Wijnaldum tentou e errou um passe longo.

O jogo pôde ser descrito como frio e monótono com exceções, no entanto, a vitória veio e aumentou para 7 o número de jogos invictos, com 5 vitórias e 2 empates nas últimas rodadas. Com os 3 pontos, voltamos à 3ª colocação e seguimos firmes na luta pela vaga direta à Champions League da próxima temporada. 

←  Anterior Proxima  → Inicio

Inscreva-se no canal LFTV

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Mais lidas da semana